sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Neste sábado, inscrições abertas para escuteiros

O Agrupamento dos Escuteiros de Santo Afonso informa que as inscrições para o próximo ano de actividades serão efectuadas neste sábado, 1 de Outubro, das 15h às 16h, na sua sede, situada no nº 1 da rue Willy Goergen, junto à igreja de Santo Afonso, na cidade do Luxemburgo.

Estão a funcionar as seguintes secções: Lobitos (a partir dos sete anos); Exploradores (a partir dos 11); Pioneiros (a partir dos 14 anos) e Caminheiros (a partir dos 17)."

Liga BGL - Derbi Dudelange - Jeunesse joga-se amanhã

A 8a jornada do campeonato da Liga BGL Paribas arranca na sexta-feira com o Hostert - Rumelange. No sábado, dois destaques: F91 Dudelange- Jeunesse e Grevenmacher - Differdange.

Derrotado em casa no último encontro, o RM Hamm Benfica desloca-se a Tétange, domingo, para defrontar a equipa sensação da prova.

C om sete derrotas em outros tantos jogos, o Hostert acolhe sexta-feira, no seu estádio, o Rumelange de Manuel Cardoni num jogo de "vida ou morte" para os comandados de Carlos Teixeira.

Sem qualquer ponto na prova, o Hostert terá uma boa oportunidade de inaugurar o seu contador na elite do campeonato grão-ducal, frente a outro dos promovidos.

Mas as atenções gerais do fim-de-semana futebolístico vão para o jogo F91 Dudelange - Jeunesse, que se disputa sábado às 18h30. Apenas distanciados por um ponto (Dudelange com 14 e Jeunesse com 13), os comandados de Dan Theis partem como favoritos da partida, já que apesar de jogarem em casa, vêm de uma moralizadora vitória no Cents, frente ao Benfica local, por 4-1. Por seu turno, os "alvinegros" foram (injustamente) derrotados no domingo pelo Grevenmacher, num jogo de sentido único para a equipa da metrópole do ferro.

O outro destaque de sábado é o encontro entre o líder Grevenmacher e o FC Differdange, também às 19h30. A equipa de Paolo Amodio, que se desloca hoje ao terreno do Racing Luxembourg em jogo de atraso referente à segunda jornada, poderá acusar alguma fadiga três dias depois, facto que deverá ser aproveitado pelos anfitriões para se manterem no topo da classificação.

Ainda no sábado, mas a partir das 19h, joga-se o Fola - Pétange. A formação de Jeff Strasser conquistou a sua primeira vitória no terreno do Hesperange e deverá querer confirmar o ascendente de forma perante o Pétange de Carlo Weis, penúltimo da tabela com cinco pontos.

No domingo, o RM Hamm Benfica desloca-se ao terreno do Kayl/Tétange, uma das surpresas deste início de campeonato.

Os encarnados de Filipe Vilaverde perderam em casa frente ao Dudelange e vão tentar recuperar os pontos no terreno do promovido, que foi vencer o Käerjéng por 2-1.

Os comandados de Manuel Correia apenas perderam em casa com o Dudelange (2-3), pelo que se prevê um encontro bastante equilibrado entre duas formações a quem só a vitória interessa.

Os jogos Niederkorn - Hesperange e Racing Luxembourg - Käerjéng completam a 8a ronda. Dois jogos em que o equilíbrio parece ser a nota dominante, mas em futebol nunca se sabe...

Pílula comparticipada a partir de Janeiro para menores de 25 anos

Os contraceptivos vão passar a ser comparticipados pela Caixa Nacional de Saúde (CNS) a partir de Janeiro, mas só para menores de 25 anos.

O Governo luxemburguês assinou na quarta-feira uma convenção com a CNS que prevê o reembolso de 80 % do preço pago pela pílula contraceptiva, no caso de jovens até aos 25 anos.

A decisão é um recuo em relação ao anúncio feito em Maio pelo ministro da Saúde. Nessa altura, Mars di Bartolomeo propunha que a contracepção fosse totalmente gratuita para menores de 25 anos.

A partir de Janeiro do próximo ano, os contraceptivos vão ser mais baratos para os jovens, que terão ainda assim de pagar 20 % do preço tabelado.

Palestra sobre Camões e Cervantes na Santa Casa, a 6 de Outubro

Dois vultos maiores da literatura ibérica e mundial, Luís Vaz de Camões e Miguel de Cervantes, vão ser tema de uma conferência a ter lugar na Santa Casa da Misericórdia, em Hamm (182, rue de Hamm), na capital, no dia 6 de Outubro, às 19h30.

Sobre o nosso poeta nacional vai falar Fernando Gouveia, com uma palestra intitulada "Camões: A Fé e o Império e muito mais".

Camões (c.1524-1580) é considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa. É autor do poema de sublimação do povo português "Os Lusíadas", considerado a epopeia portuguesa por excelência, narrando a história de Vasco da Gama e dos heróis portugueses que dobraram o Cabo da Boa Esperança, abrindo o caminho marítimo para a Índia. O dia da sua morte, 10 de Junho de 1580, foi instituído como o Dia Nacional da Pátria.

Na segunda intervenção, Adolfo Gutièrrez vai falar do autor do célebre "D. Quixote de la Mancha", e do que Cervantes foi para além desta sua obra magistral.

Miguel de Cervantes Saavedra nasceu em 1547 e morreu em 1616. Foi soldado, romancista, poeta, dramaturgo e é considerado o expoente máximo da literatura espanhola. O seu "Dom Quixote de la Mancha", é qualificado pela crítica como o primeiro romance moderno e uma das obras-primas da literatura universal.

Outubro é o mês do "laço cor-de-rosa"

Outubro é o mês internacional da luta contra o cancro da mama. À efeméride organizada pela Europa Donna associam-se muitos portugueses, incluindo a cantora Luísa Vieira e o comité da Miss Portugal no Luxemburgo.

Outubro é o mês internacional da luta contra o cancro da mama, e a associação Europa Donna Luxemburgo assinala a efeméride com exposições, concertos e a nona edição da corrida "Broschtkriibslâf", já neste sábado.

Este ano, a corrida contra o cancro da mama decorre no Vale da Pétrusse, com partida e chegada na Abadia de Neumünster, na capital.

Os interessados em participar podem fazer a pré-inscrição a partir desta sexta-feira, às 17h, na Abadia de Neumünster (ou no portal www.broschtkriibslaf.lu ). Sábado de manhã, a partir das 8h30, começa a inscrição dos participantes, e a partida é às 9h30. Em paralelo, decorrem a corrida de jogging, com partida às 11h, e uma caminhada nórdica a partir das 12h. A festa continua no sábado, entre as 12h30 e as 14h, com o grupo Lusofonia em Movimento, a dança oriental das Salome’tribe, animação de mulheres africanas e um desfile de moda desportiva em colaboração com o comité da Miss Portugal no Luxemburgo. Os lucros do evento vão servir para apoiar projectos de apoio a mulheres com cancro da mama no Luxemburgo.

Além da corrida contra o cancro, a Europa Donna Luxemburgo apresenta até 4 de Outubro uma exposição no claustro da Abadia de Neumünster. "Pelos olhos de uma amazona" é uma colecção de fotografias da artista belga Marie Mandy, ela própria vítima de cancro da mama. O título é uma alusão ao mito de que as amazonas cortavam um dos seios para manejarem os arcos mais facilmente, e a colecção de 50 fotografias conta o percurso de combatente da artista desde o diagnóstico até à mastectomia. Um tema violento e tabu abordado com uma elegância surpreendente pela artista, que consegue imagens de rara beleza de um corpo mutilado.

"Ver este trabalho é difícil", admite Marie Mandy, "mas pode-se encontrar beleza também neste trabalho". As fotografias mais duras, tiradas depois da mastectomia, são sublimadas com inscrições e imagens sobrepostas, e impressionam pela beleza inesperada. "Também há beleza no que não é simétrico", disse a artista ao CONTACTO durante a inauguração da exposição, na sexta-feira.

O programa da luta contra o cancro inclui ainda um concerto na sexta-feira com Marc Demuth, a cantora portuguesa Luísa Vieira e o músico Letellier Georges. É a partir das 20h, na Brasserie da Abadia de Neumünster, e a entrada custa 15 euros.

A Philharmonie associa-se à causa, e vai estar iluminada de cor-de- rosa a 14 de Outubro. À noite há um espectáculo de música e dança na sala de Música de Câmara, a partir das 19h, uma conferência com o professor Cutuli, oncologista em Reims, e a projecção do documentário "Dragon boat - Nós vamos a Veneza". O filme conta a história de três sobreviventes do cancro da mama que vão estar presentes no evento.

Segundo a Europa Donna, no Grão-Ducado todos os dias é diagnosticada uma mulher com cancro de mama. De acordo com a associação, 90 % dos casos são curáveis se forem detectados a tempo e tratados correctamente. "O esclarecimento e a prevenção são fundamentais para o diagnóstico precoce e para aumentar a taxa de sucesso no tratamento", defende a Europa Donna Luxemburgo, responsável pela organização dos eventos que assinalam o chamado "Outubro rosa".

Paula Telo Alves
Foto: Manuel Dias

Kirchberg: Semana da Habitação - a partir de hoje na Luxexpo

A Semana Nacional da Habitação é uma espécie de salão luxemburguês da habitação, com o objectivo de funcionar como uma montra representativa do mercado imobiliário no Grão-Ducado. O certame decorre durante quatro dias, entre sexta e segunda-feira, na Luxexpo, em Kirchberg.

Os visitantes podem informar-se sobre novos produtos, serviços e apoios estatais no sector da habitação, receber conselhos sobre aquisição e construção, bem como ficar a saber tudo sobre casas ecológicas, um dos cavalos de batalha do governo nesta matéria.

No salão organizado pelo Ministério da Habitação vão estar representados o Fonds de Logement, além de profissionais de agências imobiliárias e bancárias, construtores e empresas que propõem produtos para a construção de casas.

A situação actual não é fácil para quem deseja comprar casa, reconheceu o ministro da Habitação, Marco Schank, na apresentação do salão deste ano. Depois de uma ligeira estagnação durante a crise, os preços do imobiliário voltaram a subir este ano. Além disso, as novas construções têm sido edificadas nos terrenos mais caros das comunas da periferia da capital e do sul do país.

O ministro voltou a recordar os números, conhecidos desde o final de Agosto: o preço dos apartamentos novos subiu 6,7 % entre Junho de 2010 e Junho de 2011; no mesmo período, os apartamentos antigos aumentaram 5,2 %. O preço das vivendas também aumentou.

