quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

OE2011: Presidente da República promulgou hoje o Orçamento do Estado para 2011

O Presidente da República promulgou hoje o Orçamento do Estado para 2011, aprovado no Parlamento em finais de Novembro com os votos favoráveis do PS, a abstenção do PSD e o voto contra do CDS-PP, BE, PCP e PEV.

A informação foi adiantada à Lusa por uma fonte de Belém.

Na votação final global, que decorreu depois de várias semanas da discussão na especialidade da proposta do Governo, os quatro deputados do PSD/Madeira acabaram também por votar contra o Orçamento, violando a disciplina de voto da bancada social-democrata, que se absteve na sequência de um acordo com o Governo.

Na votação participaram 227 deputados, menos três do que o número total de eleitos, com a ausência de um deputado do PS, um do PSD e um do CDS.

Antes da aprovação final global, foram vários os apelos de Cavaco Silva para que a negociação do Orçamento entre os partidos se desenvolvesse com “bons resultados”, tendo em conta “a situação complexa em que o pais se encontra”.

A 29 de outubro, depois da ruptura das negociações entre o Governo e o PSD, Cavaco Silva convocou mesmo o Conselho de Estado, o órgão político de consulta do Presidente da República, e numa declaração no final da reunião reiterou que a “muito grave” situação financeira do país não se “compadece com atitudes que levem a uma crise política” e requer um “esforço adicional” para um entendimento sobre o Orçamento.

As negociações acabariam por ser retomadas e nesse mesmo dia, às 23:19, o ministro das Finanças e Eduardo Catroga, que chefiou a equipa negocial do PSD, assinaram o Protocolo de Entendimento sobre o Orçamento, um momento que apenas foi registado pelo câmara do telemóvel do social-democrata.

Seguiram-se depois longas discussões na especialidade, com a oposição a apresentar mais de 1.100 propostas de alteração, conseguindo que algumas delas acabassem por ser viabilizadas.

No encerramento do debate parlamentar do Orçamento do Estado, a oposição de esquerda foi unânime nas críticas ao documento, com o BE a antecipar mesmo a queda do Governo e novas eleições em 2011 e o PCP a falar em “descalabro nacional” por se tratar de um Orçamento que “vai conduzir à recessão, ao aumento do desemprego, da precariedade e da pobreza”.

Alinhando nas críticas ao executivo socialista, o CDS-PP responsabilizou o Governo por ter colocado o país na “situação de vulnerabilidade em que se encontra”, lamentando a ausência de “uma marca de crescimento económico no documento” e notando que o passado do Governo “não dá garantias quanto à sua execução”.

Admitindo que, depois do acordo com o PSD o documento é “melhor”, o PSD procurou, contudo, responsabilizar o Governo pela sua execução, considerando que o executivo de José Sócrates “não pode voltar a falhar” na execução das medidas.

“É da exclusiva responsabilidade do Governo executar este Orçamento e cumprir tudo o que se comprometeu com o PSD no acordo celebrado e também que se comprometeu com o país. Ninguém tolerará mais falhanços. Senhor primeiro-ministro, o seu Governo não pode voltar a falhar”, disseram os sociais-democratas momentos antes do aprovação final global do documento no Parlamento.

Música: Morreu Bobby Farrell dos Boney M

O cantor Bobby Farrell, figura principal do grupo Boney M, morreu hoje de manhã aos 61 anos em São Petersburgo, anunciou o agente.

Jonh Seine revelou que Farrell foi encontrado morto no quarto de hotel, em S. Petersburgo, na manhã de hoje.

Cantor e dançarino, Farrell actuou na noite de quarta-feira mas, antes e depois do espetáculo, queixou-se de dificuldades em respirar.

O artista era o líder do grupo pop/disco Boney M, com um coro de três vozes femininas, criado nos anos 70, cujo primeiro disco foi editado em 1975. "Daddy Cool" (clique para ouvir) e "By the rivers of Babylon" contam-se entre os êxitos do grupo que invadiram as pistas de dança.

Farrell nasceu em Aruba e vivia em Amsterdão.

