quarta-feira, 4 de julho de 2012

Santos populares: Milhares em Esch e Differdange

Esch encheu-se de gente para assistir ao desfile das marchas de S. João                                                          Foto: Bruno Guerra
Mais de seis mil pessoas passaram este fim-de-semana pela praça da comuna de Esch para assistir às 20° Marchas de São João.

Durante dois dias, foi um vaivém de gente, um mar de crianças que corriam para todos os lados e milhares de transeuntes surpreendidos com o imenso aparato.
As famosas Marchas de São João de Esch, organizadas há 20 anos pelo Rancho Folclórico Províncias de Portugal, atingiram em 2012 o apogeu: foram 20 anos, 20 edições.

O programa deste ano contou com a presença do Rancho Folclórico e Etnográfico "As Lavradeiras de Jovim", de Gondomar (Portugal), que se juntou às características marchas populares que desfilam pela rua de l'Alzette, enchendo de cor e luz a cidade.

O tradicional desfile das marchas, no sábado, contou com a presença do rancho organizador, e também dos ranchos folclóricos Ceifeiros de Redange, Luso-luxemburguês, Minhotos de Echternach, Juventude Portuguesa de Dudelange, Rancho Folclórico da Nazaré e Rancho Folclórico de Remich.
Depois do desfile, todos os ranchos actuaram no palco, para delícia dos milhares de espectadores presentes. A terminar a noite, um espectáculo de luz e som com a Banda Paulo de Oliveira animou as hostes até perto das 3h da manhã.

No domingo, ainda não tinham soado as 12 badaladas do meio-dia e já a praça da Comuna estava novamente repleta de gente à procura das iguarias para o almoço.
Durante toda a tarde, a animação esteve a cargo da Banda Paulo de Oliveira, que pôs toda a gente a dançar e ajudou a fazer a digestão.

Outra actuação que mereceu registo foi a do grupo vindo de Portugal, o Rancho Folclórico e Etnográfico "As Lavradeiras de Jovim", com os seus membros mais velhos a fazerem o público aplaudir de pé. Um desfile de penteados foi novidade este ano.

A terminar, o tão esperado concerto com a cantora Suzana levou a multidão ao rubro, com a sua música mexida em português. No final, Suzana mostrou-se estupefacta com a recepção e com a envergadura destas marchas, esperando poder voltar brevemente.


O Euro2012 foi o mote para as marchas populares 
em Differdange                                          Foto: J. Pedreira
Festa do grupo Cultural Apoio Social de Differdange

Mais de três mil pessoas participaram nas festas dos santos populares na praça principal de Differdange, no fim-de-semana passado. A festa, organizada pelo Grupo Cultural de Apoio Social de Differdange, em parceria com o rancho folclórico As Tricanas de Differdange, é a ocasião de ver desfilar pelas ruas da cidade um grupo de marchas populares criado há três anos pelo GCASD.

A grande responsável pelo grupo é Vera Resende, que além de ensaiadora é também vice-presidente da associação. E a responsabilidade é grande: Vera está à frente de um grupo composto por cerca de 80 elementos, de várias idades. O mais novo tem dois anos, o mais velho tem 65.

Este ano o tema das marchas foi o futebol, com os participantes vestidos com roupas a representar os países que participaram no Euro 2012. Com o tempo a ajudar, as festas foram um sucesso.

"O São Pedro este ano foi nosso amigo, e presenteou-nos com um dia magnífico", regozijava-se Vera Resende. "O público deslocou-se de todo o lado para vir assistir às nossas marchas, e conseguimos ter aqui mais de três mil pessoas".

A autarquia de Differdange tem apoiado o evento, disponibilizando instalações para os ensaios. Em anos anteriores, o burgomestre, Claude Meisch, fez mesmo questão de participar como padrinho. Este ano, por problemas de agenda, não pôde estar presente, cedendo o lugar à Miss Benfica de Esch, Mélanie Henriques Pedro. A jovem, que tem apenas 15 anos, foi uma digna madrinha da festa dos santos populares. 

Texto: J. Pedreira

Sem comentários:

Enviar um comentário