O ministro explica estes aumentos pela forte procura, já que, só em 2009, chegaram mais 10 mil pessoas ao país, oito mil das quais estrangeiras. Além disso, recordou, "as taxas de juros continuam baixas e as pessoas vêem no imobiliário um investimento seguro".

O ministro anunciou ainda uma série de medidas que vão ser apresentadas em Dezembro e postas em prática em 2012, como a reforma dos subsídios e das bonificações, que vão ser calculados em função dos rendimentos de cada família, e a introdução de um eco-empréstimo a taxa zero.

Telenovela luxemburguesa com actores portugueses estreia hoje na RTL

"Weemseesdet" ("A quem o dizes"), a primeira telenovela produzida no Luxemburgo, estreia na próxima sexta-feira, às 19h, na RTL.

A série de 24 episódios é uma sátira à sociedade luxemburguesa, com os Wampach, uma família da classe média luxemburguesa, a ocupar o lugar central da trama. É em casa dos Wampach que trabalha Maria Teixeira dos Santos, a empregada doméstica portuguesa interpretada pela actriz francesa Martine Borg (no sofá, à dta).

Na série, difundida às sextas-feiras, antes do telejornal, participam ainda o actor português Nilton Martins (na foto, por trás do sofá) e a actriz Sofia Lopes. Sofia interpreta o papel de Carla, hospedeira na Luxair, e Nilton Martins o de Raúl Teixeira dos Santos, ambos filhos de Maria na série. Filmada inteiramente numa casa particular em Dommeldange, a série, que vai ser difundida até Março, custou 1,5 milhões de euros e foi co-financiada pelo Fundo Nacional de Apoio à Produção Audiovisual. Claude Lahr, autor do documentário premiado "Heim ins Reich", sobre a ocupação nazi no Luxemburgo, é um dos autores e realizadores da série.

Foto: Anouk Antony

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

ULTIMA HORA/Ameaça de bomba em Lisboa: Conferência sobre futuro da liberdade suspensa

A polícia mandou hoje evacuar o Teatro do Bairro, em Lisboa, devido a uma ameaça de bomba, o que motivou a suspensão do ciclo de conferências "O Futuro Da Liberdade".

De acordo com fonte no local contactada pela agência Lusa, cerca das 16:30 os intervenientes e espetadores encontravam-se à porta do teatro à espera da chegada das autoridades.

O ex-porta-voz do Wikileaks, Daniel Domscheit-Berg, o eurodeputado Rui Tavares e Giovanni Melogli, representante da International Alliance of Journalists, são alguns dos oradores agendados para a conferência.

Oficinas organizada pela CCPL: Moda, dedal e costura

Da descoberta da história do vestuário à criação inventiva do design de moda com a aplicação prática dos seus truques e saberes, é a proposta inovadora de formação que a Confederação da Comunidade Portuguesa do Luxemburgo (CCPL) oferece a partir de Outubro.

Um curso de iniciação à costura e ao bordado após o qual as técnicas básicas para cozer um fecho, fazer uma saia ou outras peças simples de vestuário não terão mais segredos. Este curso, reconhecido e convencionado pelo Ministério da Educação luxemburguês, está a cargo de uma jovem estilista portuguesa de talento radicada no Grão-Ducado.

Mais informações pelo tel. 29 00 75 ou 621 178 445. As inscrições estão abertas até 30 de Setembro.

Irmã Marie Mathilde era "uma mãe" para os portugueses do Grund

A Irmã Marie Mathilde, que faleceu a 22 de Agosto, foi recordada e homenageada na semana passada pela Missão Católica portuguesa.

Na quinta-feira houve uma missa em honra da Irmã franciscana no Grund, e no sábado as pessoas que a conheceram juntaram-se à porta do cemitério de Mersch para entregar uma coroa de flores e fazer uma oração pela Irmã.

A Irmã Marie Mathilde, natural de Ahn, faleceu aos 85 anos depois de ter dedicado a maior parte da vida à igreja. Desde os anos 60 que Mathilde e a Irmã franciscana Françoise ajudavam os portugueses recém-chegados e os seus filhos com dificuldades na escola. Ana Maria Gomes, que a conheceu, recorda-se de a ver ajudar as crianças portuguesas.

"Eu estou no Grund há 17 anos e posso dizer que a Irmã Marie Mathilde era a humildade em pessoa. Ela ajudava as crianças a fazer os trabalhos de casa, sobretudo no Alemão, matéria em que tinham mais dificuldades", diz.

Para muitos portugueses, a Irmã representou a figura de uma mãe no Luxemburgo, seu país de acolhimento. A generosidade de Mathilde não tem segredos para a Irmã Susete, que pertence às Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima. Para Susete, a razão pela qual a Irmã ajudava a comunidade portuguesa e a comunidade cabo-verdiana é muito simples. "Esta ajuda faz parte da doação de si própria própria da religião cristã e da ajuda ao próximo. Naquela altura os portugueses eram os mais necessitados, e mais tarde foram os cabo-verdianos, e é por isso que a Irmã lhes prestava esse apoio".

Com a ajuda da Irmã Françoise, a Irmã Marie Mathilde assumia o trabalho de ama numa época em que não havia creches: ajudava as crianças a fazer os trabalhos de casa e ia mesmo buscá-las à escola. Também fazia de intérprete entre os professores e os pais e ajudava nos problemas burocráticos, que podem ser uma dor de cabeça para os recém-chegados.

Para os cabo-verdianos Maria dos Anjos e Domingos Tavares, as duas Irmãs e o padre Lourenço foram uma enorme ajuda para a comunidade de Cabo Verde. "Cheguei em 1970 e assisti sempre à missa no Grund. Eu considero a Irmã Marie Mathilde e a Irmã Françoise como minhas mães. As Irmãs e o padre Lourenço sempre foram meus amigos", disse Domingos Tavares, emocionado, ao CONTACTO.

"O padre Lourenço foi um padre na igreja do Grund que era luxemburguês e aprendeu o português. Ele presidia a eucaristia em português e estava consciente da barreira da língua para os portugueses. Como ele sabia que nós éramos um povo com fé, acolheu-nos e aprendeu a língua. Foi ele que deu início à missa em português", explica Dores Borges, outra paroquiana.

Foi Emília Moreira quem retomou o trabalho de Marie Mathilde na igreja do Grund quando há dois anos a Irmã foi para o Lar de Saint-Joseph, em Mersch. Hoje é ela quem trata das flores e arranja a igreja.

À missa de homenagem no Grund acorreram muitos paroquianos para prestar a última homenagem à "amiga dos portugueses". "Vieram adultos com os filhos que a Irmã ajudou quando eram crianças, e que disseram palavras emocionantes", disse Dores Borges.

Cristina Casimiro

Presidente do Tribunal de Contas de Cabo Verde no Luxemburgo, até sábado

O presidente do Tribunal de Contas de Cabo Verde, José Carlos Delgado, está de visita ao Luxemburgo até sábado, dia 1 de Outubro.

José Carlos Delgado, que chegou na segunda-feira ao Grão-Ducado, encontrou-se na terça com o presidente do Tribunal de Contas do Luxemburgo, Marc Gengler (na foto). Durante o encontro, foi assinado um protocolo de cooperação entre os Tribunais de Contas dos dois países.

Na quarta-feira de manhã, Delgado encontrou-se ainda com Vítor Caldeira, presidente do Tribunal de Contas Europeu.

Foto: Manuel Dias

Linha telefónica para as eleições comunais

A comuna do Luxemburgo pôs à disposição dos seus eleitores uma linha telefónica que pretende esclarecer todas as dúvidas relacionadas com o acto eleitoral do próximo dia 9 de Outubro.

Através do telefone 4796-223, os eleitores podem ficar a saber, por exemplo, qual a secção de voto onde deverão votar. A hotline vai estar em funcionamento até sexta-feira, dia 7 de Outubro, das 8 às 17 horas.

Os eleitores da cidade do Luxemburgo que até ao dia 5 de Outubro não recebam a convocatória para ir votar devem dirigir-se ao Bierger-Center, na place Hamilius, para levantar o respectivo documento. Caso não possam fazê-lo, deverão apresentar-se na sua secção de voto habitual munidos de um documento de identificação.

Mais esclarecimentos através da hotline: 4796-2223.

Governo luxemburguês aumenta bonificação da taxa social

O Conselho de Ministros aprovou na passada sexta-feira o aumento da bonificação da taxa social do crédito à habitação de 1,75% para os 2%.

A medida insere-se na estratégia do Governo de facilitar o acesso à compra de habitação.

750 trabalhadores em risco na Arcelor

A Arcelor anunciou que a fábrica de Schifflange vai fechar de Outubro a Dezembro e que a de Rodange vai reduzir a sua actividade. Uma medida que vai afectar 750 trabalhadores.

Os sindicatos temem o encerramento definitivo das duas unidades da Arcelor e por isso exigiram que o Governo convocasse uma tripartida, entre a empresa, os representantes dos trabalhadores e o executivo. A reunião está marcada para 11 de Outubro.

Entretanto, a Arcelor prevê para o terceiro trimestre deste ano um aumento do resultado bruto de exploração, que deverá fixar-se entre os 2,4 e os 2,8 mil milhões de dólares. Em 2010, no mesmo período, a empresa ficou-se pelos 4 mil milhões.

Statec fez as contas: É preciso mais 6 mil alojamentos por ano no Luxemburgo, até 2030

Mais 6.300 alojamentos novos por ano é o número necessário de casas e apartmentos que o Grão-Ducado deveria construir para fazer face ao crescimento da população nos próximos 20 anos.

Esta a conclusão do Statec, que diz que seriam necessários construir anualmente mais 4 mil novos alojamentos e substiutuir cerca de 2.300 velhos alojamentos por novas residências, num cenário revisto em baixa do aumento da população do país até 2030.

O Statec calcula que dentro de 20 anos o Grão-Ducado conte cerca de 650 mil habitantes, quando actualmente tem 515 mil.

Foto: JLC

Governo, patronato, sindicatos reúnem-se hoje na Tripartida

A Tripartida volta a reunir-se hoje. Os representantes dos sindicatos, do patronato e do Governo juntam-se de novo em torno da mesma mesa das negociações un ano e meio depois do fracasso da Tripartida 2010.

Apesar do programa da reunião de hoje ter como título "Análise da situação económica e financeira do país", advinha-se que as discussões comecem a aquecer muito cedo.