Foto: Arquivo LW

Língua: Maioria dos jornais adota Acordo Ortográfico em 2011, Público mantém recusa

A generalidade dos jornais portugueses adotará o novo Acordo Ortográfico a partir do próximo ano, com o Público a permanecer inalterável na decisão de não aderir ao novo modelo, constatou a agência Lusa junto dos títulos de media.

Sol, DN, JN, i e A Bola são títulos que adotarão o novo acordo durante 2011. Atualmente, o semanário Expresso e o desportivo Record são os jornais cujos textos já seguem o novo Acordo Ortográfico, que encontra-se também já em vigor no mundo dos media na agência Lusa e na revista Visão, por exemplo.

O semanário Sol aplicará o acordo aquando do quinto aniversário, na edição de 16 de setembro, disse fonte da direção. Já o desportivo A Bola, garantiu o diretor Vítor Serpa, aplicará o acordo quando se iniciar o ano letivo, em outubro, período que será também o da aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa no sistema educativo.

Menos concretas são as metas de outros títulos. No caso do DN "não há decisão tomada" para a adoção do acordo, garantindo o diretor João Marcelino que o jornal "vai utilizar a data limite" e o processo de transição até à passagem para os documentos oficiais.

No JN, por seu turno, "estão a ser dar passos" para a introdução em 2011, embora o diretor José Leite Pereira não avance ainda com uma meta. O desportivo O Jogo, do mesmo grupo (Controlinveste), não tem também um prazo concreto para começar a escrever com o novo Acordo Ortográfico.

"Algures durante 2011" é a projeção que Manuel Queiroz, diretor do i, faz para a aplicação do acordo no diário do grupo Lena.

Caso diferente é o do Público, que desde um editorial de dezembro de 2009 declarou que não iria colocar em prática o Acordo Ortográfico, contestando as alegadas vantagens de uma norma global para o português escrito.

Contactada pela Lusa, a diretora Bárbara Reis reiterou a posição do jornal asseverando que o Público levará "até ao limite" a sua posição.

O Correio da Manhã, da Cofina, começou a adoção ao novo acordo em 2009, e a ideia, explicou fonte oficial da Cofina, é "aderir paulatinamente" ao Acordo Ortográfico.

Nos económicos, o Jornal de Negócios (Cofina) não tem ainda uma decisão formada, sendo este um assunto "em agenda". No entanto, explicou o diretor adjunto João Cândido da Silva, o título deverá aderir "provavelmente algures em 2011" ao acordo.

O Diário Económico, por sua vez, anunciou no começo do ano que iria adotar o acordo ortográfico em 2010, com o diretor António Costa a considerar então que o processo devia ser "discutido com a redação".

O responsável do jornal detido pela Ongoing, contactado pela Lusa, remeteu detalhes sobre a entrada do acordo ortográfico no jornal para mais tarde.

No que refere às televisões, a aplicação do Acordo Ortográfico está dependente de um entendimento comum entre os operadores, o que até ao momento ainda não se verificou.


*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Grécia: Explosão junto a tribunal em Atenas

Uma bomba explodiu esta manhã em frente a um tribunal da capital grega, depois de um telefonema de alerta que permitiu proceder à evacuação da zona, informou fonte policial.

Segundo imagens mostradas pela televisão, uma nuvem de fumo eleva-se em frente do edifício do Tribunal de primeira instância de Atenas, cujos vidros das janelas ficaram em estilhaços. No local, vêem-se também carros danificados.

No imediato, não há informação sobre eventuais feridos.

De acordo com os primeiros dados da polícia, o engenho explosivo terá sido colocado numa mota.

“A explosão foi bastante forte. Estou a 100 metros e tudo caiu das prateleiras”, disse um comerciante à televisão Alter, o órgão de informação que recebeu o telefonema de aviso, uns quarenta minutos antes da explosão, e alertou a polícia.

De momento, não há nenhuma reivindicação deste atentado que ocorreu duas semanas antes do início do julgamento de uma dezenas de alegados membros de um grupo anarquista radical.

No início de Novembro, a Grécia conheceu uma série de ataques e tentativas com encomendas armadilhadas, algumas contra embaixadas estrangeiras, atribuídas ao movimento anarquista extremista.

Ainda de acordo com a polícia, a explosão foi registada pelas 08:20 locais (07:20 no Luxemburgo).

