quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Deutsche Bank Portugal destaca representante para o Luxemburgo

A Deutsche Bank Portugal – filial portuguesa do maior banco alemão – quer trabalhar com e para os portugueses do Luxemburgo. Para esse efeito destacou para o Grão-Ducado uma responsável, Débora Pina, para desenvolver a área de retalho e de "private banking" junto da comunidade portuguesa aqui radicada.

Os representantes da Deutsche Bank explicam que não vão abrir, para já, um balcão no Luxemburgo, mas que a responsável destacada para este país estará sempre ao dispor dos clientes e disponível para se deslocar até ao Grão-Ducado.

Esta iniciativa inscreve-se "na continuidade da estratégia de investimento e crescimento natural do nosso banco" explicou a responsável na semana passada durante uma recepção no Hotel Royal, na cidade do Luxemburgo, encontro que pretendia estabelecer um primeiro contacto com alguns representantes da comunidade.

O projecto "dirige-se a todos os portugueses que residem ou trabalham no Luxemburgo e que pretendam constituir poupanças, investimentos ou outros produtos/serviços em Portugal", anunciou ainda a reponsável perante a mais de meia centena de convidados presentes.

Fundada em 1870, a Deutsche Bank é um dos maiores e mais sólidos grupos financeiros a nível global e voltou a reafirmar essa posição na recente crise financeira, emergindo como uma das instituições mais seguras do mercado bancário mundial, com um rácio de solvabilidade Tier 1 de 12,6%, à data de 31 de Dezembro de 2009, um dos mais elevados no sector.

Em Portugal, onde está desde 1978, o banco conta com cerca de 75 agências e três centros de private banking (Lisboa, Porto e Funchal).

Para informações adicionais, contactar Débora Pina, da Deutsche Bank Portugal, pelo tel. (00351) 91 11 69 868 (ou pelo e-mail: deborapina@db.com ).

Luxemburgo: Português arrisca 25 anos de prisão

Um português acusado de tentar matar outro durante uma rixa arrisca 25 anos de prisão, a pena pedida pelo procurador do Luxemburgo.

António confessou ter agredido Manuel com uma faca, durante uma discussão entre os dois. Ambos viviam em quartos arrendados por cima de um café em Dudelange na altura da discussão, em 30 de Outubro de 2009. Segundo a acusação, António estava embriagado e terá provocado Manuel, insultando-o. Este tê-lo-ia então agredido, desferindo "um ou dois murros para que ele calasse a boca", contou a vítima em tribunal. Em resposta, António sacou de uma navalha que trazia consigo, ferindo Manuel.

O arguido confessou os factos, mas diz que agiu "sob impulso" e nega a premeditação. O procurador acusa-o de tentativa de homicídio. A defesa pediu que a acusação fosse reduzida para ofensas à integridade física.

A sentença deverá ser conhecida dia 20 de Outubro.

Luxemburgo: Aquecimentos a gás com manutenções obrigatórias de quatro em quatro anos

Jeannot Krecké, ministro da Economia, anúnciou ontem que os aquecimentos a gás serão sujeitos a uma manutenção obrigatória de quatro em quatro anos.

O objectivo desta medida visa uma maior segurança dos utilizadores, e ao mesmo tempo facilitar as empresas que efectuam esses trabalhos de manutenção que deverão ter o certificado de garantia outorgado por parte da "Chambre des Métiers".

A manutenção serve essencialmente para aferir a taxa de monóxido de carbono que é liberto. Este gaz, incolor e inodor, é bastante tóxico e pode causar graves intoxicações que podem mesmo levar à morte se não forem detectados a tempo.

Animais nas estradas luxemburguesas: Todo o cuidado é pouco!

O ACL (Automóvel Clube do Luxemburgo) alerta os condutores do Luxemburgo para o perigo que pode representar a presença inesperada de um animal na estrada.

Os técnicos do automóvel clube recomendam que perante uma situação inesperada, os condutores optem por travar e buzinar para que o animal possa sair da via. As mudanças bruscas de direcção podem ser perigosas e conduzir a um acidente.

No caso de atropelamento de um animal, o local deve ser devidamente sinalizado com o triângulo e chamada a polícia. A remoção do animal da estrada só pode ser feita na presença das autoridades policiais.

A maior parte dos seguros cobre este tipo de acidentes. Basta para isso apresentar a factura da oficina acompanhada do respectivo auto da polícia.

Portugal: Passos Coelho acusa Governo de "enganar o país" e exige esclarecimentos

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, considerou hoje que as medidas de austeridade anunciadas quarta-feira pelo Governo português demonstram que o país foi enganado "sobre a verdadeira dimensão do problema financeiro" de Portugal.

Luxemburgo: Capital efectua testes de vibrações nas ruas, a pensar no futuro eléctrico

Esta semana e até 8 de Outubro, técnicos do Departamento "Ponts & Chaussées" estão a efectuar testes de vibrações no pavimento de ruas e estradas da cidade do Luxemburgo, com vista à chegada futura do eléctrico, previsto para 2016.

Os técnicos estão a simular vibrações semelhantes à passagem de um eléctrico e a medir essas oscilações não só nas ruas, mas junto e no interior de habitações e edifícios no percurso entre a Luxexpo, no Kirchberg, e a gare central.

Os testes servem para calcular a susceptibilidade das ruas e imóveis quando por ali passar o "tram", bem como avaliar que tipo de carris escolher e como colocá-los nesse mesmo percurso.

Testes semelhantes haviam já sido feitos em Abril na ponte Adolphe, por onde também passará o eléctrico.

Foto: Michel Brumat

Luxemburgo: Formação para cabo-verdianos sobre imigração e trabalho

O "Centro Pastoral no Mundo do Trabalho" (CPMT) propõe cinco encontros de duas horas sobre a imigração e o trabalho para o público cabo-verdiano. Esta formação baseada na abordagem “ver-julgar-agir” é uma ocasião de encontro, de escuta, de divisão e de investigação. A formação decorre em francês.

Após o primeiro encontro, na segunda-feira, 4 de Outubro, às 19h, no CPMT (Centro Convict, edifício H, 2° andar, n°5, av. Marie-Thérèse), na cidade do Luxemburgo, o grupo marcará os quatro próximos encontros.

Para mais informações, os interessado(a)s, devem contactar Marinette Seyler, pelo tel. 44743-549 (e-mail: marinette.seyler@cpmt.lu) ou Frank Dimmer, tel. :44743-545 (frank.dimmer@cpmt.lu).

Luxemburgo: Nova reforma do ensino secundário vai insistir nas competências do aluno

Depois do ensino primário, é a vez do ensino secundário de ser reformado. As turmas inferiores dos liceus clássico (7e, 6e e 5e) e técnico (7e, 8e e 9e) vão sofrer alterações. À semelhança do actual ensino fundamental, será atribuída uma maior importânica às competências do aluno e à sua aplicação em detrimento de uma simples reprodução de saberes como até aqui.

"O aluno não aprende para ser avaliado, mas é avaliado para melhor aprender", declarou ontem a minstra da Educação, Mady Delvaux-Stehres, durante a apresentação da reforma das turmas inferiores do ensino secundário que deverá entrar em vigor a partir do ano lectivo de 2013/2014.

As turmas da 7e e 6e do liceu clássico e da 7e e 8e do liceu técnico serão reagrupadas num ciclo de dois anos. No segundo semestre da 6e ou da 8e, os alunos vão ser submetidos a uma prova nacional comum que servirá também de orientação para os anos seguintes.

Ainda no que se refere à avaliação, o novo boletim de notas irá incidir nas competências de cada disciplina, nomeadamente produção escrita, compreensão da escrita, compreensão oral, produção oral de uma língua, entre outros.

No final do ciclo (8e e 6e) será traçado um balanço final de modo a verificar se aluno atingiu os níveis de competências necessários para prosseguir em frente.

Outra das principais novidades prende-se com a 9e do ensino secundário técnico. Consciente de que grande parte dos alunos chumba propositadamente para subir a média das notas, a ministra da Educação anunciou que o nono ano poderá ser prolongado. Em vez de fazer novamente todo o nono ano, o aluno poderá seguir um "programa individualizado que terá conta as suas habilidades e dificuldades".

Doravante, cada aluno vai ter também um tutor encarregue de o orientar.

"Estamos na era da mundialização, já não é como no meu tempo, onde o Luxemburgo era uma espécie de ilha", relembrou a ministra, estimando ser necessário mudar "o complicado sistema" do país para que a escola possa cumprir a sua "tripla missão: instruir, socializar e qualificar".

Foto: Marc Wilwert

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Última hora: Governo e sindicatos chegam a acordo sobre questão do "índex"

Reunidos desde as 14 horas, o Governo e Sindicatos (LCGB, OGB-L e CGFP) chegaram a um acordo ao final da tarde de hoje no que respeita à questão do "índex". O sistema de indexação automática dos salários mantém-se como está, mas não deverá acontecer antes de 1 Outubro de 2011, noticia o site informativo www.wort.lu.

A indexação dos salários fica assim limitada a uma vez por ano, independentemente da subida da inflação. O "índex" é um mecanismo de actualização automática dos salários que o Governo aciona cada vez que a inflação ultrapassa os dois por cento.

Ministro das Finanças Suíço fala sobre Portugal

O ministro das Finanças suíço, Hans-Rudolf Merz, teve um ataque de riso incontrolável, na última quarta-feira, quando discursava no Parlamento sobre a importação de carnes curadas.

O vídeo foi divulgado em várias televisões e depressa correu para o YouTube, mas agora é também objeto de traduções humorísticas. A crise e o Orçamento do Estado para 2011 é tema de um vídeo, onde se parodia o impasse da negociação entre o Governo e o PSD.