Os sindicatos já fizeram saber que vão voltar a repetir que recusam que se toque na indexação automática dos salários (salários indexados à inflação, o chamado "index"). Entretanto, a Federação dos Artesãos já contra-atacou e pediu uma modulação do sistema.

Recorde-se que em 2010 este modelo social luxemburguês falhou, pela primeira vez em muitos anos, porque os membros da Tripartida não conseguiram chegar a acordo. Os sindicatos não queriam ouvir falar de uma modulção do sistema do index, enquanto que o patronato reclamava um adiamento deste. As tensões da tripartida chegaram mesmo a afectar a coligação governamental cristão-social/socialista (CSV/LSAP), com ministros CSV a defenderem uma coisa e ministros socialistas a defenderem exactamente o contrário.

O que é a Tripartida?

As reuniões tripartidas foram criadas pela primeira vez no Luxemburgo em 1977, em reacção à crise siderúrgica que na altura flagelou a economia do país, e desde então tornaram-se num espaço de concertação social entre o Executivo e as organizações patronais e sindicais, para delinear as políticas sócio-económicas futuras do país.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Festival de cinema brasileiro "Brazil Film Festival", no Utopia, em Outubro

O Grão-Ducado vai acolher pela primeira vez um festival de filmes brasileiros no próximo mês de Outubro.

O "Brazil Film Festival", dirigido pelo cineasta brasileiro Alex Miller, decorre de 24 a 27 do próximo mês no cinema Utopia, na capital.

O evento apresenta um leque de filmes brasileiros contemporâneos que já participaram em vários certames cinematográficos internacionais na Austrália, Estados Unidos, Portugal, Nova Zelândia e Escócia, todos eles com assinalável êxito.

A associação "Made in Brasil", sediada no Luxemburgo, juntou-se à organização do evento.

Domingo, em Dudelange, Tugas Team querem brilhar na última prova do campeonato de motocrosse


Os Tugas Team vão participar este domingo na última prova do campeonato luxemburguês de motocrosse. Quase a completar um ano, os resultados têm superado as expectativas e os pilotos fazem questão de terminar a época em festa.

Domingo, a pista da "carrièrre Cloos" vai ser palco da última mancha do campeonato luxemburguês de motocrosse. Os dezasseis pilotos dos Tugas Team estão "empenhados em participar da melhor forma", garantiu Sílvio Carvalho, vice-presidente e director desportivo do clube.

"Independentemente de alguns dos nossos pilotos poderem terminar nos lugares do pódio, o mais importante para nós é fazermos juntos a festa depois de uma primeira época a competir. Foi desgastante, mas aprendemos muito", sublinha Carvalho.

Na última prova do campeonato belga de motocrosse, disputada no domingo, em Moircy, Ricardo Félix terminou no segundo lugar da categoria DEB MX2, tendo o promissor piloto obtido o 3° na classificação final do campeonato AMPL.

"O Ricardo foi um do pilotos que mais evoluiu no clube, mas há outros que têm evidenciado um notável progresso, o que para nós é um grande motivo de satisfação", revela o vice-presidente do Tugas Team.

"A federação luxemburguesa de motocrosse estabeleceu um protocolo com a homóloga alemã, para disputarmos provas na Alemanha, o que vai ser prejudicial para nós. As pistas estão todas a 250km do Luxemburgo, enquanto que na Bélgica a prova mais distante estava a 170 km. Para o ano, o campeonato vai ser muito difícil para nós", lamenta Sílvio de Carvalho.

Michael Gonçalves na mira do Inter de Milão


Michael Gonçalves é alvo do interesse do Inter de Milão, revelou Manuel Pinto – pai do jogador – ao CONTACTO.

A situação está a ser tratada pelo empresário do jogador, Pedro Falcão e o clube leonino, podendo sofrer uma evolução favorável nos próximos dias.

O "craque" português nascido em Diekirch, e que durante algum tempo foi pupilo de Guy Hellers no centro de formação da Federação Luxemburguesa de Futebol (FLF), rumou à Academia do Sporting em Janeiro de 2008 e teve uma rápida progressão em Alcochete, tendo assinado em Junho deste ano um contrato profissional com o Sporting até 2016.

Actualmente, a jogar na equipa de juniores dos "leões" (orientada por Sá Pinto) e a treinar com a equipa principal, Michael Gonçalves tem mostrado grandes qualidades como futebolista, que não passaram despercebidas ao colosso italiano.

"Jogo do desmaio" pode ter consequências muito graves: Aluna da Escola Europeia brinca a jogo que às vezes é fatal


A Escola Europeia do Luxemburgo está em alerta. Uma aluna do primeiro ano do Secundário foi levada na quarta-feira de urgência para o hospital, depois de ter jogado ao "jogo do desmaio". A aluna ficou toda a noite internada, em coma, tendo regressado apenas à escola na sexta-feira. A direcção da escola garante que está "muito atenta" para evitar novos casos.

Toula Vassilacou, directora da Escola Europeia, garante que houve apenas um caso, mas na sexta-feira alguns alunos da escola comentavam entre si a ocorrência de um segundo caso. "Não houve dois casos. Apenas um. O que aconteceu foi que a aluna que na quarta-feira deu entrada no hospital voltou de novo a ser levada, na passada sexta-feira, para o serviço de Urgência porque não se sentia bem", explica Vassilacou ao CONTACTO.

O jogo é extremamente perigoso e pode deixar sequelas para o resto da vida. "Eles põem-se em círculo. O aluno, agachado (de cócoras) começa a respirar rapidamente, a hiperventilar, de olhos fechados. Mete o polegar no céu da boca (palato). Depois levanta-se de repente. Desta forma, perde o equilíbrio e desmaia. Os outros dão-lhe pequenas palmadas para os reanimar, mas neste caso não resultou", conta a directora da Escola Europeia.

Toula Vassilacou garante que até ao incidente com a aluna na quarta-feira, desconhecia por completo o jogo. "Penso que é uma 'brincadeira' nova, deste ano. Não fazíamos ideia! De súbito, na quarta-feira, uma enfermeira telefonou-me a dizer que uma rapariga estava mal. Chamámos imediatamente a ambulância. E foi aí que soube deste jogo. Não fazia ideia. Na altura os professores estavam no intervalo das 11h, e também não faziam ideia. Nessa noite um pai enviou-me um email, em que denunciava o caso, a dizer que os alunos jogavam este jogo. Eu tinha acabado de saber, mas agora sei que é praticado por muitos alunos da Escola. Aliás, foi essa a informação que recolhi no próprio dia junto de alguns alunos. Eles confirmaram-me que já tinham 'jogado' ao desmaio, só que desta vez as consequências foram mais graves", diz.


O MESMO PRINCIPIO DO JOGO DO LENÇO


O jogo do desmaio é muito parecido com o jogo do lenço, também conhecido como o jogo da asfixia ou o jogo do "foulard", em francês. Em ambos os casos, há um estrangulamento voluntário, realizado individualmente ou acompanhado, cujo objectivo consiste em ter sensações novas. O princípio do jogo é simples. Consiste numa hiperventilação forçada, seguida de um bloqueio da respiração, juntamente com uma pressão sobre as carótidas e eventualmente uma forte compressão do esterno. A falta de oxigénio no cérebro causa perda da consciência, produzindo-se um ligeiro desmaio, precedido de sensações de tipo alucinatório.

O estrangulamento pode ser seguido de uma síncope e de um ataque cardíaco, e ser fatal. Mas mesmo que não cause a morte, o facto de o cérebro ser privado de oxigénio durante três ou quatro minutos provoca sequelas na maior parte das vezes irreversíveis, como cefaleias, tremores, convulsões, coma mais ou menos profundo, crises epilépticas, convulsões e paralisia. As crianças e adolescentes não têm, na maior parte das vezes, consciência do que estes comportamentos implicam.

"Os jovens procuram apenas experiências novas e sensações de prazer", diz a directora da Escola Europeia. E acrescenta: "É verdade que as crianças que praticam este tipo de jogos são mais frágeis psicologicamente. Todos podem experimentar, mas são os mais frágeis que continuam a fazê-lo e são esses que têm necessidade de acompanhamento psicológico".
DM/PTA
Foto: Marc Wilwert

Statec diz que somos 81 mil, Consulado insiste nos 100 mil

O cônsul de Portugal no Luxemburgo não acredita nos últimos números do Statec, que dão conta de 81.300 portugueses a residir no Luxemburgo.

Um número que, segundo o instituto de estatísticas do Luxemburgo, mostra que nos últimos vinte anos o número de portugueses no Grão-Ducado aumentou para mais do dobro.

O cônsul de Portugal no Luxemburgo continua a apostar que existem cerca de 100 mil portugueses a residir no Luxemburgo, e diz que não compreende os números do Statec. "Todos os dias chegam novos portugueses aqui ao Consulado para se registarem, porque precisam de documentos, e o Statec insiste em reduzir esse número. Não percebo porquê!", afirma o cônsul de Portugal no Luxemburgo. Carvalho Rosa diz que "há que esperar pelos resultados dos Censos realizados este ano". "Esses vão ser resultados fiáveis. O STATEC só conta os portugueses que estão inscritos nas comunas. Mas nós, aqui, temos os que estão inscritos nas comunas e os outros que não se inscrevem porque não conseguem arranjar trabalho. Quantos portugueses estão no Luxemburgo e porque não conseguem trabalho, não se inscrevem nas comunas? Eu diria milhares", garante Carvalho Rosa.

Mas há mais, diz o cônsul. "Só nos primeiros nove meses deste ano registámos tantos recém-chegados ao Luxemburgo como em todo o ano passado, ou seja, 4.500 portugueses; e no ano anterior, em 2010, já tínhamos registado outros 4.500. A verdade é que cada vez somos mais, mas para o STATEC somos sempre menos", desabafa o cônsul de Portugal no Luxemburgo. DM

CONTACTO: edição de 28 de Setembro de 2011


Em destaque esta semana na edição do CONTACTO os cem dias do governo de Passos Coelho: professores, advogados e policias já começaram a manifestar-se....cem dias que parece mostrar que o estado de graça do governo de coligação já acabou.

Mas há mais: uma aluna prega um susto à escola europeia do Luxemburgo.
Depois de ter jogado ao "jogo do desmaio" a aluna teve de ser levada em coma para o hospital, onde ficou toda a noite internada. A direcção da escola que é frequentada pelos filhos dos funcionários das instituições europeias, diz que reforçou a vigilância para evitar novos casos. É que o jogo do desmaio às vezes é fatal.