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

China: Milionários já são mais de 380 mil e a sua riqueza aumentou 16 por cento em 2010

O número de milionários chineses aumentou em 2010 para 383.000 e sua riqueza soma agora 10.000 milhões de yuan (1.144 milhões de euros), mais 16 por cento que há um ano, revelou hoje a imprensa oficial.

Segundo a lista elaborada pela revista norte-americana Forbes e o China Construction Bank, a maioria dos milionários chineses tem menos de 50 anos e 11,8 por cento nasceram já na década de 1980, depois de o Partido Comunista Chinês ter adotado a política de “Reforma Económica e Abertura ao Exterior”.

O estatuto de milionário corresponde a um património de pelo menos 10 milhões de yuan (1.144 milhões de euros).

No final de 2009, a China tinha 331.000 milionários e este ano surgiram mais 52.000, mas um conhecido comentador político, Wang Xiaodong, disse ao jornal Global Times que o número é ainda maior.

Mais de um quinto dos milionários (22,6 por cento) têm “um património substancial” fora do continente chinês, nomeadamente em Hong Kong, e “a tendência na China é investir no estrangeiro”, afirmou aquele jornal.

Cerca de 53 por cento dos nomes citados na referida lista estão concentrados em Pequim, Xangai e nas províncias de Guangdong, Zhejiang e Jiangsu, possuindo no conjunto mais de 70 por cento da riqueza do “clube”.

Comércio e indústria transformadora são os principais sectores de actividade, a área das finanças representa 12,3 por cento e 11,6 por cento ganham dinheiro no imobiliário.

Constitucionalmente, a China “é um Estado socialista sob a ditadura democrática do povo, liderado pela classe trabalhadora e baseado na aliança operário-camponesa”.

Pelas estatísticas oficiais, em 2009, o rendimento anual "per capita" nas zonas urbanas subiu 9,8 por cento em relação ao ano anterior, para 17.175 yuan (1.970 euros), mais de o triplo das áreas rurais, onde a maioria dos chineses ainda vive.

Foto: Marc Wilwert

Destaques da edição do jornal CONTACTO de 29 de Dezembro de 2010

Na última edição do ano do jornal Contacto, passamos em revista 2010. Os desastres que abalaram o mundo, as glórias desportivas e os principais acontecimentos que marcaram a actualidade deste ano, recordados em fotos neste jornal.

Também nesta edição, o primeiro-ministro luxemburguês faz o balanço do ano. Juncker garante que a coligação governamental está aí de pedra e cal, apesar das ameaças de demissão do ministro da Economia. É uma antevisão de uma entrevista exclusiva aos nossos colegas da Voix, para ler esta semana no CONTACTO.

Ano Novo, impostos novos. O Governo luxemburguês criou um imposto de solidariedade para combater a crise, a pagar já a partir de Janeiro. Além disso, os impostos vão aumentar, tornando a vida mais difícil em 2011. Saiba o que muda nesta edição do CONTACTO.

Manuel Malheiros foi um dos presidentes mais elogiados do CLAE, o Comité de Ligação das Associações de Estrangeiros, e uma personalidade da vida associativa no Luxemburgo. Quase dez anos depois de ter deixado o país, o CONTACTO foi à procura do antigo chefe de Tradução do Tribunal de Justiça das Comunidades, e traz-lhe uma entrevista exclusiva com o actual governador de Setúbal.

Estas e outras notícias para ler esta semana no jornal Contacto.


Ainda não recebe o CONTACTO em casa?

Para receber o jornal gratuitamente (exclusivamente para residentes no Grão-Ducado), inscreva-se no site oficial do jornal em www.contacto.lu ou pelo tel. 4993-9393 (Departamento de Assinaturas).

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Internet: Autoridades francesas repreendem cem mil alegados piratas

A Hadopi, organização que o Governo francês criou para lutar contra a pirataria audiovisual, já alertou e repreendeu cem mil pessoas suspeitas de utilizar a Internet para descarregar conteúdos de forma ilegal, mas sem ter aplicado sanções.

Desde novembro que a Hadopi tem vindo a enviar cerca de dois mil correios eletrónicos por dia, com uma “recomendação” para que os utilizadores da Internet terminem com as descargas, ou ‘downloads’, pirata, diz o jornal francês Le Fígaro.