Recenseamento eleitoral para cabo-verdianos no Luxemburgo até 20 de Novembro


A Embaixada de Cabo Verde no Grão-Ducado informa que o processo de recenseamento eleitoral no Luxemburgo, que teve início a 9 de Setembro, continua a decorrer até 20 de Novembro. O recenseamento está a decorrer na Embaixada de Cabo Verde, situada no n°117, Val Ste-Croix, na cidade do Luxemburgo, nas horas normais de expediente: de segunda a sexta-feira, das 9 às 12h; terças, quartas e quintas, das 9 às 15h. O recenseamento decorre igualmente nos seguintes locais e horários: sábado, 2 de Outubro, no Centro Desportivo de Differdange, em Oberkorn (av. du Parc des Sports, ao lado da piscina de Oberkorn), das 10h e às 17h; 9 de Outubro, na sede da Associação Amizade Cabo-verdiana-Luxemburgo, das 14h às 19h; 17 de Outubro, no Hall Michels, em Wiltz (2, Grand-Rue), das 14h às 17h; 31 de Outubro, na sede do FC Estrela Amadora, em Ettelbruck, das 14h às 17h; 20 de Novembro, na comuna de Esch/Alzette, das 9h às 16h, e na Embaixada de Cabo Verde, das 14h às 18h; 21 de Novembro, na sede da Associação Amizade Cabo-verdiana-Luxemburgo, das 14h às 18h. Podem inscrever-se os cidadãos cabo-verdianos maiores de 18 anos ou que completem 18 anos até à data das próximas eleições, em 2011 (sem data ainda definida). O cidadão deve apresentar bilhete de identidade ou passaporte, ainda que estejam caducados. Se o cidadão não tiver bilhete de identidade (BI) ou passaporte deve mesmo assim recensear-se, tendo um prazo máximo de 30 dias para apresentar o BI ou o passaporte. Se não apresentar nesse prazo, a inscrição perde efeito. A encarregada de Negócios de Cabo Verde no Luxemburgo e que para este efeito é a presidente da Comissão do Recenseamento Eleitoral no Grão-Ducado, Clara Delgado, aproveita para incentivar "vivamente todos os cabo-verdianos a residir neste país a participarem no recenseamento eleitoral, pois só assim poderão exercer a sua plena cidadania". O recenseamento é obrigatório e necessário para poder votar e ser eleito, e vai contribuir para construir o novo sistema de identificação civil. Mesmo os que já estavam recenseados anteriormente devem fazê-lo novamente, porque o recenseamento eleitoral realizado entre 1995 e 2006 já não é válido. Este novo recenseamento visa substituir o anterior. Para mais informações, contactar a Embaixada de Cabo Verde pelo tel. 26 48 09 48.

Segurança social não deixa sair de casa nos primeiros cinco dias de baixa


As novas regras no controlo das ausências ao trabalho por doença já estão aí e vão entrar em vigor no próximo dia 1 de Outubro. A principal alteração prende-se com as ausências de casa durante o período de baixa. Em comunicado divulgado esta semana à imprensa, a Caixa Nacional de Saúde é clara: "Não é permitida qualquer saída nos primeiros cinco dias de incapacidade para o trabalho" ainda que no atestado médico haja uma indicação contrária. Além disso, a CNS recorda que "a partir do sexto dia de baixa – para as saídas não contra-indicadas pelo médico – os horários autorizados de ausência de domicilio são entre as 10h e as 12h e as 14h e as 18h.

No mesmo comunicado, a CNS recorda que "é proibido a uma pessoa considerada incapaz para o trabalho participar em actividades desportivas (excepto se houver indicação médica), exercer uma actividade incompatível com o seu estado de saúde, frequentar bares ou restaurantes, excepto para uma refeição, e isto a partir do primeiro dia de incapacidade para o trabalho e sob reserva de informação prévia da Caisse Nationale de Santé".

Para além disso, a pessoa com "baixa" médica tem de "fornecer à Caixa a sua morada exacta, ou seja, local, rua, número e andar, onde se encontra a viver durante o período de incapacidade para o trabalho".

As saídas "indispensáveis", nomeadamente para ir ao controlo da segurança social, ao consultório do médico ou a qualquer outro serviço de saúde estão autorizados, em qualquer momento, mas devem ser poder ser justificadas pelo trabalhador em caso de ser apanhado pelos técnicos da segurança social fora de casa.

Hesperange: Abóboras gigantes numa horta portuguesa


José Matos nem queria acreditar. Quando chegou de férias de Portugal, deparou-se com três abóboras gigantes. O tamanho das cucurbitáceas atraiu a curiosidade da vizinhança e José Matos confessa ao CONTACTO que "tem medo que lhas roubem". "Esta (a maior) tem seguramente mais de cinquenta quilos. Eu não a consegui pesar, mas já estou farto de tentar movê-la e não consigo", diz José Matos. Visivelmente orgulhoso das suas plantas, este português, radicado há sete anos no Luxemburgo, conta que as sementes das abóboras vieram de Portugal, daí a qualidade das suas abóboras. "Foi a minha irmã que mas deu no ano passado; de uma abóbora que tinha 75 Kg. E dessa não há dúvidas, porque a pesámos na altura". Mas nem as "enormes abóboras" fazem esquecer a José Matos o frio do Luxemburgo. "Eu quero voltar o mais depressa possível para Portugal. Vim para aqui porque a minha mulher não se calava que queria vir viver para perto do neto, mas agora já basta. Se ela quiser ficar que fique, mas eu vou voltar para a minha terra, Sangalhos, em Aveiro. Eu não me dou com este clima".

750 luxemburgueses participam na euromanifestação em Bruxelas

Uma delegação luxemburguesa de 750 sindicalistas do LCGB e OGB-L participou hoje em Bruxelas na manifestação que juntou cerca de 100 mil pessoas vindas de vários países da União Europeia. Esta acção pretendeu contestar as medidas de austeridades que os vários governos europeus querem impôr nos seus países para sanear as contas públicas.

A manifestação, organizada pela Confederação Europeia dos Sindicatos (CES), espera enviar um forte sinal à Comissão Europeia que apresenta hoje medidas que visam aplicar multas aos países endividados da Zona Euro.

A polícia belga indicou ter detido 148 pessoas.


Foto: Dan Schank

Título de transporte único para toda a Grande Região foi lançado este mês

"RegioZone" é como se chama o título de transporte único que permite viajar nos autocarros que operam em toda a Grande Região – Grão-Ducado, Lorena (França), Luxemburgo belga, Sarre e Renânia-Palatinado (Alemanha), em vigor desde o princípio deste mês.

O novo título de transporte permite fazer trajectos entre, por exemplo, Trier e Thionville, Bitburgo e Luxemburgo ou mesmo Konz-Luxemburgo.

Os bilhetes custam entre quatro e oito euros (curta duração), e 14 euros (longa duração). Um passe mensal vai até aos 120 euros e o anual varia entre 670 e 1.060 euros dependendo das distâncias.

As linhas integradas na "RegioZone" 1 e 2 são: 116 (Schweich-Sirzenich-Luxemburgo), 118 (Trier-Mesenich-Luxemburgo), 134 (Konz-Grevenmacher-Luxemburgo), 155 (Saarlouis-Mertzig-Luxemburgo), 157 (Sarburgo-Wincheringen-Luxemburgo), 159 (Losheim-Luxemburgo), 401 (Bitburgo-Echternach-Luxemburgo), 407 Prüm-Dasburgo-Ettelbruck), 300 (Hayange-Thionville- Luxemburgo) e 323, o "Meuse Express", que liga Piennes ao Luxemburgo.

CONTACTO: edição de 29 de Setembro

Na edição desta semana do CONTACTO destaque para a Semana Nacional da Habitação com a tradicional exposição na Luxexpo que começa na próxima sexta-feira.

As novas regras no controlo das ausências ao trabalho por doença já estão aí e vão entrar em vigor na próxima sexta-feira. A principal alteração prende-se com as ausências de casa durante o período de baixa. A Caixa Nacional de Saúde é clara: "Não é permitida qualquer saída nos primeiros cinco dias de incapacidade para o trabalho" ainda que no atestado médico haja uma indicação contrária.

Maria João Pires esteve esta semana na Philharmonie. A pianista encantou e o Luxemburgo foi obrigado a render-se ao talento de Maria João Pires.

Nesta semana damos também destaque ao recenseamento que está a decorrer na Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo. Os cabo-verdianos vão escolher um novo governo no próximo ano e para tal têm de se registar para poderem exercer o seu direito de voto. O período de recenseamento decorre até ao dia 20 de Novembro.

Destaque ainda para mais uma reportagem do CONTACTO nos Estados Unidos. Desta vez fomos até ao Wyoming, o estado dos cowboys, dos bisontes, dos coiotes das montanhas e dos canyons.

Tudo isto e muito mais, para ler na edição desta semana do CONTACTO, o primeiro jornal de língua portuguesa no Luxemburgo.


-------------------------------------------

Ainda não recebe o CONTACTO em casa?

Para receber o jornal gratuitamente (exclusivamente para residentes no Grão-Ducado), inscreva-se no site oficial do jornal em www.contacto.lu ou pelo tel. 4993-9393 (Departamento de Assinaturas).

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Luxemburgo: Gare futurista inaugurada esta tarde em Esch-Belval

A gare de Esch-Belval é inaugurada esta tarde, quando forem 15h30, e conta com a presença do grão-duque Henri e do ministro das Obras Públicas e do Desenvolvimento Sustentável, Claude Wiseler.

No lugar onde até 2005 funcionava um simples cais de embarque, a estação Belval-Usines (em referência às instalações da siderúrgica Arbed, ali situadas), foi construída uma moderna gare com linhas arquitectónicas futuristas, que passará a denominar-se "Gare Belval-Université".

Esta é a primeira de três gares previstas para Belval e deverá ligar Esch/Alzette às futuras gares de Belval-Lycée (no bairro Belval-Park) e de Belvaux-Mairie (perto da rotunda de Belvaux).

Como já o disse por diversas vezes o arquitecto da obra, o luxemburguês Jim Clemens, "esta é a única estação do país em que os passageiros acedem ao cais passando por cima das vias e não por baixo". A estação tem duas entradas: a entrada sul, a partir da route de Belval (estrada CR 168 que liga Esch a Belvaux, nas traseiras da gare) e a entrada norte, que dá acesso, através de duas passerelles, ao Belval Plaza 1 e ao pátio da Rockhal, e daí para o plateau des Hauts-Fournaux, onde se ergue o edifício vermelho da Dexia-BIL e onde será construído o futuro pólo universitário de Belval. Na parte sul, está prevista a criação de um Park & Ride que terá entre 1.600 e 2.400 lugares de estacionamento.

A estação tem 139 m de comprimento, o antigo cais foi alargado de três para 11 metros, e o primeiro piso acolhe lojas, salas de espera, além de permitir uma vista panorâmica sobre todo o bairro.