Fatal foi o acidente de carro que vitimou a ex-miss Portugal no Luxemburgo. Chantal Andrade morreu no domingo. Tinha 32 anos.

O STATEC e o consulado de Portugal não se entendem quanto ao número de portugueses que residem aqui no Luxemburgo. O instituto de estatísticas do Grão-Ducado diz que os portugueses são 81 mil. O Consulado continua a afirmar que há pelo menos cem mil.
O cônsul de Portugal diz, em declarações ao CONTACTO, que não percebe a razão para a publicação destes números, que em nada correspondem à realidade.
Só nestes primeiros nove meses do ano, o Consulado já registou tantos recém-chegados ao Luxemburgo como em todo o ano passado.
Tudo isto e muito mais no CONTACTO, o primeiro jornal de língua portuguesa no Luxemburgo.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

21 de Outubro: Sérgio Godinho no Luxemburgo para um concerto e uma palestra sobre música portuguesa

Sérgio Godinho actua no dia 21 de Outubro, às 20h, no Centro Cultural Kinneksbond, em Mamer, mas vai também participar, no dia anterior, numa conferência sobre o tema "O papel da música na evolução da sociedade civil portuguesa ao longo dos últimos 40 anos".

A conferência é uma iniciativa da Caixa Geral de Depósitos (CGD), patrocinador principal do concerto.

O ano em que comemora 40 anos de carreira, o autor, compositor, cantor, actor, realizador e escritor português vem ao Grão-Ducado apresentar o seu novo álbum "Mútuo Consentimento".

A sua última passagem pelo Grão-Ducado remonta a 1998, quando actuou no Teatro Municipal de Esch/Alzette.

Os bilhetes para o concerto custam 25 euros, e 12,5 em tarifa reduzida.

Os ingressos podem ser adquiridos nas agências da CGD na capital, em Esch-sur-Alzette, e na Mediateca da CGD, em Merl, ou pelo tel. 26 39 5-100 (Kinneksbond) e/ou pelo tel. 47 08 95-1 (Luxembourg Ticket).

Foto: Tiago Petinga/Lusa

Gala a favor dos "Meninos e Meninas de Rua do Brasil", a 19 de Novembro, no Hotel Royal

A Rede de Profissionais Brasileiros no Luxemburgo organiza uma gala beneficente a favor da "Fundação Meninos e Meninas de Rua" no Hotel Royal, na capital, no dia 19 de Novembro, a partir das 20h.

A ONG luxemburguesa de caridade "Meninos e Meninas de Rua" – fundada em 13 de Fevereiro de 1993 – financia projectos sociais em prol das crianças de rua no Brasil.

Depois da recepção de boas-vindas, a artista brasileira Dioni Costa interpretará algumas das músicas brasileiras mais conhecidas (música popular brasileira, bossa nova e samba). O serão contará também com um buffet quente. O preço da entrada é de 100 euros (pagamentos das bebidas à parte) e a indumentária exigida é de smoking para os homens e vestido de gala para as mulheres. Para mais informações, contactar Kelly Larsen (por e-mail: kelly.larsen@internet.lu ), responsável da organização.

Para ajudar a escola de Ribeira Grande (Cabo Verde), Santo Antão recebe material escolar da comuna de Schieren

A associação cabo-verdiana Estrela da Amadora do Norte e o município de Schieren juntaram-se para enviar material escolar e hospitalar para a escola de Ribeira Grande e para alguns hospitais na ilha de Santo Antão, em Cabo Verde. A comuna de Schieren financiou um grande contentor para enviar o material escolar. O equipamento hospitalar, que conta, por exemplo, com cadeiras de rodas, foi oferecido pelo Hospital de Hamm. "Já é um hábito enviarmos material escolar ou hospitalar para Cabo Verde", confia ao CONTACTO Antão Freitas, presidente da Estrela Amadora do Norte, associação fundada no Grão-Ducado em 1984.

"Temos trabalhado com várias comunas do país e, este ano, durante a festa popular de Schieren, a comuna disponibilizou-se para financiar o projecto", revela.

Antão Freitas visitou recentemente a escola de Ribeira Grande e verificou uma grande carência em material escolar e decidiu que era necessário ajudar e intervir.

A maioria do material escolar enviado são cadeiras e mesas que a escola de Schieren já não necessitava, mas também foram enviados móveis, material de escritório e material hospitalar. "Há dois anos decidimos prever um orçamento de 7.500 euros anuais para ajudar países com menos posses", explica, por seu lado, o burgomestre de Schieren, Marc Schmitz. A título de exemplo, o burgomestre recorda que o município já enviou verbas para ajudar as pessoas mais necessitadas em Haiti.

O contentor foi transportado até à Holanda, no dia 15 de Setembro, de onde partiu, no dia 18, para uma viagem de barco de 15 dias até Cabo Verde, onde deverá chegar no início de Outubro.

Texto e foto: Cristina Casimiro

Feulen oferece camião a bombeiros de Ribeira Brava (Cabo Verde)

O conselho comunal de Feulen doou um camião usado de combate aos fogos aos bombeiros de Ribeira Brava, na ilha de São Nicolau. O camião, que já embarcou no porto de Roterdão e deverá chegar a Cabo Verde até final do mês, dispõe de um sistema autónomo de bombagem de água muito eficaz em caso de inundações, um problema frequente naquela ilha.

A aproximação entre as duas autarquias foi conseguida graças às diligências da associação Comité Spencer, com o apoio da Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo. Em Maio, o presidente da Câmara de Ribeira Brava, Américo Nascimento, já tinha estado no Luxemburgo para se encontrar com o burgomestre de Feulen, Fernand Etgen.

Em Abril do próximo ano, dois bombeiros-sapadores de Feulen, acompanhados por três membros do Comité Spencer, rumarão para a ilha de São Nicolau para ministrar aos seus congéneres de Ribeira Brava um curso sobre o sistema de bombagem do veículo e para desenvolver um projecto na área das novas tecnologias.

Luxemburgo: Folheto para investidores estrangeiros descarregado 10 mil vezes

Atrair investidores estrangeiros para o Luxemburgo é o objectivo de uma brochura que já foi descarregada dez mil vezes desde que foi posta em linha.

Com o título "Luxembourg: Where Else?" ("Luxemburgo: onde mais?"), o folheto, editado pela Câmara de Comércio luxemburguesa e a Price Waterhousecoopers, já foi descarregado por dez mil pessoas em 15 países diferentes.

A brochura, disponível em inglês e chinês e a breve prazo também em russo, descreve as vantagens competitivas para as empresas que queiram fixar-se no Luxemburgo, e pode ser descarregada no portal www.setupineurope.com

O site inclui um calculador de custos que pode ser utilizado por empresários e investidores que queiram abrir uma empresa no Grão-Ducado.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Grupo de teatro cabo-verdiano "Juventude em Marcha" brilha no Luxemburgo


O grupo de teatro cabo-verdiano "Juventude em Marcha" esteve no Luxemburgo no domingo, para participar nas comemorações das festas de Nossa Senhora do Livramento e de Nossa Senhora do Rosário.
O grupo apresentou a sua última peça, "A outra face da lei", baseada no livro homónimo de José Maria Ramos, natural de São Nicolau. A peça retrata a violência baseada no género, adaptada ao flagelo que assalta a sociedade cabo-verdiana dentro e fora do país. "Decidi trazer para o teatro esta obra que considero ser de grande qualidade, encenada com base no trabalho que temos vindo a fazer em Cabo Verde", diz um dos elementos da trupe, Jorge Martins.

O grupo nasceu pelas mãos de jovens da ilha de Santo Antão a 25 de Março de 1984, e é constituído por nove elementos; quatro homens, quatro mulheres e uma criança de 11 anos, oriundos de Santo Antão e São Vicente. Segundo Jorge Martins, o grupo nasceu devido ao vazio que sentiam no teatro em Cabo Verde. "Só fazíamos teatro nas igrejas e escolas, sendo o teatro uma arte interessantíssima e importante".

Segundo Jorge Martins, membro do grupo desde o início, os "Juventude em Marcha" retratavam incialmente apenas as vivências sociais da sua ilha, mas hoje contam através das suas encenações as histórias de todas as ilhas de Cabo Verde.
"A cultura é a pedra basilar de uma sociedade, sem a cultura o povo não existe, o povo é oco. Achamos que se a cultura cabo-verdiana tivesse mais apoios e incentivos teria uma palavra a dizer ao mundo inteiro, e o povo teria com certeza vantagens com isso", sublinha Jorge Martins.

Com 27 anos de existência, o grupo conta com 18 peças apresentadas ao público.
Jorge Martins recorda o seu desempenho na primeira representação da trupe, quando deu vida a um idoso de 75 anos, na peça "Problemas de família". O actor tinha na altura apenas 22 anos. "Até hoje as pessoas perguntam-me se fui eu mesmo eu quem representou a personagem, uma vez que era muito jovem e inexperiente".

Aleida Vieira
Fotos: Manuel Dias/Aleida Vieira

Faleceu a Miss Portugal no Luxemburgo 2005, Chantal Andrade, vítima de desastre automóvel

No domingo, cerca da 1h30 da madrugada, Chantal Andrade, de 32 anos – a Miss Portugal no Luxemburgo 2005 –, morreu num acidente de automóvel na auto-estrada A1, entre a saída para o aeroporto e o túnel de Howald.

O automóvel, onde viajava com o marido, descontrolou-se e embateu nas traseiras de um camião, vitimando mortalmente a jovem. O marido ficou ferido e foi transportado para o hospital.

Junto dos familiares e amigos, a consternação e a tristeza são grandes. O site do Comité Miss Portugal, ao qual Chantal tinha ficado muito chegada, publicou uma mensagem de homenagem à jovem: "Alegre, simpática, radiosa e doce, [Chantal] deixa um grande vazio nos nossos corações e nas nossas vidas." No site, pode deixar-se mensagens de condolências, que serão depois entregues à família enlutada. As mensagens de condolências e de tristeza multiplicam-se também em muitas páginas da rede Facebook, entre os que a conheciam.

O funeral deverá realizar-se nos próximos dias.

Euro/Crise: Merkel sugere perda de soberania para países que não cumpram critérios de estabilidade

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu o agravamento de sanções a países da zona euro que não cumpram os critérios de estabilidade, incluindo a perda de soberania, em entrevista no domingo à televisão pública ARD.