Segundo Jim Clemens, a obra parece "uma enorme centopeia brilhante". A gare foi pensada para ser utilizada, dentro de 10 a 15 anos, por 20 a 30 mil pessoas, que diariamente circularão de e para Belval.
A estação tem 139 m de comprimento e o antigo cais foi alargado de três para 11 metros

O primeiro piso da nova gare acolhe lojas, salas de espera,
além de permitir uma vista panorâmica sobre todo o bairro


Uma das passerelles liga a gare directamente ao centro comercial Belvalplaza 1 e a segunda (na foto) dá para as traseiras da Rockhal e para o plateau des Hauts-Fournaux


Texto e fotos: JLC

Portugal: Cavaco recebe partidos a pensar na eventual demissão do Governo, se Orçamento de Estado for chumbado

A deputada de Os Verdes Heloísa Apolónia adiantou hoje que a motivação do Presidente da República para ouvir os partidos decorre das declarações do ministro da Presidência sobre a hipótese de demissão do Governo com a inviabilização do Orçamento de Estado (OE) para 2011.

“O Presidente da República quis ouvir os partidos sobre uma eventual crise política que se possa abrir no país e quis saber qual a postura em concreto sobre o próximo Orçamento de Estado”, afirmou Heloísa Apólonia, em declarações aos jornalistas após um encontro com o Presidente da República.

Segundo a deputada do partido ecologista Os Verdes o chefe de Estado quer ouvir os partidos sobre a situação que se vive no país a nível económico e a nível social, mas o encontro com as diversas forças políticas decorre também das declarações do ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira.

“Julgamos que o senhor Presidente da República deixou claro que a motivação desta reunião decorreu também das declarações públicas do senhor ministro da Presidência relativamente a uma hipótese de demissão em torno de uma eventual inviabilização do próximo Orçamento de Estado, afirmações corroboradas pelo senhor primeiro ministro posteriormente”, acrescentou.

PCP diz que não está interessado numa crise política, mas acusa Governo de fazer "chantagem"


O secretário-geral do PCP garantiu hoje que o partido não está interessado numa crise política, mas acusou o Governo de estar a fazer “uma ameaça e uma chantagem” em torno da viabilização do OE.

À saída de uma audiência com Cavaco Silva e interrogado sobre a possibilidade de o Governo se demitir caso o OE seja 'chumbado' no Parlamento, Jerónimo de Sousa desdramatizou a questão, considerando que a aparente crise política “vai ser ultrapassado por um entendimento à direita”.

Questionado sobre a disponibilidade dos comunistas para negociar o OE, o secretário-geral do PCP assegurou que o partido irá apresentar propostas durante a discussão do documento, nomeadamente no plano fiscal, mas lembrou que foi o PS que procurou apenas negociar com um único partido.

Amanhã, Cavaco recebe PP, PSD e PS

O Presidente da República começou esta manhã a ouvir os partidos com representação parlamentar sobre a situação económica, política e social do país, numa altura em que faltam menos de duas semanas para a apresentação do Orçamento de Estado para 2011.

Para hoje estavam agendados encontros com Os Verdes, PCP e Bloco de Esquerda.

Amanhã de manhã, quarta-feira, Cavaco Silva terá audiências com o CDS-PP, PSD e PS.

Moda: Três criadores portugueses no Portugal Fashion, em Paris, hoje e amanhã

Os estilistas Fátima Lopes, Felipe Oliveira Baptista e Luís Buchinho representam a moda portuguesa no Portugal Fashion, que decorre a partir de hoje em Paris, integrado na semana do Prét-à-Porter (pronto-a-vestir).

Esta 22ª edição do Portugal Fashion pretende mostrar em Paris “a irreverência, o design e a criatividade das colecções Primavera/Verão” dos estilistas portugueses, segundo se pode ler no comunicado da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), organizadora do evento.

As atenções nesta edição do Portugal Fashion viram-se especialmente para Felipe Oliveira Baptista, depois de o criador português, instalado em Paris há vários anos, ter sido escolhido no final de Agosto para a direcção de colecção da Lacoste.

Fátima Lopes abre o Portugal Fashion esta noite, na Maison des Métallos. Oliveira Baptista e Buchinho fazem desfilar as suas colecções amanhã, quarta-feira, respectivamente no Centro da Moda e do Design de Paris e no Liceu Henri IV.

A Semana do Prêt-à-Porter de Paris decorre a partir de hoje e até 6 de Outubro e é um dos maiores e mais importantes eventos de moda do mundo, cujo alinhamento inclui casas e criadores tão prestigiados como Louis Vuitton, Chanel, Stella McCartney, John Galliano, Hermès, Yves Saint-Laurent, Christian Dior, Givenchy ou Jean Paul Gaultier.

Portugal: Ryanair quer voar para Lisboa, já no próximo Verão

A Ryanair anunciou segunda-feira que espera "um bom resultado" das negociações para a instalação de uma base aérea no aeroporto de Lisboa, estando preparada para iniciar a operação no próximo Verão.

O director de comunicações da Ryanair para a Europa, Daniel de Carvalho, disse que “em Lisboa o principal 'calcanhar de Aquiles' tem a ver com questões operacionais”, uma vez que “não é possível cumprir” o tempo médio de permanência no solo (‘turnaround’) da companhia irlandesa, que é de 25 minutos. “Fizemos uma proposta aos nossos parceiros da ANA para utilizar o terminal de voos domésticos no aeroporto de Lisboa, que se encontra em discussão”, disse o responsável da Ryanair, escusando-se a detalhar “a proposta que está a ser negociada”.

Daniel de Carvalho admitiu que ainda não há acordo quanto ao valor da instalação daquela que seria a terceira base da companhia irlandesa de baixo custo em Portugal, depois já efectuar voos para Faro e Porto: “Lisboa continua a ser mais caro do que gostaríamos”, acrescentou, e tudo está dependente de "questões financeiras e operacionais”, resumiu, admitindo que a companhia está pronta para começar a operar em Lisboa no Verão de 2011.

Nos dois aeroportos portugueses em que a Ryanair opera são transportados anualmente 3,3 milhões de passageiros.

A partir de Novembro, a Ryanair vai ter mais um avião e sete novas rotas a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto.

Foto: Michel Rottigni

Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo propõe aulas gratuitas de teatro

A Oficina de Teatro da Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo (CCPL) vai propor aulas gratuitas de teatro (“O caminho da expressão – um corpo que fala”). O curso começa a 11 de Outubro e tem lugar na Casa das Associações (n°46, rue de Mühlenbach), na cidade do Luxemburgo. O curso tem a duração de 60 horas e as aulas são interrompidas durante o período das férias escolares. Do conteúdo programático constam o aquecimento físico e vocal, jogos teatrais, dinâmicas de grupo, técnicas de respiração, improvisação, etc. No final do curso haverá a representação pública de uma peça.

A CCPL procura igualmente voluntários para integrar outros projectos teatrais, como o “Projecto Palcos” (cujo objectivo é a prevenção do HIV-sida) ou o projecto “O imaginário teatral ao serviço da realidade social”, que conta com pessoas em situação de deficiência. Para fazer parte da Oficina de Teatro, não há limite de idade, a partir dos 14 anos.

A CCPL relembra que, em continuação das actividades desenvolvidas, no dia 20 de Novembro, a Oficina de Teatro apresenta a peça “Se perguntarem por mim, não estou”, às 21h, no Centro Cultural de Troisvierges, no norte do Grão-Ducado.

Luxemburgo: Guia prático "Just Arrived" já chegou

Um guia prático que ajuda os que acabam de chegar à capital a adaptar-se à vida de todos os dias – "Just Arrived" – acaba de ser editado pela comuna do Luxemburgo. Trata-se da quinta edição deste guia, distribuído gratuitamente pelo Bierger Center e pelas empresas.

O guia, editado desde 2005, é pela primeira vez, este ano, financiado pela comuna. Para o burgomestre Paul Helminger, "não é de espantar que a Ville de Luxembourg se associe a este projecto". "A capital caracteriza-se pela mobilidade, todos os anos cerca de 10 mil pessoas fazem aqui escala ou instalam-se", explicou na conferência de imprensa de apresentação desta quinta edição do "Just Arrived".

Este guia é uma recolha de aspectos práticos da vida na capital. "O nosso objectivo é facilitar a adaptação das pessoas ao Luxemburgo", explica Pia Béraud-Sudreau, uma das autoras do guia. "Quando as pessoas chegam sentem-se um pouco perdidas e em algumas páginas nós damos não só informações sobre os passos administrativos a dar mas também sobre os locais onde podem encontrar o que necessitam para se instalarem".

Nas 410 páginas deste guia, pode encontrar-se informação muito variada, por exemplo sobre educação e compras, reparações e actividades desportivas, locais de diversão nocturna e escapadas de fim-de-semana.

O guia tem uma tiragem de 15 mil exemplares, dos quais 10 mil serão distribuídos pelo Bierger Center no momento da inscrição dos novos residentes. Os restantes 5 mil vão para empresas privadas, que poderão assim distribuí-los pelos seus novos empregados.

O guia pode também ser consultado no sítio internet da capital www.vdl.lu ou no site www.justarrived.lu

Foto: Guy Jallay

Aviso aos leitores

Durante toda a tarde e noite de segunda-feira, não nos foi possível actualizar as notícias neste blogue devido a problemas técnicos relacionados com o Blogger, que gere esta plataforma e a que somos completamente alheios.

A Redacção

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Estudo: Tratar a dor é mais fácil em Portugal e no Luxemburgo

Portugal e Luxemburgo pertencem ao grupo de oito países onde é mais fácil doentes em fase terminal acederem a fármacos usados no tratamento da dor, revela um estudo divulgado a 16 de Agosto.

Segundo uma análise à "Qualidade da Morte", levada a cabo pelo "Economist Intelligence Unit", Portugal, Luxemburgo, Austrália, Canadá, Dinamarca, Holanda, Nova Zelândia e Suíça são os países onde o acesso a medicamentos de controlo da dor – morfina e equivalentes – é mais fácil.

No entanto, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), "no mundo há cerca de cinco mil milhões de doentes que vivem em países onde o acesso a medicamentação que controla dores severas ou moderadas é insuficiente ou nulo".

O estudo refere que as leis relativas ao consumo e posse de drogas acabam por restringir o acesso à morfina em alguns países.

"Um dos maiores problemas é que os governos estão tão preocupados com o uso de drogas ilícitas que em muitos países o acesso aos opiáceos é praticamente impossível", afirmou Sheila Payne, membro do Observatório Internacional dos Cuidados Paliativos.

O estudo "Qualidade da Morte" analisa uma série de dados referentes aos cuidados paliativos em 40 países, 30 deles membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Na análise à qualidade dos cuidados paliativos prestados em cada país, Portugal ocupa o 27o lugar do ranking.

Foto: Anouk Antony

Cavaco Silva: "Portugal precisa de ideias com visão de futuro"

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, defendeu domingo que Portugal precisa de “ideias com visão de futuro” para ultrapassar as dificuldades em que o país se encontra, considerando que em Gaia essas ideias não faltam.

Cavaco Silva discursava numa cerimónia na Câmara de Gaia, após ter inaugurado o centro cívico do concelho. Segundo Cavaco Silva, “há mudanças em Gaia que impressionam verdadeiramente” como é o caso da requalificação da marginal atlântica, do centro histórico e da zona fluvial, assim como o centro cívico agora inaugurado. “Se impressiona aquilo que já foi feito, impressiona também aquilo que se projecta fazer”, evidenciou, dando o exemplo da marina de Gaia.

Cavaco Silva foi o primeiro Presidente da República a visitar a zona piscatória da Afurada. Acompanhado pela mulher, foi recebido por centenas de pessoas, em ambiente de festa.

Automobilismo: Filipe Albuquerque mantém segundo lugar no campeonato italiano de GT3

O piloto português Filipe Albuquerque e o seu companheiro Marco Bonanomi, em Audi R8 LMS, mantiveram a segunda posição no Campeonato Italiano de GT3, com dois segundos lugares nas corridas disputadas domingo em Vallelunga.

A decisão do título está relegada para a última prova da temporada que vai ter lugar em Monza, a 23 e 24 de Outubro.

“Para chegarmos ao título precisamos que algo corra mal ao Roda e ao Lietz [líderes, em Porsche 997 GT3], mas no automobilismo tudo pode acontecer”, referiu o piloto de Coimbra, em declarações à sua assessoria de imprensa.

Filipe Albuquerque dista agora nove pontos para o líder da tabela classificativa, quando ainda estão 30 pontos em jogo.

Luxemburgo: Livro explica melhor forma de proceder para quem decide tratar da sua saúde no estrangeiro

Como fazer um tratamento hospitalar no estrangeiro ou consultar um médico sem correr o risco de não ser reembolsado pela segurança social? Quais são as formalidades a cumprir? Qual é a percentagem que a Caixa Nacional de Saúde (CNS ou "Caisse Nationale de Santé", anteriormente denominada "Caisse de Maladie") reembolsa?

Estas questões preocupam muitas os utentes que recorrem a serviços de saúde fora do Luxemburgo. É que, por vezes, as contas médicas tornam-se mais "dolorosas" do que o mal que levou o doente a recorrer a tratamentos fora do país.

Para esclarecer estas e outras dúvidas, acaba de ser lançado um livro, cujo autor é maître Patrick Goergen, advogado no Luxemburgo e especialista em direito comunitário.

O livro em questão intitula-se "Consultation d’un médecin et hospitalisation à l'étranger - Que va rembouser la caisse de maladie et comment?"

A Europa tem as suas regras e os seus acordos entre os estados-membros e para beneficiar plena e tranquilamente basta, na maior parte do tempo, com excepção das urgências, entrar em contacto com a Caixa Nacional de Saúde ou com o seguro de saúde para evitar passos em falso.

As dúvidas são muitas e por vezes angustiantes. E, mesmo tratando-se de cidadãos europeus, há certas regras a cumprir para que se possa beneficiar da livre circulação de serviços e exercer o direito da liberdade de movimentos em matéria de cuidados médicos.

A principal atitude a tomar antes de fazer um tratamento no estrangeiro é contactar a Caixa Nacional de Saúde. Dessa forma, o paciente ficará a saber se a segurança social cobre o tratamento pretendido, em que percentagem, quais os limites a partir dos quais a "Caixa" não reembolsa e o que se entende por, por exemplo, hospitalização. Só depois de obter a autorização da CNS o tratamento pode começar. E convém não esquecer que cada caso é um caso...

Livro gratuito coloca as questões certas

O pequeno livro de Patrick Goergen – que tem em conta já o novo regulamento comunitário sobre a coordenação dos sistemas de segurança social – divide-se em três grandes capítulos: cuidados médicos num país da UE, cuidados de saúde imprevistos num país da UE ou da AELE (Associação Europeia de Comércio Livre), e como fazer valer os seus direitos. Para escrever este livro, o autor baseou-se em problemas concretos, muitas vezes ligados às ambiguidades fronteiriças. Na maioria dos casos, o médico luxemburguês prescreve um tratamento e o paciente apressa-se, por uma razão ou outra, a ir a França, à Alemanha ou à Bélgica realizar o tratamento, mas sem respeitar os regulamentos luxemburgueses. O autor salienta que os prestadores de serviços de saúde estrangeiros funcionam de acordo com a sua própria regulamentação nacional e muitas vezes nem conhecem as regras luxemburguesas.

Trata-se, pois, de uma publicação com muito interesse e que aborda directamente os assuntos essenciais, colocando as questões certas.

Editado em francês e alemão, pela "Chambre des Salariés" e pela União dos Consumidores do Luxemburgo (ULC), o livro é gratuito e pode ser levantado nas instalações daquelas duas instituições ou descarregado na internet (em www.ulc.lu ou www.csl.lu ).

F. Pinto

domingo, 26 de setembro de 2010

Hoje: 4a Festa da Amizade do bairro de Clausen, na cidade do Luxemburgo

Pelo quarto ano consecutivo tem lugar hoje, entre as 11 e as 21h, a Festa da Amizade na place Cunégonde, junto à igreja de Clausen, na capital. A festa inclui folclore, danças e cantares portugueses.

Esta é um evento do Centro de Apoio Social e Associativo (CASA), uma das associações portuguesas com sede naquele bairro.

Luxemburgo: Grupo Terras de Maia festeja 3° aniversário, em Pétange

O Grupo Regional Terras da Maia comemora este domingo o seu 3° aniversário numa festa que conta com a actuação de vários grupos folclóricos, cantares e baile e que decorre na sala "Am Home", em Pétange, das 14h às 20h30.

sábado, 25 de setembro de 2010

Luxemburgo: Concurso Mister e Miss Black & White, em Esch/Alzette

Já está aí mais um concurso de moda e beleza, desta feita dirigida aos jovens até aos 20 anos. O concurso denomina-se "Mister and Miss Black & White" e segundo a entidade organizadora, a Coyote Productions, dirigida por Ricardo Pinto, o evento "visa dar oportunidade aos mais jovens de se sentirem verdadeiras estrelas".

A pré-selecção, a selecção e as meias-finais decorrem em Setembro e Novembro e a final está marcada para 5 de Dezembro. As primeiras inscrições estão abertas a partir de domingo, 26 de Setembro, durante uma "Junior Party" com DJ Artik, que acontece a partir das 15h no Bar Black & White (125, rue de l`Alzette) em Esch/Alzette. Os primeiros inscritos nesse dia ganham material escolar.

Os concorrentes estarão repartidos em vários escalões, segundo as suas idades: escalão A, 3-6 anos; escalão B, 7-11 anos; escalão C, 12-15 anos; e escalão D, 16-20 anos.

Primeira pré-selecção: 3 de Outubro (escalões A e B), 10 de Outubro (escalões C e D); segunda pré-selecção, 17 de Outubro (escalões A e B), e 24 de Outubro (escalões C e D). Meias-finais: 7 de Novembro (escalões A e B) e 14 de Novembro (escalões C e D). Final: 5 de Dezembro, para todos os escalões.

Há prémios para os três primeiros classificados em cada escalão.

A inscrição custa 10 euros para todos os escalões. Para inscrições e mais informações, contactar Ricardo Pinto pelos telefs. 691 243 002 ou 264 808 93.

Cidade do Luxemburgo está mais barata

Em 2010, o Luxemburgo desceu do 14o (em 2009) para o 19o lugar na classificação das cidades mais caras do mundo. Uma boa notícia, portanto. O estudo é feito todos os anos pelo banco suíço UBS e tem Nova Iorque como a referência (índice 100). O estudo baseia-se no preço de um conjunto de bens e serviços (em que as rendas das casas não estão incluídas) e mostra que Oslo é a cidade mais cara (120,4), seguida de Zurique (114,4), Genebra (112,4). Nesta lista, o Luxemburgo tem um índice de "apenas" 87,0.

Se neste pacote se incluírem o custo das rendas, então Nova Iorque passa a ser a cidade mais cara (100) com o Luxemburgo a chegar ao índice 67,0.

Outro aspecto do estudo do UBS é sobre os salários. Os mais elevados são pagos em Zurique (índice 121,8 por comparação de novo com os 100 de Nova Iorque), Copenhaga (118,2) e Genebra (117,3). No Luxemburgo, o nível dos salários é de 82,2, figurando o país no 10o lugar da classificação que compara 73 cidades do mundo.

Quanto ao cálculo do poder de compra no país, que se obtém dividindo o salário por hora bruto pelo preço do cabaz de 122 bens e serviços, o estudo mostra que o Luxemburgo está no 5o lugar com um índice de 92,3, contra 106,8 de Zurique, 103,5 de Sidney e 101,4 de Miami. Em 2009, o Luxemburgo era 3o nesta classificação.

F. Pinto
Foto: Gerry Huberty

Cidade do Luxemburgo/Clausen: Esplanadas fecham às 23h

Uma autorização de abertura das esplanadas até às 23h foi a solução encontrada para mais um conflito entre os proprietários dos bares das Rives de Clausen e os moradores do bairro.

Em dois anos de existência, o local transformou-se no centro de diversão nocturna da capital. Todos os fins-de-semana, largas centenas de pessoas afluem ao local para jantar, beber um copo ou dançar. O trânsito nas noites de sexta e de sábado e o barulho até de madrugada têm levado os moradores a queixarem-se constantemente. A última queixa foi apresentada no tribunal administrativo, que ordenou o fecho puro e simples das esplanadas. Perante o impasse, o burgomestre da capital, Paul Helminger, propôs um compromisso: renovar as autorizações dos estabelecimentos que exploram esplanadas, mas limitando o seu funcionamento até às 23h.