Na opinião da chanceler alemã, os países que violem o limite de três por cento do défice orçamental em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), ou o limite de 60 por cento da dívida pública em relação ao PIB, “terão de abdicar de parte da sua soberania, se se verificar que o país em questão não cumpriu os seus próprios compromissos”.

Para Merkel, “quem não cumprir, tem de ser obrigado a cumprir”, e os prevaricadores deverão, se necessário, ter de responder pelos seus atos perante o tribunal europeu de justiça.

“Se um país da zona euro não respeitar os critérios de estabilidade, deverá poder ser processado no Tribunal Europeu de Justiça”, afirmou a chefe do governo alemão na entrevista ao principal canal da televisão pública.

O Tratado de Maastricht impõe um limite de três por cento para o défice orçamental e um limite máximo de endividamento de 60 por cento do PIB aos países da União Europeia.

Portugal por exemplo, teve um défice orçamental de 9,1 por cento em 2010, que tenciona baixar para 5,9 por cento este ano, e traçou a meta de voltar a cumprir o limite de três por cento em 2013.

Quanto à dívida pública portuguesa, ronda atualmente os 90 por cento do PIB, bem acima do máximo permitido no tratado que antecedeu a introdução do euro.

Merkel disse ainda que a crise das dívidas soberanas “é muito séria”, advogando a permanência da Grécia na zona euro, pelo menos enquanto a União Europeia e o FMI, através da chamada ‘troika’, atestarem que Atenas cumpre o programa de ajustamento económico.

A chanceler alemã alertou ainda para os riscos de contágio de outros países em dificuldades, como Portugal e a Irlanda, caso a Grécia entre em incumprimento, apesar de esta solução ser defendida por muitos economistas

A chanceler mostrou-se ainda confiante em obter na quinta-feira a necessária maioria parlamentar na votação sobre o alargamento do âmbito do fundo de resgate europeu (FEEF), apesar de vários deputados da coligação governamental, sobretudo do Partido Liberal, terem anunciado que votarão contra.

O fundo permitiu, nomeadamente, a concessão de um empréstimo de 78 mil milhões de euros a Portugal, depois de o país ter começado a ter dificuldade em financiar-se no mercado de capitais a juros razoáveis.

A aprovação das alterações ao FEEF no parlamento alemão está, no entanto, garantida, porque dois dos partidos da oposição - os sociais-democratas e os verdes - já anunciaram que votarão a favor.

Para Merkel, no entanto, é importante também manter unidas as fileiras dos partidos do governo e fazer valer a sua própria maioria no hemiciclo, para evitar uma crise política que poderia, em última instância, culminar em eleições antecipadas, segundo vários analistas.

Presidente do Tribunal de Contas de Cabo Verde chega hoje ao Luxemburgo

O presidente do Tribunal de Contas de Cabo Verde, José Carlos Delgado, chega hoje ao Luxemburgo para uma visita de seis dias ao Luxemburgo.

José Carlos Delgado chega hoje ao Grão-Ducado e encontra-se amanhã com o presidente do Tribunal de Contas do Luxemburgo, Marc Gengler.

Durante este encontro, vai ser assinado um protocolo de cooperação entre os Tribunais de Contas dos dois países.

Na quarta-feira de manhã, José Carlos Delgado deverá ainda encontrar-se com Vítor Caldeira, presidente do Tribunal de Contas Europeu.

Esta terça-feira: Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo de luto pela morte de Aristides Pereira


A Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo vai estar fechada amanhã terça-feira, e não esta segunda-feira, como anunciado, para respeitar o luto nacional decretado pela morte de Aristides Pereira, primeiro Presidente do país.

Apesar de os serviços ao público não estarem a funcionar, a Embaixada vai ter um livro de condolências à disposição dos interessados na segunda-feira, entre as 9h e as 12h e as 14h30 e as 17h30, e na terça, das 9h às 15h.

O Governo da República de Cabo Verde decretou cinco dias de luto nacional pela morte do antigo chefe de Estado, falecido na quinta-feira, nos Hospitais da Universidade de Coimbra. Na segunda-feira, data em que se realizam as cerimónias fúnebres na cidade da Praia, todas as instituições do Estado vão estar encerradas, incluindo a Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo. O corpo de Aristides Pereira seguirá depois para a ilha da Boa Vista, ilha natal do antigo Presidente cabo-verdiano, onde ficará sepultado.

Aristides Pereira, de 87 anos, estava em Portugal desde início de Agosto, tendo sido operado em Coimbra na sequência de fractura no colo do fémur, agravada pela condição de diabético.

Foto: Manuel Dias / CONTACTO

Luxemburgo: Estrangeiros vão poder ser notários

Os estrangeiros vão finalmente poder ter acesso à carreira de notariado no Luxemburgo, depois de uma batalha judicial que se arrasta há anos entre o Executivo luxemburguês e Bruxelas. O Conselho de Governo aprovou a 14 de Setembro um projecto-lei que elimina a condição da nacionalidade luxemburguesa para aceder à carreira.

O projecto-lei surge depois de em Maio deste ano o Tribunal das Comunidades ter condenado o Luxemburgo por impedir o acesso de estrangeiros à profissão, considerando estar-se perante a violação do princípio da não discriminação e da liberdade de estabelecimento prevista nos tratados europeus.

Para o Tribunal, sediado no Luxemburgo, a reserva do exercício da profissão aos nacionais é contrária à liberdade de estabelecimento e não justificada pelo artigo 45 do tratado CE, que abre excepções apenas para actividades que impliquem o exercício de autoridade pública.

O projecto-lei aprovado em Conselho de Ministros na semana passada exige no entanto que os candidatos à profissão falem as três línguas nacionais (francês, alemão e luxemburguês).

Ministra das Comunidades de Cabo Verde preocupada com delinquência juvenil

A ministra das Comunidades Cabo-verdianas, Fernanda Fernandes, está preocupada com a formação dos jovens e com a delinquência juvenil no Luxemburgo. A antiga encarregada de Negócios da Embaixada de Cabo Verde no Grão-Ducado regressou no fim-de-semana ao Luxemburgo para se encontrar com a comunidade e as autoridades luxemburguesas, e deixou um alerta.

"A delinquência juvenil é uma preocupação nossa e sabemos que as autoridades luxemburguesas estão muito interessadas nesta questão. Vamos fazer o melhor junto da comunidade e das autoridades locais para mudar essa tendência", disse Fernanda Fernandes.

Para a ministra, o problema passa também pelo reconhecimento da importância da educação entre os emigrantes na diáspora, "uma batalha que ainda não está ganha", diz.

"Em Cabo Verde, a educação e a formação são quase uma batalha ganha, porque as pessoas estão conscientes da sua importância, mas nas comunidades emigradas não ganhámos ainda esse desafio de tomar a educação e formação como base para a integração e para o futuro das pessoas", lamenta.

A ministra prestou ainda homenagem ao primeiro Presidente da República de Cabo Verde, Aristides Pereira, falecido na quinta-feira, instando a comunidade a adoptá-lo como modelo de vida.

"Gostaria que a nossa comunidade aqui tivesse como um dos seus modelos Aristides Pereira, nosso primeiro Presidente da República, que ao longo da sua vida nos transmitiu a mensagem de um homem íntegro, trabalhador, patriota e amante de Cabo Verde. Uma mensagem de serenidade, algo que também Aristides Pereira nos deixou".

Fernanda Fernandes veio ao Luxemburgo para participar nas festas de Nossa Senhora do Livramento e de Nossa Senhora do Rosário, e no fim-de-semana cultural organizado no Centro Alen Tramsschapp, na capital. Um local de "romaria" para muitos cabo-verdianos que ali foram para assistir a actividades culturais e ouvir o apelo à integração política.

Na sexta-feira, a comissão organizadora preparou um jantar-conferência com o lema "Aqui vivemos, aqui votamos", que contou também com a participação do ministro das Infra-estruturas luxemburguês, Claude Wiseler, e do deputado santantonense Francisco António Dias. Entre os apelos à participação política dos cabo-verdianos já no dia 9 de Outubro, a ministra deixou um recado às associações. "Têm um papel muito importante na participação e integração dos cabo-verdianos, mas é preciso que elas próprias se organizem, pois se cada uma trabalhar de forma dispersa, fazendo a sua própria capelinha, fica mais difícil", disse.

Fernanda Fernandes conhece bem o Luxemburgo, onde foi encarregada de Negócios na Embaixada de Cabo Verde durante três anos. Esta foi a primeira vez que regressou ao país depois de ter deixado o cargo em 2008.

"É com prazer que regresso e é uma grande satisfação encontrar-me com a comunidade e com as autoridades luxemburguesas, que nos recebem sempre tão bem", disse a agora ministra.

As responsabilidades, agora, são acrescidas, mas Fernanda Fernandes garante que o cargo que ocupa "é a continuação do que já vinha fazendo".

"Sou diplomata, e na minha carreira sempre trabalhei com os emigrantes. Aceitei este desafio porque acredito que posso dar um contributo, contando com os emigrantes, evidentemente", disse ao CONTACTO.

Henrique de Burgo
Foto: Manuel Dias

domingo, 25 de setembro de 2011

O som de Zeka Moreira

O cantor Zeka Moreira (à esquerda, na foto) esteve no sábado na sede do Leixões Sport Clube, em Esch-sur-Alzette, onde presenteou o público com os seus ritmos quentes de sabor brasileiro.

Com casa cheia, e numa noite com cheiro a Verão, trocou-se o futebol pela música e o convívio da mesa pela dança.

O cantor brasileiro prometeu e cumpriu com "muita animação", e brindou os participantes no convívio do Leixões com ritmos cariocas e música ecléctica.

Há dois anos no Luxemburgo, Zeka Moreira tem espectáculos quase todas as noites, e conta já com um clube de fãs que o acompanha por todo o país.

Na sede do Leixões Sport Clube, onde actuou pela primeira vez, Zeka Moreira elogiou o "ambiente agradável e familiar" do clube, que pretende servir de ponto de encontro de amigos, sócios e simpatizantes.

O presidente do Leixões Sport Clube, Toni Brasileiro, estava feliz por ver que a estratégia de dinamizar a sede tem dado frutos. Depois de alguns anos de estagnação e marasmo, a direcção do clube tem tentado, de há dois meses para cá, reavivar o espaço com convívios e festas.

E foi ao som de Zeka Moreira que o clube conseguiu mais uma vitória, desta vez fora dos relvados: "A reconciliação dos sócios e simpatizantes com o clube e o seu espaço", regozija-se o presidente.

Ana Sofia Azevedo

Cerca de 95 % das hortas do Luxemburgo estão nas mãos de portugueses

Documentário "Schrebergaart" retrata a vida dos horticultores na zona industrial de Esch

Na maior associação luxemburguesa de horticultores, 95 % dos membros são portugueses, revela o documentário "Schrebergaart", de Yann Tonnar. O realizador luxemburguês passou um ano a filmar as hortas urbanas na cintura industrial de Esch, a maioria nas mãos dos portugueses. O resultado é um retrato dos conflitos latentes na sociedade luxemburguesa.

"Vai demorar muito?". António Rodrigues Martins é um dos portugueses que aparecem no documentário "Schrebergaart", e foi convidado para assistir à ante-estreia nos cinemas Belval, na quarta-feira passada. Levou a mulher, os três filhos e o irmão, que também aparece no documentário. Mas mal a projecção acaba, quando o CONTACTO tenta entrevistá-lo, já só pensa nas dez ovelhas e nos muitos animais que o esperam no talhão comunitário que cultiva em Esch. "Ainda tenho de ir deitar os animais. Tenho de ir, senão a raposa vai lá."

São quase dez da noite, mas este chefe de obras de 51 anos ainda vai passar na horta que arrenda à autarquia de Esch-sur-Alzette. No talhão que cultiva há vinte anos com a ajuda do irmão, há de tudo: feijão verde, tomate, couves, batatas, até videiras em latadas, como é tradição no Minho – ou não viessem os irmãos de Terras do Bouro, no Gerês. Produtos que são "um bocadinho de Portugal", diz o irmão mais novo, Miguel, numa cena do filme. E galinhas, gansos, patos, ovelhas. "Eu até gostava de ter mais animais (e tenho: alguns estão escondidos, porque não se pode mostrar tudo)", conta António, evocando os conflitos que o documentário expõe.

António garante que "tudo o que [faz] no jardim é com autorização assinada pela burgomestre", mas entre os luxemburgueses há quem queira proibir as galinhas nos talhões geridos pelas associações hortícolas. Ou quem ache que as hortas devem ser desenhadas a régua e esquadro, como se fossem jardins, e critique quem, como os portugueses, cultiva cada centímetro de terra sem preocupações estéticas.

Os irmãos Martins fazem parte da maior associação nacional de horticultores, a "Coin de Terre et du Foyer" ("Gaart an Heem" em luxemburguês), que tem 95 % de portugueses. Mas os portugueses estão em maioria na generalidade das associações. "Há imensos portugueses em todas as associações. Talvez não haja 95% em todas, mas têm todas muitos portugueses", garante o realizador, para quem os conflitos que o filme retrata não fazem sentido.

"Os portugueses que vemos no filme, para mim, têm uma relação muito mais directa com a natureza que outras pessoas que querem ver (as hortas) mais regulamentadas, que não querem que haja galinhas, por exemplo. Para mim, isto é ridículo. As pessoas têm hortas para estarem em contacto com a natureza, e há cinquenta anos os luxemburgueses também tinham galinhas. Porquê proibi-las?", insurge-se.

A ideia de filmar estes "agricultores de domingo" que desafiam os solos altamente poluídos da zona industrial de Esch surgiu-lhe quando era jornalista na RTL e teve de fazer uma reportagem sobre as hortas urbanas. "Vi que havia um interesse sociológico no tema, e decidi que se um dia tivesse meios, queria fazer alguma coisa mais profunda sobre isto".

O documentário, actualmente em exibição, levou um ano a filmar e quase quatro meses a ser montado. Isabel Bento dos Reis, que assina a montagem, passou muitas horas a ver e a seleccionar as imagens que integram o documentário, e acabou mesmo por "criar empatia" com os horticultores que o filme retrata.

"A ideia é falar das hortas luxemburguesas para falar da sociedade luxemburguesa, que é uma sociedade mista e intercultural", resume Isabel Bento dos Reis. "Alguns acham que não se devem misturar as couves com as flores, e outros misturam tudo. Cada um tem a sua ideia do 'jardim perfeito', da 'horta perfeita'", sintetiza. Visões díspares que ateiam conflitos mesmo na forma de plantar batatas.

A ver nos cinemas Belval e Ariston, em Esch, no cinema Utopia, na cidade do Luxemburgo, e no Starlight, em Dudelange.

Paula Telo Alves

Orquestra Sinfónica do Porto-Casa da Música na Philharmonie, no Luxemburgo, a 5 de Outubro

No dia em que a República Portuguesa celebra 101 anos, no próximo dia 5 de Outubro, a Orquestra Sinfónica do Porto-Casa da Música actua na sala de concertos Philharmonie, em Kirchberg, às 20h.

O concerto é dirigido pelo maestro alemão Cristoph König e conta ainda com a pianista francesa Lise de Salle. O programa é composto por obras de Beethoven (Leonor Abertura N° 3, Concerto para Piano e Orquestra N° 4), John Adams (The Chairman Dances) e Stravinsky (L’Oiseau de feu, Suite N° 3).

Este concerto é organizado pela Associação dos Solistas Europeus do Luxemburgo e conta com o apoio da Embaixada de Portugal no Luxemburgo.

Os bilhetes custam: 27, 42, 47 e 55 euros; para os que tiverem menos de 27 anos: 10, 15 e 20 euros. Para mais informações ou reservas, tel. 47 08 95-1 (ou em www.philharmonie.lu ).

sábado, 24 de setembro de 2011

LigaBGL arranca hoje com o Pétange - Racing Luxembourg


A 7a jornada do campeonato da elite luxemburguesa arranca hoje, às 18h30 com o encontro Pétange - Racing Luxembourg.
Amanhá, a partir das 16h, Hamm Benfica - F91 Dudelange, Jeunesse - Grevenmacher, Differdange - Hostert, Rumelange - Niederkorn, Hesperange - Fola e a partir das 18h, Käerjéng - Kayl/Tétange.

CASA organiza Festa da Amizade em Clausen, este sábado

O Centro de Apoio Social e Associativo (CASA) organiza dia 25 de Setembro a 5a edição da Festa da Amizade no parque da igreja de Clausen (Place Cunégonde), na capital.

O evento tem o seu início previsto para as 11h, e conta com as actuações de José Borgas & DJ Night, os grupos de dança Love Danse, 100% Tugas, Sexto Sentido e Estrelas Lusas.

Os Amigos da Concertina, os Cavaquinhos e os ranchos folclóricos Aldeias de Portugal, Remich, Gilsdorf, Mocidade Portuguesa, Províncias de Portugal, Estrelas do Minho, Tricanas de Differdange e da Nazaré animarão a festa até cerca das 21h, onde a gastronomia portuguesa marcará também a sua inevitável presença.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

OGBL exige actualização do subsídio de regresso às aulas

A central sindical OGBL diz que os custos com o regresso às aulas não páram de aumentar e por isso exige que o Governo actualize o subsídio da " rentrée scolaire". Diz a OGBL que o subsídio não é actualizado desde 2006 e por causa da taxa de inflação, com uma média anual de 2,5 %, as famílias têm sido prejudicadas em cerca de 12,5 %. "É pouco provável que o preço do material escolar e do vestuário tenha baixado nestes últimos anos", afirma a central, em comunicado distribuído às redacções.

A OGBL recorda que para compensar a não indexação das "allocations familiales" o governo criou o "chèque service", mas esta ajuda só contempla as crianças até aos 13 anos de idade e que residam no Grão-Ducado. De fora do "chèque-service" ficam os jovens que frequentam o ensino secundário e os filhos dos trabalhadores fronteiriços. "Uma medida discriminatória", diz a central sindical, que pede ao governo que reveja a sua posição nesta matéria e que crie um mecanismo de compensação para estes casos.

Luxemburgo:Conselho de ministros aprova aumento da taxa social no crédito à habitação

O Conselho de Ministros aprovou hoje o aumento da taxa social do crédito à habitação de 1,75% para os 2%.

A medida insere-se na estratégia do Governo de facilitar o acesso à habitação por parte das famílias, depois dos recentes aumentos das taxas de juro.

Choque de líderes hoje no estádio do Dragão


FC Porto e SL Benfica defrontam-se hoje no estádio do Dragão, a partir das 21h15 (hora portuguesa), no primeiro clássico da época.

Melhor cenário não poderia haver para um Porto-Benfica. Campeão de 2010/11 contra vice-campeão, primeiro contra segundo esta temporada, ambos iguaizinhos na tabela classificativa, com os mesmos 13 pontos. O FC Porto tem menos dois golos sofridos, o Benfica tem mais um golo marcado.

Com menos dois pontos que o duo de lídereses encontra-se o SC Braga, que recebe o Nacional amanhã e espreita uma oportunidade para igual águias e dragões caso estes registaram um empate hoje.

Morreu José Niza, compositor de "E Depois do Adeus"

Cesária Évora põe termo à carreira

Cesária Évora durante o último concerto que deu
no Luxemburgo, em Novembro de 2009


A cantora cabo-verdiana Cesária Évora pôs hoje termo à sua carreira, disse à Lusa fonte da promotora Tumbao, que representa a artista.

A mesma fonte afirmou que, "apesar da tristeza de Cesária, que não queria abandonar os palcos, por conselho médico vê-se forçada a isso".

Os concertos que a cantora tinha agendado para as próximas semanas, referiu a mesma fonte, ficam todos cancelados.

Cesária Évora, que fez 70 anos a 27 de Agosto, chegou há alguns dias a Paris "num estado debilitado", tendo os médicos que a seguem naquela cidade "imposto que anulasse a próxima digressão".

A cantora decidiu, em acordo com o seu produtor e manager José Da Silva, "que iria pôr termo definitivamente à sua carreira".

Natural do Mindelo, onde nasceu a 27 de Agosto de 1941, Cesária Évora é considerada a "embaixadora da morna", música que transmite a melancolia das ilhas cabo-verdianas, tendo já editado 24 discos, entre originais, ao vivo e em parceria com outros artistas de vários países.

A 10 de Maio do ano passado, Cesária Évora foi submetida a uma cirurgia de urgência ao coração, em França, onde permaneceu um mês em recuperação.

A 16 de Junho desse ano, a cantora regressou a Cabo Verde e à cidade onde nasceu para "descansar" e para que os cabo-verdianos vissem que estava bem, disse na altura. Pouco tempo depois, tornaria a cantar com os seus músicos habituais e a preparar um novo disco de originais. B. Leza [Francisco Xavier da Cruz] e Manuel de Novas, compositores cabo-verdianos já falecidos, são os autores dos temas já gravados, assim como Teófilo Chantre, com quem Cesária Évora gravou um dueto no seu último registo discográfico, um álbum de duetos. Os arranjos musicais são de Fernando Andrade.