Os proprietários dos estabelecimentos concordaram e consideram a medida justa, desde que se aplique a todos as esplanadas da cidade. Para os moradores esta solução não é a ideal, já que temem que o limite de horário não seja respeitado. Mas, para já, decidiram esperar para ver como a situação vai evoluir.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Portugal/Futebol: Selecção - Scolari felicita Paulo Bento e aconselha seleccionador a pensar por si

O ex-seleccionador português de futebol Luiz Felipe Scolari recebeu com “alegria e satisfação” a nomeação de Paulo Bento para o comando da formação das “quinas” e aconselha-o a pensar por si.

“O Paulo Bento sempre foi um companheiro e uma pessoa que ajudou a equipa por mim liderada, pronto em dar-nos as informações e a ajudar a selecção, principalmente com seus atletas”, disse Scolari à sua assessoria de imprensa.

O treinador brasileiro, presentemente ao serviço do Palmeiras, disse ainda que nutre uma admiração muito grande por Paulo Bento e que lhe deseja, e à equipa técnica, o melhor possível nas suas novas funções.

“Estarei sempre pronto no momento em que o Paulo desejar qualquer informação ou que ele necessite de alguma coisa. Quero dizer à selecção portuguesa que fez uma boa escolha, de um ex-atleta que fez muito por sua selecção, de um técnico jovem, promissor e muito correcto”, disse.

Scolari aconselha ainda o seleccionador Paulo Bento a “tomar as decisões por si” e a “acreditar nas pessoas que trabalham na federação”, que o treinador brasileiro considera “óptimas companheiras”.

“São pessoas que desejam o bem da federação e da selecção. E faça o seu grupo, não ouça outras pessoas que tenham alguma influência”, finalizou.

Foto: Arquivo LW

Portugal/OE 2011: Queda do Governo teria solução constitucional, mas é indesejável - Bacelar Vasconcelos

A queda do Governo português em resultado da não aprovação do Orçamento do Estado é um cenário passível de solução constitucional, mesmo em véspera de eleições presidenciais, mas indesejável no momento que o país atravessa, considerou o constitucionalista Bacelar Vasconcelos.

No momento atual e face aos cenários alternativos que resultariam da queda do executivo, Governo e oposição estão condenados a entenderem-se, considerou.

“Penso que essa é uma hipótese meramente especulativa (…) não vejo alternativa a não ser o entendimento entre o partido do governo e a oposição. E é seguramente isso que terá de acontecer porque a situação em que Portugal se encontra não se compadeceria com uma crise desse tipo num momento em que, por força da aproximação da eleição presidencial não há quaisquer outros instrumentos que permitam obviar a esta situação”, disse Bacelar Vasconcelos.

Para o constitucionalista, a rutura das negociações em torno do Orçamento do Estado entre Governo e PSD e a troca de acusações que se lhe seguiram “fazem parte de um processo negocial” que, apesar de tudo, deveria decorrer “em termos mais serenos”, até para corresponder “aos apelos de altos responsáveis políticos”, designadamente do Presidente da República.

“Penso que esta poeira assentará e o sentido de responsabilidade dos nossos governantes e da oposição irá assegurar uma solução que corresponda ao interesse vital de Portugal neste momento”, conjeturou.

Bacelar Vasconcelos acrescentou, contudo, que existem sempre "soluções constitucionais" para ultrapassar um eventual impasse.

“O sistema democrático é um sistema aberto e os mecanismos constitucionais permitem sempre encontrar soluções (…) em primeiro lugar, o entendimento no Parlamento será sempre uma base para qualquer solução que assegure a governação do país em condições adequadas, num momento crítico como o atual e penso que é isso que ocorrerá. A única coisa que está vedada é a marcação de eleições, o que neste instante, ainda que não houvesse um impedimento constitucional determinante que inviabiliza essa hipótese, teria também efeitos desastrosos”, defendeu.

Do ponto de vista da atual situação do país, essa seria “uma solução ´criminosa´” e “absolutamente incompatível com o sentido de responsabilidade dos nossos eleitos, seja da maioria que governa, seja a minoria da oposição”.

“Não há possibilidade até à tomada de posse do Presidente da República de convocar eleições, nem as eleições são neste momento uma alternativa viável do ponto de vista de uma avaliação realista da situação do país. Portanto, o caminho do entendimento parlamentar é inevitável e esperemos que de forma rápida se atinja um entendimento consistente que assegure a governação do país. Não são questões constitucionais, são questões de sentido de Estado, de responsabilidade democrática as questões em cima da mesa. E por elas responderá o Governo, a maioria e a oposição”, comentou.

EUA: Executada na Virgínia mulher deficiente mental condenada à morte

Teresa Lewis, uma americana de 41 anos, deficiente mental e condenada à morte por duplo homicídio, foi executada na quinta feira, com uma injeção letal, informou fonte prisional.

A morte de Lewis, que se tornou a primeira mulher a ser executada desde 1912 na Virgínia (leste dos Estados Unidos), foi declara às 21:13 locais (02:13 em Lisboa) na prisão de Greensville, em Jarratt.

Lewis foi também a 12.ª mulher executada nos Estados Unidos desde 1976. Desde então, foram também executados 1215 homens no país, dos quais 107 na Virgínia, o estado com maior número de execuções a seguir ao Texas.

A deficiência mental de que padecia Teresa Lewis tornou-se um símbolo da luta contra a pena de morte para os abolicionistas.

Teresa Lewis foi condenada à morte em 2003 por ter mandado matar o marido e um filho deste, para receber os respetivos seguros de vida.

Os autores das duas mortes foram condenados a prisão perpétua.

Futebol: Processo Queiroz - ex-seleccionador satisfeito com decisão do TAS


Carlos Queiroz está bastante satisfeito com a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) de aceitar o pedido de efeito suspensivo do castigo aplicado pela Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), revelou o advogado do ex-seleccionador.

"Carlos Queiroz ficou satisfeito com esta decisão. Estamos ambos bastante satisfeitos com a decisão do TAS", afirmou Rui Patrício, considerando que nos últimos dois dias as decisões favoráveis ao ex-seleccionador têm "reposto justiça".

De acordo com o advogado, o TAS aplicou a jurisprudência habitual nestes casos, analisando dois fatores: se há uma probabilidade de quem recorre de vencer o recurso e se o facto de a suspensão imediata por seis meses poder causar um prejuízo irreparável a quem recorre.

O advogado sublinhou que o TAS entendeu "haver a probabilidade" de Queiroz ganhar o recurso e que a suspensão imediata "causava" um "prejuízo irreparável", pelo que, "com as duas razões conjugadas, decidiu suspender a suspensão enquanto o recurso estiver pendente".

Quinta-feira, o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou a anulação da suspensão por um mês que o Conselho de Disciplina tinha aplicado a Queiroz, ao considerar o processo prescrito por lhe ter dado um novo enquadramento legal, inserindo a acção do ex-seleccionador na categoria das "infrações leves".

Deste modo, Carlos Queiroz não é de momento alvo de qualquer suspensão, pelo que "pode trabalhar livremente", afirmou o causídico. O processo da ADoP prossegue, no entanto, em análise no TAS, que irá tomar uma decisão final sobre se mantém ou revoga a decisão de suspender Queiroz por meio ano, o que "ainda poderá demorar alguns meses", de acordo com Rui Patrício.

A ADoP anunciou a 30 de agosto a suspensão de Carlos Queiroz por seis meses, por considerar que o seleccionador nacional tinha perturbado a acção de uma brigada do organismo que efetuou um controlo antidoping à selecção a 16 de Maio, durante o estágio para o Mundial realizado na Covilhã.

A 19 de Agosto, o Conselho de Disciplina da FPF anunciou a punição do selecionador nacional com uma suspensão por um mês e uma multa de 1000 euros, devido aos insultos proferidos à brigada da ADoP, ao presidente deste organismo, Luís Horta, e à mãe deste durante o controlo.

Carlos Queiroz falhou, por isso, os jogos de qualificação para o Euro2012 com o Chipre (4-4 em Guimarães) e a Noruega (derrota por 1-0 em Oslo), disputados a 3 e 7 de Setembro, nos quais a equipa foi orientada pelo adjunto Agostinho Oliveira.

A 9 de Setembro, a FPF anunciou o seu despedimento, através da resolução do respectivo contrato, e terça-feira, anunciou a contratação de Paulo Bento como novo seleccionador nacional até Julho de 2012.

CLAE acusa Luxemburgo de atentar contra os direitos da comunidade cigana

Condenando a vaga de expulsões e de evacuações dos acampamentos da comunidade cigana em França, o Comité de Ligação das Associações Estrangeiras (CLAE) aponta igualmente o dedo ao Luxemburgo por não respeitar os direitos fundamentais destes últimos.

Num comunicado divulgado ontem à imprensa, o CLAE acusa o Luxemburgo de não respeitar a "lei sobre a libre circulação das pessoas, visto que o Governo não criou áreas de estacionamento específicas, ignorando as recomendações do Conselho da Europa".

O CLAE reivindica que cesse "toda a política discriminatória ou estigmatizante para com a comunidade cigana e que a União Europeia se dote de um quadro estratégico sobre a integração desta comunidade minoritária".

O organismo convida o Governo luxemburguês, que sempre tentou impedir que a comunidade cigana se instalasse no país, de rever a sua política de acolhimento para com a esta população, a qual deve gozar dos mesmos direitos que o conjunto dos cidadãos comunitários.

Foto: Arquivo LW

Luxemburgo: "Bachianas brasileiras" de Heitor Villa-Lobos, este domingo, na Philharmonie

A sala "Philharmonie", no Kirchberg, recebe o espectáculo "Bachianas Brasileiras" no próximo domingo, 26 de Setembro. A coreografia, a cargo de Anna Hein e Luke Baio, é inspirada na trama musical das célebres "Bachianas brasileiras", série de nove composições escritas pelo maestro brasileiro Heitor Villa-Lobos entre 1930 e 1945.

Nesse conjunto, escrito para formações diversas, Villa-Lobos fundiu material folclórico brasileiro (em especial a música sertaneja) às formas pré-clássicas no estilo de Bach, com a intenção de construir uma versão brasileira dos Concertos de Brandenburgo. Ao som das composições de Villa-Lobos (nascido no Rio de Janeiro e imortalizado como um dos compositores mais populares no seu país natal), Judith, uma menina presa à cama por doença, sonha as suas aventuras em países estrangeiros, na companhia de Znirp (príncipe em alemão, lido ao contrário).