E apesar de este trabalho não ter data certa para sair, deverá ser lançado "talvez em 2012", referiu a cantora em declarações à Lusa no mês passado.

Foto: Jorge Rodrigues / CONTACTO

Banco Itaú vai fechar no Luxemburgo e mandar para o desemprego 65 funcionários


O banco Itaú vai fechar no Luxemburgo. O CONTACTO sabe que os trabalhadores foram informados esta semana da decisão do banco latino-americano. A ideia é transferir a actividade do banco aqui no Luxemburgo para a dependência da Suíça.

"Depois de um estudo aprofundado, verificámos que não se justifica a continuidade de duas dependências do Itaú na Europa: uma aqui e a outra na Suíça", disse a direcção do banco aos trabalhadores.

O banco Itaú está no Luxemburgo desde meados da década de noventa e dá emprego a sessenta e cinco funcionários.

Segundo os trabalhadores do Itaú, a actividade do banco "não vai sofrer, para já, quaisquer alterações" e o encerramento só se efectuará em 2013.


DM

Salários sobem entre 43 e 52 euros, a partir de 1 de Outubro

O salário mínimo vai aumentar em Outubro, passando dos actuais 1.757,56 euros para 1.801,49 euros, no caso dos trabalhadores não qualificados, o que representa um aumento de 43,93 euros mensais. Já o salário mínimo para trabalhadores qualificados sobe dos actuais 2.109,07 euros para 2.161,78 euros, mais 52,71 euros por mês.

As pensões também aumentam, com a pensão mínima de sobrevivência para o cônjuge sobrevivo a subir dos 1.566,90 euros actuais para 1.606,06 euros, e de 425,82 para 436,46 no caso de órfãos.

O subsídio para pessoas com deficiência passa de 1.251,95 a 1.283,24 euros, enquanto o subsídio especial para pessoas com deficiências graves sobe de 642,39 para 658,44 euros. O Rendimento Mínimo Garantido (RMG) também aumenta: passa dos actuais 1.251,95 euros para 1.283,24. Para os casais, o RMG sobe para 1.924,86 euros (actualmente fica-se pelos 1.877,93 euros), a que acrescem 367,15 euros por cada adulto que viva no mesmo agregado familiar (um aumento de 8,95 euros), e 116,66 euros por criança dependente (mais 2,85 euros por mês).

Os abonos de família não sofrem alterações.

Carros "acidentados" exibidos por artista português causam polémica no Luxemburgo

Há quem abrande a pensar que se se trata de um acidente e até quem pare para oferecer ajuda. Os três carros recuperados da sucata pelo artista português Hugo Canoilas para uma exposição ao ar livre não deixam ninguém indiferente, e já provocaram a ira dos automobilistas luxemburgueses. A obra está exposta na avenida principal que atravessa o Kirchberg, e serve para assinalar os 50 anos daquele bairro europeu.

Quem passa na avenida Kennedy abranda para ver o que parece ser um acidente de enormes proporções. Os três carros de pernas para o ar que podem ser vistos na berma do parque de Kirchberg foram recuperados da sucata da Polícia Grão-Ducal por Hugo Canoilas, um dos três artistas portugueses convidados para assinalar o 50o aniversário do bairro europeu. E não deixam ninguém indiferente. No dia em que a exposição ao ar livre abriu ao público, na sexta-feira, os três carros "acidentados" levaram muitos automobilistas a abrandar. Na internet, choveram comentários irados.
"Quando cheguei esta manhã ao Kirchberg parecia um acidente na auto-estrada: as pessoas abrandavam para ver. Este tipo de 'arte' é perigosa! É preciso retirar este lixo o mais rapidamente possível do Kirchberg", insurge-se um internauta nos comentários a um artigo sobre a mostra publicado no l'Essentiel.
Ao artista, que vive em Viena mas esteve no Luxemburgo sexta e sábado para a inauguração da exposição, também chegaram reacções. "Não estava à espera de desencadear o rol de reacções que tive, nem fiz o trabalho para provocar polémica, mas para mim é altamente positivo. Eu sempre defendi ao Damiani [o curador da mostra] que não queria uma escultura no meio do parque, não queria que as pessoas olhassem e dissessem 'isto é arte'", conta. "A mim interessa-me que as pessoas possam pensar: o que é que a pessoa quer com isto? E eu quero mesmo convocar essa interrogação".No catálogo da exposição promovida pelo Fundo de Urbanização e Desenvolvimento do Planalto de Kirchberg, diz-se que os três automóveis capotados evocam os engarrafamentos típicos daquele bairro europeu, mas o artista prefere deixar a interpretação ao espectador. "O gesto mais nobre é exigir ao espectador autonomia total. Não me cabe a mim decidir o que as pessoas vão pensar", defende. "As pessoas passam ali [na avenida] de carro, e têm poucas razões para parar", explica. "Eu não queria criar uma distracção, queria que as pessoas fizessem um momento de introspecção".

A polémica teve o mérito de fazer parar muitos automobilistas, e o debate em curso sobre se as instalações de Canoilas são ou não arte – a evocara discussão iniciada com o "ready-made" de Duchamp, que em 1917 apresentou um urinol como obra de arte – não assustam o artista, que expõe com frequência no Grão-Ducado e conhece bem o país. "Parece-me que a população luxemburguesa tem de ser iniciada na arte contemporânea", diz. "Disseram-me que o trabalho está a despoletar, ou a tornar visível, uma coisa psíquica que existe na mentalidade luxemburguesa em relação à segurança". E a levar um número alargado de pessoas a discutir arte.
"Isso faz falta. Uma pessoa vai ao Mudam [Museu de Arte Contemporânea Grão-Duque Jean] e o Mudam está vazio, vai ao Casino e está deserto. Há muitas actividades a acontecer no Luxemburgo para um país tão pequeno, mas as pessoas estão divorciadas, não têm interesse", lamenta.
A ambição de Canoilas é dessacralizar a arte e levá-la às massas. "As pessoas criaram uma espécie de monstro na cabeça e acham que a arte é uma coisa só para entendidos. A nossa sociedade seria muito diferente se tivéssemos a capacidade de entender, de lidar com a arte". Até porque "a arte, em conjunto com a poesia e a filosofia, é uma das três actividades que podem desenvolver a autonomia humana, e isso é contrário às forças vigentes", defende.

Se o Peugeot verde, o Saab azul e o Nissan cinzento capotados na avenida J. F. Kennedy são ou não arte, é uma decisão que Canoilas, humilde, deixa ao público.
"Não me sinto capaz de dizer se aquilo é ou não arte. Estudei arte, trabalho há 15 anos em arte, julgo que o que faço é arte, e estou ali a experimentar, porque no meu trabalho assumo risco e incerteza. E isso faz falta na sociedade hoje em dia".
Hugo Canoilas nasceu em Lisboa em 1977 e vive na Áustria há um ano. Fez a licenciatura de Artes Plásticas pela Escola Superior de Artes e Design, nas Caldas da Rainha, e o mestrado em Pintura no Royal College of Art, em Londres.

A exposição pode ser vista até 12 de Novembro, no parque de Kirchberg.

Três artistas portugueses convidados para assinalar os 50 anos do Kirchberg

Além de Hugo Canoilas, autor da instalação de carros de sucata que está a causar polémica no Luxemburgo, há mais dois portugueses entre os sete artistas convidados para a mostra que assinala o 50o aniversário do Kirchberg. Marco Godinho (na foto, em cima), residente no Luxemburgo, e Pedro Barateiro, que vive em Lisboa, apresentam ambos obras a convite do curador da mostra, Didier Damiani, e garantem que o seu trabalho tem uma mensagem política.
Godinho escolheu representar o Kirchberg através de uma série de 12 bandeiras transparentes. Instaladas em círculo perto do lago artificial do Parque Central do Kirchberg, onde as obras dos sete artistas podem ser vistas até 12 de Novembro, as bandeiras evocam as 12 estrelas da UE e as instituições europeias ali sediadas, e representam a igualdade entre os Estados-membros.

"Assumo que é uma obra política", admite o artista português. "A Europa, quando tudo está bem, reclama igualdade e união entre os países. Mas com a crise tornou-se claro que há países com mais poder do que outros, como a Alemanha e a França. A igualdade não é verdadeira", critica.

As bandeiras, sem cores nem insígnias que as distingam, "aniquilam a hierarquia", diz Godinho, instaurando a igualdade, pelo menos visual. "Não há um país mais forte do que outro: quis mostrar uma certa neutralidade".

Na margem oposta do lago, em frente às bandeiras de Godinho, está a obra que Pedro Barateiro (na foto infra) trouxe para a exposição. É a única peça que não foi criada especialmente para a mostra. Antes de vir para o Luxemburgo, a obra, que evoca uma plateia de cinema assente numa base de betão, já tinha passado por sítios tão distantes como a Bienal de São Paulo, no Brasil, ou um parque em Bordeaux, em França.

"É uma peça que tem viajado imenso, apesar de ser a minha maior peça. Já esteve em cinco sítios diferentes", conta Pedro Barateiro, que veio pela primeira vez ao Luxemburgo.

A obra "convida as pessoas a instalarem-se e a olharem em frente, na direcção do futuro. É uma obra muito poética", comenta o curador, Didier Damiani. E reclama "tempo para a contemplação", num mundo em que "as pessoas trabalham das nove às cinco" e não têm tempo para si, diz o artista.

Pedro Barateiro nasceu em Almada em 1979 e vive e trabalha em Lisboa. Barateiro estudou na Maumaus, em Lisboa e obteve o MFA na Malmö Art Academy, em Malmö, na Suécia.

Marco Godinho nasceu em Salvaterra de Magos em 1978, mas veio para o Luxemburgo com nove anos. Licenciado em artes plásticas na "École nationale des beaux-arts" de Nancy, em França, foi premiado em vários países europeus.

Além dos três artistas portugueses convidados para assinalar os 50 anos do bairro europeu a convite do Fundo de Urbanização e Desenvolvimento do Planalto de Kirchberg, integram ainda a exposição a luxemburguesa Sophie Krier, a artista alemã Leni Hoffmann, o francês Claude Levêque e o belga The Plug.

Paula Telo Alves
Foto: Marlene Soares

Palestina deverá pedir adesão à ONU hoje

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas (na foto), tem previsto apresentar hoje ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o pedido de adesão de um Estado da Palestina às Nações Unidas como membro de pleno direito.