Este concerto da Philharmonie, da série "Philou" dá às crianças, entre os cinco e os nove anos, a possibilidade com pais de partilhar a experiência de um concerto no grande auditório daquela sala filarmónica. Os músicos de uma das mais célebres orquestras do mundo – os oito violencistas e o flautista-solista da "Wiener Symphoniker" (Orquestra Sinfónica de Viena) – fazem antever uma noite de música de qualidade excepcional.

I. Ferreira

Cardeal Oscar Maradiaga participa hoje e amanhã nas Jornadas Sociais Luxemburguesas

As "Jornadas Sociais do Luxemburgo" decorrem hoje e amanhã subordinadas à temática "Olhares cruzados sobre a mundialização – a perspectiva do Sul" e têm como convidado de honra o cardeal Oscar Andrés Rodriguez Maradiaga, presidente da Caritas Internacional.

Organizadas há cinco anos por instituições de inspiração cristãs – o Partido Cristão-Social luxemburguês (CSV), o sindicato LCGB, a Caritas e a Igreja Católica do Luxemburgo – , as "Jornadas Sociais" congregam anualmente individualidades do mundo católico. Este ano, no primeiro dia do evento marcam presença, entre outros, o primeiro-ministro luxemburguês Jean-Claude Juncker e Paul Lenert, director-geral do grupo Saint-Paul Luxembourg (editor do CONTACTO). A conferência pública decorre das 18 às 20h, na grande sala "Rotonde" do Liceu Aline Mayrisch (38, bd Pierre Dupong), em Merl, na capital.

O segundo dia decorre no Centre Convict (5, av. Marie-Thérèse), com a constituição de grupos de trabalho para discutir o tema em análise das 8h30 às 12h45. O cardeal Oscar Andrés Rodriguez Maradiaga volta a marcar presença, havendo ainda intervenções de François Biltgen, "super-ministro" da Justiça, das Comunicações, Media, Ensino Superior, Investigação e Função Pública, cumulando ainda o cargo de presidente do CSV. Erny Gillen, presidente da Caritas do Luxemburgo, será também um dos intervenientes. Neste segundo dia, o número de participantes é limitado a 100 pessoas, sendo necessário inscrever-se por e-mail (umeldung@journees-sociales.lu ).

Mais informações podem ser obtidas pelo tel. 40 21 31-210 (Mireille Zehren) ou por e-mail ( info@journees-sociales.lu ).

Cidade do Luxemburgo: Informações sobre autocarros da capital actualizadas ao minuto

A cidade do Luxemburgo conta desde a semana passada com um novo sistema se painéis electrónicos informativos – actualizados a cada vinte segundos – sobre os horários dos autocarros na capital.

Também os autocarros foram equipados com um sistema de geolocalização para que a informação onde se encontram seja transmitida de forma exacta à central de informação, onde duas pessoas gerem todas as informações em tempo real.

Os primeiros painéis foram colocados no centro Hamilius, no P+R do Bouillon, na gare e em Monterey, estando 28 actualmente em funcionamento.

Até ao final do próximo mês de Novembro, o novo sistema vai ser estendido a cerca de sessenta paragens por toda a cidade. A comuna do Luxemburgo promete também para breve uma nova aplicação para smartphones que permitirá seguir o percurso dos autocarro dentro da cidade.

Com estas novas medidas, passageiros e condutores passam a saber exactamente o tempo dos trajectos e o tempo de espera que têm para poderem racionalizar a circulação, através de uma informação em tempo real.

François Bausch, vereador pelo partido Os Verdes na autarquia da capital e responsável pela mobilidade, afirmou que este sistema "é uma mais valia para para melhorar e gerir a circulação na cidade, dentro e fora dos autocarros".

Bausch considerou ainda que uma das grandes preocupações da comuna da capital é "melhorar a qualidade dos transportes públicos, que tem vindo a aumentar significativamente nos últimos anos".

Á. Cruz
Foto: Marc Wilwert

Jennifer Lopes e Angelo Brunori inauguram hoje exposição no Castelo de Bettembourg

Os artistas Jennifer Lopes e Angelo Brunori expõem as suas obras, a partir de hoje e até domingo, na galeria Maggy Stein, no Castelo de Bettembourg, sob o tema "Contra a corrente, em direcção à fonte".

Depois de ter frequentado a secção de arte do "Lycée des Arts et Métiers", na capital, Jennifer Lopes, hoje com 22 anos, seguiu para a Alta Escola Livre de Liège, onde actualmente frequenta um curso de design de moda. Para Jennifer Lopes, cujas obras revestem um cariz assumidamente surrealista, a arte significa "liberdade" e "crítica da sociedade".

Por sua vez, Angelo Brunori optou pela escultura da pedra para se exprimir artisticamente. Brunori, informático de profissão, aprendeu a sua arte com o escultor luxemburguês Tom Flick. As suas criações são inteiramente concebidas à mão.

A vernissage tem lugar esta sexta-feira, às 19h. A exposição pode ser vista na sexta e no sábado, das 14 às 21h, e no domingo, até às 19h. A exposição é organizada pela associação Calliope.

Maison d'Afrique organiza cursos de luxemburguês

A Maison d'Afrique no Luxemburgo vai organizar cursos de luxemburguês de nível debutante e de conversação a partir de 7 de Outubro.
Os cursos são gratuitos para os participantes.
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 27125453 ou através da internet na página www.maisondafrique.lu

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Luxemburgo: Clientes fizeram fila de madrugada no dia de abertura da nova loja Saturn


Abriu hoje a nova loja da cadeia alemã de electrodomésticos e de produtos multimedia, Saturn, na na avenue de la Gare, na cidade do Luxemburgo. Antes da abertura das portas às 6 horas da manhã, 350 pessoas já faziam fila para poder aproveitar das ofertas da estreia do novo estabelecimento comercial, noticia o site informativo www.wort.lu.

"Estiveram mais ou menos tantas pessoas como no dia de abertura da loja em Belval", estima um elemento da segurança em declarações ao mesmo portal.

A nova loja, situada na antiga Galerie 45, tem dois pisos, onde são propostos mais de 50 mil artigos. No primeiro, concentram-se sobretudo produtos multimedia, enquanto que no segundo amontoam-se essencialmente electrodmésticos.

Recorde-se que a primeira loja Saturn abriu portas em Outubro de 2008 no centro comercial Belvalplaza 1, no novo bairro de Esch-Belval. A Saturn é conhecida por praticar preços inferiores aos da concorrência.

As poucas lojas de electrodomésticos que ainda restam no bairro da Gare, na capital, nomeadamente a loja Steffes (antiga loja Schultz, na avenue de la Liberté) e os franceses Darty (na avenue de la Gare) não devem ver com bons olhos este novo vizinho. O mesmo não se pode dizer dos clientes da Saturn que residem na capital e que brevemente não vão mais precisar deslocar-se até Belval para beneficiar dos produtos da marca.

Fotos: Guy Jallay

Luxemburgo: Obras da ponte Adolphe arrancam em Janeiro de 2011

As obras de renovação da ponte Adolphe que liga o bairro da Gare ao bairro do Centro, na capital, arrancam em Janeiro de 2011, anunciou ontem a Comissão Parlamentar para o Desenvolvimento Sustentável.

Durante os trabalhos de renovação da "Nei Bréck" (Nova Ponte), está prevista a construção de uma ponte provisória. Esta irá ligar a avenue Marie-Thérèse ao boulevard de la Pétrusse.

A edificação da ponte temporária vai durar cerca de um ano, enquanto que a desmontagem não deverá exceder os seis meses. Já os trabalhos de reabilitação da ponte Adolphe vão durar entre dois e três anos, estando prevista a sua conclusão para 2014.

Depois de várias propostas governamentais, públicas e privadas, muitas iniciativas e inúmeras discussões, a solução foi encontrada. A ponte Adolphe vai ser fortalecida com vigas em titânio. A plataforma de circulação será alargada de 75 centímetros de ambos os lados, o que permitirá dispor de duas vias para os transportes públicos, nomeadamente, o futuro eléctrico, que não deverá circular antes de 2016, e duas vias para os automóveis, além dos dois passeios de 2,10 metros cada.

O custo total das obras está estimado em 23 milhões de euros.

Foto: Guy Jallay

Luxemburgo: Três por cento das famílias sobreendividadas

Três por cento das famílias no Luxemburgo sofrem de sobreendividamento, ou seja, estão numa situação financeira tal que enfrentam dificuldades crónicas para pagar as dívidas. Esta a conclusão de um estudo realizado recentemente pelo instituto luxemburguês CEPS/Instead.

Este estudo reflecte a situação no primeiro semestre de 2008, alguns meses antes da crise financeira e económica, e faz a distinção entre endividamento, risco de sobreendividamento e exclusão financeira.

Seis em dez agregados familiares estão endividados, o que mostra que mais de metade dos lares dedica uma parte do seu orçamento ao pagamento de pelo menos um empréstimo. A parte das famílias que estão a pagar um empréstimo imobiliário (42 %) é praticamente a mesma da que está a pagar um empréstimo ao consumo (41 %). De entre os lares com dívidas, 35 % acumulam ao mesmo tempo um empréstimo-habitação e um empréstimo ao consumo, 33 % têm apenas um empréstimo imobiliário e 32 % apenas um empréstimo ao consumo. Os empréstimos ao consumo destinam-se, em grande parte (64 %), para a compra de carro, de uma moto ou de outros equipamentos técnicos. Os créditos ao consumo são raramente utilizados para financiar férias, tempos livres ou para cobrir despesas de saúde, de formação ou de guarda de crianças.

Do ponto de vista sócio-demográfico, os agregados familiares mais jovens (casal com menos de 25 anos), as famílias numerosas, os desempregados e os casais em que apenas um tem rendimento mensal correm mais riscos de sobreendividamento.

Ter a conta bancária nos negativos é uma outra forma de sobreendividamento. Há uma diferença entre ter a conta a descoberto por dificuldades momentâneas e viver constantemente nesta situação. Ter a conta em negativos acontece mais frequentemente às famílias que estão a pagar um crédito e mais ainda, como é lógico, às famílias sobreendividadas. F. Pinto

Provedor de Justiça luxemburguês efectua missão de controle nas prisões do país

O Provedor de Justiça ("Ombudsman" ou "médiateur"), Marc Fischbach, iniciou há uma semana uma missão de controle aos centros penitenciários luxemburgueses de Schrassig e de Givenich. Este seu trabalho está a focalizar-se essencialmente sobre o acolhimento e tratamentos médicos prestados aos detidos.

Fischbach, nomeado controlador das prisões pelo Estado Luxemburguês, vai prolongar esta sua acção até à próxima semana e a sua missão visa controlar se o Grão-Ducado respeita a Convenção das Nações Unidas contra a tortura, outras penas e tratamentos degradantes e desumanos. O Provedor de Justiça vai posteriormente elaborar um relatório para entregar às autoridades competentes até Novembro.

Foto: Guy Jallay

Luxemburgo: "Aumentos salariais estão fora de questão", diz patronato

"São necessárias reformas profundas", diz a União das Empresas Luxemburguesas (UEL) na sua análise anual da situação económica do país.

O patronato luxemburguês, no seu "Anuário da Competitividade 2010", denuncia a "derrapagem" dos custos salariais e deixa muito claro que manterá as suas posições na próxima reunião tripartida (Governo, sindicatos e empregadores) dentro de algumas semanas. Este "Anuário da Competitividade 2010" tem por objectivo, segundo a UEL, relançar o debate da competitividade no Luxemburgo.

Para isso, a UEL escolheu 22 indicadores e comparou-os com os países vizinhos. Por exemplo, os custos salariais unitários (que representam o custo do trabalho por unidade de mais-valia produzida) aumentaram em 33,4 % no Luxemburgo, contra 22,9 % na Bélgica, 20,8 % em França e, sobretudo, apenas 8% na Alemanha. "Derrapamos em termos de custos salariais unitários", lamenta Nicolas Soisson, da UEL, prosseguindo: "Apesar da Tripartida de 2006, a evolução salarial foi tudo menos moderada nestes últimos anos".

O anuário revela ainda que as transferências sociais (pensões, segurança social, etc.) são de longe mais elevadas no Luxemburgo do que nos países vizinhos.

Seja como for, a UEL chega a uma conclusão: o Luxemburgo necessita de reformas profundas, porque, se a política não mudar, vai ser preciso alcançar pelo menos 6 % de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) por ano para restabelecer o equilíbrio das finanças públicas e 5 % para restabelecer o equilíbrio financeiro da segurança social. Ora, antes da crise, a média luxemburguesa era de 4 %. Assim, a UEL defende que as pensões, a segurança social e as prestações sociais devem ser reformadas, ou seja, custar menos, mas sem que isso implique um aumento das cotizações ou dos impostos para as empresas.

Quanto aos salários, está fora de questão que continuem a aumentar. É por isso que a UEL defende a uma moratória da indexação automática.

Luxemburgo tem cerca de 5 mil viciados no jogo

O Luxemburgo tem à volta de 5 mil pessoas viciadas nos jogos de azar, informou ontem a associação "Anonym Glecksspiller" (jogadores anónimos).

Criada em 2003, a associação recebe subsídios do Ministério da Família, mas acaba de introduzir um pedido junto do Ministério da Saúde para que seja convencionada pelo Estado.

"Mars Di Bartolomeo (ministro da Saúde) recebeu-nos recentemente. Tem plenamente consciência do problema e deseja apoiar as pessoas que sofram desta doença. Estamos à espera da convenção daqui uns dias", explicou Romain Juncker, presidente e fundador da "Anonym Glecksspiller".

Actualmente, um psicoterapeuta, que trabalha a meio-tempo, providencia tratamento gratuito a pessoas adictas ao jogo. A associação acompanha neste momento o caso de 32 pessoas.

O vício do jogo afecta entre 0,8% e 1,6% da população europeia, adianta a associação luxemburguesa de apoio às pessoas viciadas no jogo.

Foto: Guy Wolff

Na Kockelscheuer, de 16 a 24 de Outubro: BGL BNP Paribas Luxembourg Open vai contar com nomes sonantes


O BGL BNP Paribas Luxembourg Open 2010 que decorre entre 16 e 24 de Outubro, em Kockelschueuer, vai contar com alguns dos nomes mais sonantes do ranking mundial WTA.

Dotada com prémios de 220.000 dólares, a prova vai contar com jogadoras como a russa Elena Dementieva, actual n° 10 mundia, a francesa Arravana Rezai, a eslovaca Daniela Hantuchova, a servia Ana Inavonic, a australiana Jarmila Gorth e a suíça Timea Bacsinszky, vencedora da edição do ano passado.

As luxemburguesas Mandy Minella e Anne Kremer serão as grandes representantes do Grão-Ducado no torneio que não vai contar com a belga Kim Clijsters, que já ganhou a competição por diversas vezes.

Luxemburgo: Maria João Pires actua na Philharmonie, na segunda-feira

A pianista portuguesa Maria João Pires regressa na segunda-feira, 27 de Setembro, ao Luxemburgo para um concerto na Philharmonie, em Kirchberg.

A pianista portuguesa vai interpretar obras de Mendelssohn, Mozart e Schubert e será acompanhada por Lorenza Borrani ao violino e pela Orquestra de Câmara da Europa, dirigida pelo maestro Trevor Pinnock, naquele que é um dos concertos em destaque na temporada 2010/2011 da maior sala de espectáculos do Grão-Ducado.

Maria João Pires nasceu a 23 de Julho de 1944, em Lisboa. Tocou pela primeira vez em público em 1948. Em Portugal estudou com Campos Coelho e Francine Benoit, e mais tarde, na Alemanha, com Rosl Schmid e Karl Engel. Gravou para a editora Erato durante 15 anos e, nos últimos 17 anos, para a Deutsche Grammophon. Desde 1970 tem-se dedicado à reflexão sobre a influência da arte na vida, na comunidade e na escola, tentando desenvolver novos meios de implementação das teorias pedagógicas na sociedade. Pesquisou novas formas de comunicação que respeitam o desenvolvimento pessoal, em oposição à lógica destrutiva e materialista da globalização. Em 1999, Maria João Pires criou o Belgais, um centro para o estudo das Artes, tendo actualmente alargado a filosofia e pedagogia de Belgais à cidade da Baía, no Brasil, onde vive. Em 2005 criou o Art Impressions, um grupo experimental de teatro, dança e música e, em conjunto, produziram dois projectos – "Transmissions", e em 2007 "Schubertiade".

Na sua última visita ao Luxemburgo, em Maio de 2005, Maria João Pires actuou no Conservatório do Luxemburgo, a quatro mãos, com o pianista bahiano Rocardo Castro.

Irina Ferreira

Luxemburgo: Miguel Portas dá conferência, esta noite, em Esch/Alzette

O eurodeputado português Miguel Portas vai estar esta noite, às 20h, na Maison du Peuple, em Esch/Alzette (62, boulevard Kennedy) para participar num encontro subordinado ao tema "A crise na Europa e as alternativas de esquerda".

O encontro é promovido pelo partido luxemburguês "Déi Lénk" (A Esquerda). Para além da participação do deputado eleito pelo Bloco de Esquerda, participam também Serge Urbany (Déi Lénk), o eurodeputado alemão Lothar Bisky, Christine Mendelsohn, do Partido Comunista francês, e ainda Yannis Bournous, do Partido da Esquerda Europeia, da Grécia.

Os organizadores do encontro dizem, em comunicado que "as políticas de austeridade dos governos europeus são realizadas a diferentes velocidades, mas em todos os países europeus, o objectivo é o mesmo: as medidas de austeridade impostas penalizam especialmente aqueles que não têm culpa da actual crise".

Foto: Paulo Lobo

Homeless World Cup no Brasil: Luxemburgo bate França por 4-3


A selecção luxemburguesa dos sem abrigo abriu no domingo a participação na "Homeless World Cup" com uma excelente vitória frente à França, por 4-3.

Na prova que se está a disputar na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, desde 19 e até 26 deste mês, a formação grã-ducal tem no seu grupo, além de França, as equipas de Portugal, Noruega e Áustria.

Os responsáveis da equipa luxemburguesa, animados com a primeira vitória na competição que se disputa na praia de Copacabana, esperam que a equipa se qualifique para a fase seguinte da competição que conta com 60 países.

Portugal: Privatização de 7% da Galp avança na próxima semana

A Parpública anunciou hoje que irá avançar com uma emissão de cerca de 900 milhões de euros de obrigações convertíveis em acções da Galp durante a próxima semana.

UE cria três novas instituições de supervisão para os bancos, bolsas e seguros

O Parlamento Europeu aprovou quarta-feira em Estrasburgo a reforma do sistema de supervisão financeira na União Europeia (UE) que prevê a criação de três novas autoridades na área da banca, mercados financeiros e seguros e um Comité do Risco Sistémico (CERS ou ESRB, na sigla em inglês).

As novas autoridades europeias de supervisão terão a partir de 2011 competências acrescidas na resolução das situações de desacordo entre autoridades nacionais.

Se, no final da fase de conciliação, as autoridades nacionais não tiverem chegado a acordo, as autoridades europeias poderá adoptar uma decisão que lhes exija, de forma vinculativa, a adopção ou a não aplicação de uma determinada medida de modo a resolver a situação, a fim de garantir o cumprimento da legislação da UE.

Franfkurt, Paris e Londres recebem sedes das três novas instituições


A Autoridade para o Controlo das Companhias de Seguro, EIOPA (European Insurance and Occupational Pensions Authority) ficará sediada em Frankfurt, a Autoridade de Controlo das Bolsas, ESMA (na sigla em inglês), terá a sua sede em Paris, enquanto que a Autoridade de Controlo dos Bancos, EBA, ficará sediada em Londres.

Por seu lado, o novo Comité Europeu do Risco Sistémico (CERS, ou ESRB, na sigla em inglês) será responsável pela supervisão macroprudencial do sistema financeiro na UE, a fim de contribuir para a prevenção ou a atenuação dos riscos sistémicos, para a estabilidade financeira na UE decorrente das evoluções no sistema financeiro e tendo em conta a evolução macroeconómica, por forma a evitar períodos de crises financeiras generalizadas.

Caberá, por exemplo, ao CERS, em colaboração com as autoridades europeias de supervisão, definir um conjunto comum de indicadores quantitativos e qualitativos (painel de riscos) para identificação e medição do risco sistémico.