Abbas, que discursa hoje na Assembleia-Geral da ONU, pretende que o pedido seja analisado pelo Conselho de Segurança, onde os palestinianos disseram na terça-feira terem já garantidos sete votos favoráveis entre os seus 15 membros.

Para ser aprovada a proposta necessita de uma maioria de nove votos e de não ter qualquer veto dos membros permanentes do Conselho – Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e China –, que têm esse direito.

Mas os Estados Unidos reafirmaram quarta-feira a sua posição contrária à iniciativa palestiniana, com o presidente Barack Obama a defender no plenário da ONU que uma "paz genuína" entre israelitas e palestinianos só é possível através de negociações.

“Aceitamos voltar às negociações no momento em que Israel aceite parar a colonização e com as linhas de 1967” como base de discussão, respondeu Nabil Abu Rudeina, porta-voz de Abbas.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, que saudou o discurso de Obama, considerou que “os palestinianos querem um Estado, mas ainda não estão preparados para a paz com Israel".

Segundo Nabil Shaath, conselheiro de Abbas, tem havido “pressões” sobre os nove membros do Conselho de Segurança que reconhecem a Palestina: Rússia, China, Índia, Líbano, África do Sul, Brasil, Bósnia-Herzegovina, Gabão e Nigéria.

Para Washington seria preferível que o pedido de adesão não conseguisse os votos favoráveis necessários, para não ter que arriscar com o veto as suas relações com o mundo árabe.

Portugal, outro dos membros do Conselho de Segurança, ainda não divulgou a sua posição, defendendo uma posição comum da União Europeia e a importância das negociações entre as duas partes.

A proposta francesa do Estado da Palestina ficar para já como observador da ONU e de se reiniciarem negociações diretas entre as partes, que no prazo de um ano teriam de resultar num acordo definitivo, também não demoveu os palestinianos.

Nabil Shaath disse que se o pedido de reconhecimento como membro da ONU ao Conselho de Segurança falhar, a Autoridade Palestiniana irá pedir o estatuto de Estado observador na Assembleia-Geral.

Neste caso, bastará à Palestina uma maioria qualificada, numa altura em que é reconhecida por cerca de 130 dos 193 Estados membros das Nações Unidas.

O estatuto de Estado observador, como tem o Vaticano, permitiria à Palestina tornar-se membro de organizações das Nações Unidas como a UNESCO (para a Educação, Ciência e Cultura), a FAO (para a Agricultura e a Alimentação) ou o Tribunal Penal Internacional.

Fernanda Fernandes regressa hoje ao Grão-Ducado para fim-de-semana cultural cabo-verdiano

Fernanda Fernandes (na foto), ex-encarregada de Negócios de Cabo Verde no Luxemburgo entre 2005 e 2008, regressa ao Grão-Ducado na qualidade de ministra cabo-verdiana das Comunidades, para participar no Fim-de-Semana Cultural e Desportivo Cabo-Verdiano, por ocasião das Festividades de Nossa Senhora do Rosário e de Nossa Senhora do Livramento.

Aabertura das festividades dá-se nesta sexta-feira, dia 23, às 20h, no Centro Cultural Tramschapp (n° 45, rue Ermesinde), em Limpertsberg, pelas 20h, com uma conferência sobre a importância da integração política dos estrangeiros no Luxemburgo. Neste serão participam ainda o burgomestre da cidade do Luxemburgo, Paul Helminger, o presidente da Câmara de Ribeira Grande (Cabo Verde), Orlando Delgado, a directora do OLAI (Gabinete Luxemburguês de Acolhimento e Integração), Christiane Martin, o deputado cabo-verdiano Francisco António Dias, e a actual encarregada de Negócios de Cabo Verde no Luxemburgo, Clara Delgado.

No mesmo local, a partir das 20h35, há uma Noite Cabo-Verdiana que conta com Ká e amigos, vindos directamente de Santo Antão, e com a gastronomia tradicional do país.

Amanhã, sábado, dia 24, a partir das 11h, disputa-se um torneio internacional de futebol para veteranos no estádio de Mühlenbach, na capital, com equipas vindas de Cabo Verde e da diáspora cabo-verdiana: Ménél Jéi da Ribeira Grande (Cabo Verde), Sintôtôn United (Estados Unidos), Veteranos do Barreiro (Portugal), Veteranos de Paris (França), Veteranos de Santo Antão (Holanda). Participam aindas equipas do Luxemburgo: Veteranos do Sul, Veteranos do Norte, Veteranos da Micau, Veteranos de Monte Sossego, Veteranos do Porto Novo, Veteranos de São Nicolau e Veteranos Sky.

O fim-de-semana cultural continua às 22h com um baile popular, animado pelos DJs Dames, Luís e Dany, desta feita no "Centre Sociétaire", n°29, rue de Strasbourg, no bairro da Gare, ainda na capital.

No domingo, dia 25, às 14h30, a ministra das Comunidades reúne-se com a comunidade cabo-verdiana, em local ainda a definir.

Às 15h30, há teatro com o grupo Juventude em Marcha, que estreia a peça “A outra face da Lei”, no Centro Tramschapp.

Segundo Nelson Brito, da organização, este fim-de-semana desportivo e cultural, tem igualmente como objectivo "incentivar a comunidade cabo-verdiana a votar nas eleições comunais de 9 de Outubro".

Foto: M. Dias

Delhaize pede a clientes para devolver camarão contaminado, pela segunda vez esta semana

(actualizada, 7h59)

O supermercado Delhaize está a pedir aos clientes para devolverem os lotes de camarão congelado da própria marca que tenham eventualmente comprado, e isto pela segunda vez esta semana.

Três lotes de camarão congelado da marca Delhaize vendidos naquele supermercado, no Luxemburgo, estão a ser retirados do mercado por estarem contaminados com resíduos de antibióticos, de acordo com comunicado do grupo enviado à imprensa.

Os lotes em causa foram entretanto retirados das prateleiras das lojas, mas uma parte tinha já sido vendida. Os consumidores devem devolver à loja as embalagens com o nome "Crevettes de type cocktail cuites 51/60", da marca branca Delhaize, em embalagens de 500 gramas, com data de validade até 2013 (Lotes 1071525, 1072177 e 1074286), com origem na China. Os produtos devolvidos serão reembolsados.

Não é a primeira vez que o supermercado Delhaize pede para produtos alimentícios serem devolvidos devido a contaminação.

Há duas semanas, o Ice Tea (da marca 365) continha indícios de álcool.

Quanto ao camarâo, já em Setembro de 2008, o grupo Delhaize tinha mandado retirar camarão contaminado com resíduos de antibióticos das suas prateleiras e pedido aos clientes para devolverem os lotes comprados.

Mais informações pelo tel. (0032) 24122001.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Polícia judiciária faz buscas a empresas e domicílo de Flávio Becca, suspeito por abuso de confiança


A polícia judiciária fez buscas a empresas e ao domicílio de Flávio Beca, empresário e um dos principais accionistas da recém formada equipa de ciclismo RadioShack-Nissan-Trek Professional Cycling Team que integra os irmãos Schleck – e do F91 Dudelange, actual campeão de futebol no Grão-Ducado.

As buscas foram efectuadas na terça-feira por ordem da Procuradoria, que recusou comentar o caso. Mas o porta-voz de Flavio Beca, Carlo Rock, confirmou as buscas realizadas. Na nota enviada à imprensa, Rock diz que "até à data ninguém foi constituído arguido" no processo aberto por abuso de confiança.

Promotor imobiliário de importantes projectos em Gasperich, como a implantação do novo Auchan, Flávio Becca e também responsável pelo projecto do novo estádio nacional de futebol e das zonas comerciais limitrofes.

Holanda e Finlândia impedem entrada de Roménia e Bulgária no espaço Schengen

A Bulgária e a Roménia foram hoje impedidas de entrar no espaço Schengen, a zona europeia de livre circulação, numa reunião de ministros do Interior da União Europeia (UE).

Basta a oposição de um país para bloquear a entrada, dado que a adesão requer a unanimidade dos 25 membros do espaço. A recusa veio da Holanda e da Finlândia.

"A nossa posição é clara. Não somos favoráveis à adesão neste momento", declarou o ministro da Imigração holandês, Gerd Leers, adiantado que deve haver garantias no espaço de cumprimento das regras de luta contra a corrupção e o crime organizado.

"O que quisemos evitar foi decidir hoje e lamentar mais tarde", acrescentou, concluindo que depois "é impossível voltar atrás".

"A nossa posição sobre essa adesão é negativa", declarou, por sua vez, o ministro do Interior da Finlândia, Paivi Rasanen.

Criado em 1985, o espaço Schengen permite a 400 milhões de europeus circular sem passaporte no território formado por 25 membros, incluindo 22 países da UE (Reino Unido, Irlanda e Chipre não aderiram) e a Suíça, Noruega e Islândia.

Estes países aceitaram integrar o Liechtenstein, cuja adesão se tornará efectiva no final do ano.

Cascais: Cerca de 30 restaurantes de luxo baixam preços em novembro

Cerca de 30 restaurantes de luxo de Cascais vão aderir pela primeira vez ao projeto Restaurant Week em novembro, depois de vários estabelecimentos de Lisboa, Loulé e Porto terem reduzido os preços dos pratos.

Entre 05 e 15 de novembro, “cerca de 30 restaurantes de alta cozinha” de Cascais, abrem as portas a 20 euros por uma refeição completa, a que acresce o custo da bebida consumida, avançou o diretor do Restaurant Week, Rui Amaral.

Rui Amaral espera que a primeira edição da Cascais Restaurant Week venha a servir “pelo menos 10 mil refeições” e acredita que esta vila vai ser o ‘ex-líbris’ do evento.

“O cliente de Cascais é mais sofisticado, janta mais vezes fora, quase que vive numa micro cultura que liga muito à gastronomia”, disse o organizador, que especifica que o conceito da iniciativa continua a ser “democratizar o acesso à alta cozinha”.

Além disso, este evento conta com o apoio da Câmara de Cascais, que tem como “estratégias económicas o turismo e uma aposta muito forte na gastronomia”.

Do preço cobrado pelas refeições em Cascais, um euro será destinado a duas organizações não governamentais, o Movimento Mulheres de Vermelho, que é parceira da organização, e uma segunda ainda por definir.

Em Lisboa, a Restaurant Week arranca a sua sexta edição com 62 restaurantes.