A fim de sensibilizar para a existência de riscos na economia europeia e de definir a prioridade desses riscos, o CERS elaborará um sistema de código de cores correspondentes a situações de diferentes níveis de risco.

Presidência rotativa do CERS


O CERS estará directamente ligado ao Banco Central Europeu (BCE) e será presidido nos primeiros cinco anos pelo presidente do BCE, Jean-Claude Trichet (que já está neste posto desde 1 de Novembro de 2003). Posteriomente, o CERS terá uma presidência rotativa pelos presidentes dos bancos centrais dos estados-membros da UE, mas apenas entre aqueles que ainda não integram a Zona Euro, como, por exemplo, o Reino Unido, a Polónia ou a República Checa.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Luxemburgo: Desemprego volta a aumentar no mês de Agosto

Em finais de Agosto, estavam inscritas na Administração do Emprego (ADEM) 13.787 pessoas, o que constitui um aumento de 1,12% (+148 pessoas) em relação ao mês anterior. O desemprego volta, assim, a subir e situa-se agora nos 5,8% informa hoje o Comité de Conjuntura.

Em relação ao mês de Agosto de 2009, o número de pessoas desempregadas aumentou 6,8%, o que corresponde a 877 pessoas. Num ano, a taxa de desemprego subiu de 5,6 % em Agosto de 2009 para 5,8% em Agosto de 2010.

Em finais de Agosto deste ano, 6.439 desempregados residindo no Luxemburgo beneficiaram do subsídio de desemprego, o que representa um aumento de 0,2% em relação ao mês homólogo do ano passado.

O Comité de Conjuntura diz ainda ter analisado 46 pedidos de empresas para o desemprego parcial, tendo todos obtido parecer favorável. Assim, num universo total de 5.558 trabalhadores, 2.938 irão trabalhar em horário reduzido.

Apesar dos lucros registados este ano, Dexia vai despedir 140 trabalhadores no Luxemburgo

O grupo franco-belga Dexia anunciou na quarta-feira da semana passada que vai dar continuidade ao plano de transformação e de redução de custos, suprimindo 665 postos de trabalho suplementares, dos quais 140 no Luxemburgo.

O anúncio surge numa altura que banco Dexia BIL alcançou nos seis primeiros meses um resultado neto de 136 milhões de euros, idêntico ao primeiro semestre de 2009. "BIL é um banco sólido, um banco são", resumiu o presidente do Comité de Direcção, Frank WagerOs 140 postos de trabalho em causa não dizem somente respeito ao banco Dexia BIL, mas também ao conjunto de actividades do grupo no Grão-Ducado. Na Bélgica, vão desaparecer 385 empregos e na França 70.

"As novas medidas vão contribuir para o reforço da integração do grupo e vão permitir economizar 160 milhões de euros", explica o banco.

Em 2008, o grupo Dexia-BIL havia anunciado um plano que previa um total de 600 milhões de euros de economias entre 2008 e finais de 2011. "Um objectivo que o grupo está prestes a atingir", disse o director-geral do grupo Pierre Mariani.

A primeira fase deste plano foi lançada em Janeiro de 2009 e dizia respeito a 900 postos de trabalho no mundo, dos quais 78 no Dexia-BIL. Em Setembro de 2009, sucedeu uma segunda vaga que previa para 2010 a supressão de 602 empregos no mundo, dos quais 128 na filial luxemburguesa. Os responsáveis afirmam que "o objectivo prioritário é evitar partidas forçadas", enveredando pela não substituição das partidas por motivos de reforma e privilegiando partidas voluntárias e prosseguindo com o plano de pré-reforma.

Luxair alarga oferta de voos para Cabo Verde

Devido à forte procura que Cabo Verde conhece junto da companhia aérea luxemburguesa Luxair, a oferta de voos vai ser alargada durante as férias do Natal para a Ilha do Sal.

Do 20.12.10 ao 3.01.11, a Luxair acrescentou um voo suplementar aos que já estão previstos, nomeadamente, às segundas-feiras com partida às 10h25 do Luxemburgo e com chegada prevista à ilha cabo-verdiana do Sal às 14h50 (hora local).

Do 21.12.10 ao 04.01.11, o regresso do voo suplementar está previsto às terças-feiras com partida da Ilha do Sal às 9h10 e com chegada prevista ao Luxemburgo às 17h15.

Recorde-se que a Luxair anunciou em Julho deste ano que iria passar a voar para Cabo Verde a partir de 20 de Dezembro.

O arquipélago é o novo destino turístico no catálogo de Inverno da Luxair Tours, o grupo de viagens organizadas, propriedade da companhia aérea luxemburguesa.

As viagens para o arquipélago a partir do Luxemburgo arrancam no próximo mês de Dezembro e prolongam-se até 5 de Abril do próximo ano.

Com voos para a Ilha do Sal e para a Ilha da Boavista, a companhia de bandeira luxemburguesa torna-se o primeiro operador da Grande Região a voar para o arquipélago.

O catálogo de Inverno da Luxair Tours inclui programas de férias de nove a dezasseis dias com hotel incluído, em regime de meia-pensão ou pensão completa.

Os voos estarão também disponíveis para quem não queira adquirir o "pacote" integral proposto pela Luxair, que inclui estadia em hotéis seleccionados pela empresa.

A pensar na comunidade cabo-verdiana que vive no Luxemburgo, a companhia aérea luxemburguesa propõe voos ida e volta (sem hotel) a partir de 398 euros. As reservas abriram em finais de Julho e podem ser feitas a preços "First Minute" (mais baratos) junto da Luxair ou numa agência de viagens.

O catálogo de férias de Inverno da Luxair está igualmente disponível nas agências de viagens.

A Luxair dispõe ainda de um serviço de reservas disponível das segundas aos sábados das 8 às 21 horas e aos domingos das 8 às 17 horas.

As reservas podem ser feitas pelo telefone +352 24567 424 ou por correio electrónico callcenter@luxair.lu.

Foto: Luxair Tours

Destaques da edição de 22 de Setembro de 2010 do semanário CONTACTO

Na edição desta semana o jornal CONTACTO faz manchete com a manifestação da última quinta-feira. Os trabalhadores fronteiriços responderam ao apelo das cinco centrais sindicais. Os números variam entre os 2 mil da polícia e 5 mil, segundo os sindicatos. O protesto visou contestar a lei 6148 que prevê um novo sistema de bolsas para o ensino superior, deixando de fora os filhos dos trabalhadores não residentes. Veja as reacções dos principais líderes sindicais e dos manifestantes.

Nesta edição, destaque também para o estudo do CEPS/Instead que revela que três por cento das famílias no Luxemburgo estão sobreendividadas, ou seja, estão numa situação financeira tal que enfrentam dificuldades crónicas para pagar as dívidas.

Veja ainda nas páginas centrais uma foto-reportagem da visita do casal grã-ducal a Portugal. Henri e Teresa estiveram em terras lusas a convite de Cavaco Silva. No fim da viagem oficial, o casal ficou em Portugal em visita privada.

No desporto, destaque para a nomeação de Paulo Bento para o cargo de seleccionador de Portugal. O ex-treinador do Sporting chegou a acordo, na segunda-feira, com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, e foi ontem confirmado no cargo.

Estas e outras notícias no Jornal CONTACTO, o seu semanário em língua portuguesa no Luxemburgo.

Ainda não recebe o CONTACTO em casa?

Para receber o jornal gratuitamente (exclusivamente para residentes no Grão-Ducado), inscreva-se no site oficial do jornal em www.contacto.lu ou pelo tel. 4993-9393 (Departamento de Assinaturas).

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Suécia: Milhares em protesto contra eleição de partido de extrema direita

Milhares de pessoas saíram segunda-feira à rua, nas principais cidades suecas, em protesto contra a entrada no Parlamento do partido de extrema direita Democratas da Suécia, que nas eleições legislativas de domingo obteve 5,7% dos votos.

Na capital, Estocolmo, cerca de 10 mil pessoas concentraram-se na praça Sergel exibindo cartazes em que se lia "Nenhum racista no Riksdag [Parlamento]" e "Parem com as expulsões das pessoas que pedem asilo político". Da praça, a manifestação seguiu para as imediações do Parlamento. Na cidade de Gotemburgo, mais de cinco mil manifestantes, muitos vestidos de preto, protestaram em jeito de marcha fúnebre e, em Malmö, juntaram-se mil contestatários. Os protestos foram convocados, de forma espontânea, por vários grupos de cidadãos através da rede social Facebook.

A entrada no Parlamento do partido de extrema direita "Democratas da Suécia" levou à perda da maioria absoluta da coligação governamental de centro-direita, que derrotou o bloco esquerdista. Tanto a centro-direita, que se propõe continuar a governar, como a esquerda reiteraram, antes e depois das eleições, que não vão colaborar com os Democratas da Suécia.

Nova Iorque/ONU: O apelo de Ban Ki-moon

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon apelou segunda-feira aos líderes mundiais reunidos em Nova Iorque para utilizarem o seu poder para garantir a realização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (OMD), e assim ajudar os mais pobres do mundo.

Chefes de Estado e de Governo de todo o mundo iniciaram ontem uma reunião de três dias na sede da ONU, em Nova Iorque, para renovar e acelerar a promessa que fizeram na cimeira do Milénio, onde foram estabelecidos os ODM, cujo principal componente é reduzir a pobreza extrema no mundo para metade até 2015.

Na abertura da conferência, o secretário-geral da ONU destacou que, apesar dos reveses provocados pela crise económica e financeira internacional na percussão dos OMD, estes ainda "são realizáveis".

"O relógio está a correr e ainda há muito a fazer. Temos de enviar uma poderosa mensagem de esperança" e cumprir "a nossa promessa", destacou Ki-moon.

"Temos de alcançar os Objectivos do Milénio. Queremos alcançá-los. E podemos alcançá-los", afirmou, por sua vez, o presidente da 65a Assembleia Geral das Nações Unidas, o suíço Joseph Deiss, que também discursou na abertura do encontro.

A Declaração do Milénio foi assinada no ano 2000 por chefes de Estado e de Governo de 189 países, que se comprometeram a lutar contra a pobreza e fome, a desigualdade de género, a degradação ambiental e o vírus do VIH/SIDA. Assumiram ainda o compromisso de melhorar o acesso à educação, a cuidados de saúde e a água potável.