“O seu acesso à Internet foi utilizado para colocar à disposição, reproduzir ou aceder a obras culturais protegidas por direitos de autor”, refere o e-mail da Hadopi.

A mensagem lembra ainda que o detentor da ligação à Internet é a pessoa “legalmente responsável” por essa conexão e recorda os deveres de responsabilidade na protecção do acesso à ligação à rede.

Segundo o Fígaro, que cita dados do sector, as cem mil pessoas que já receberam o correio eletrónico da Hadopi representam cerca de três por cento dos utilizadores franceses que descarregam da Internet conteúdos audiovisuais pirata.

A lei francesa não permite o corte do acesso à Internet, quando se prove que o utilizador é reincidente na utilização da ligação para atividades que violem os direitos de propriedade intelectual.

Depois das primeiras mensagens de recomendação, três juristas analisam cada caso e recomendam uma decisão ao juiz que, depois de um segundo aviso, em carta registada, pode ordenar o corte da ligação aos piratas reincidentes.

A descarga ilegal de obras protegidas pelos direitos de autor pode levar também ao pagamento de uma multa de 1.500 euros.

Foto: Shutterstock

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Itália: Pacote com explosivos encontrado na embaixada da Grécia

Um engenho explosivo foi encontrado hoje na embaixada da Grécia em Roma e a polícia italiana investiga o envio de pacotes suspeitos encontrados em outras instalações diplomáticas na cidade.

A polícia confirmou que o pacote suspeito encontrado hoje de manhã em frente à embaixada grega continha um artefacto explosivo pronto a explodir e cuja desativação está a decorrer.

"Os artefactos estão a ser abertos actualmente para serem desactivados e para determinar se se trata de pacotes semelhantes aos que explodiram na semana passada", disse um porta-voz da polícia.

Pacotes suspeitos foram ainda localizados hoje de manhã nas embaixadas do principado do Mónaco e da Venezuela, mas, segundo a polícia, tratava-se de falsos alarmes.

O pacote que colocou em alerta máximo a missão diplomática do Principado do Mónaco revelou ser uma agenda.

As embaixadas estrangeiras em Roma estão em alerta depois das explosões registadas na passada quinta-feira nas missões diplomáticas chilena e suíça, atribuídas a Federação Anárquica e Informal (FAI).

Desde então, têm-se sucedido os falsos alarmes de bomba em várias embaixadas, nomeadamente da Ucrânia e da Irlanda, que receberam pacotes suspeitos que afinal eram felicitações de natal.

A imprensa italiana dá ainda conta da descoberta de embrulhos suspeitos nas embaixadas de Marrocos e Dinamarca, mas o porta-voz da polícia não confirma esta informação.

Euro/Crise: Ministro das Finanças eslovaco diz que Portugal e Grécia estariam melhor fora da moeda única

O ministro das Finanças eslovaco, Ivan Miklos, considerou hoje que Portugal e Grécia estariam melhor, “a longo prazo”, fora da moeda única.

Em entrevista a um jornal local, citado pela agência financeira Bloomberg, o governante declarou que as economias dos dois países, assim como outras economias de países do sul, não estão aptas para pertencer à zona euro.

Para Ivan Miklos, a União Europeia não tem feito progressos suficientes na criação de regras para a prevenção da crise orçamental e a resolução da cimeira de dezembro - que permitirá ao setor privado partilhar custos de eventuais perdas com títulos de dívida soberana a partir de 2013 - também não é suficiente.

Durão Barroso pede silêncio aos líderes europeus sobre crise da dívida soberana

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, alertou hoje, numa entrevista ao jornal De Morgen, que a "cacofonia de mensagens" ameaça minar a confiança na capacidade dos governos europeus lidarem com a crise da dívida soberana.

O responsável apelou aos líderes governamentais para falarem menos, afirmando que "é, realmente, um problema ouvir tantas opiniões durante a crise" e deixou um apelo: "Apelo aos líderes políticos para estarem mais calados e deixarem os comentários para os comentadores, e perceberem que os mercados financeiros estão a ouvir".

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal!

A equipa do jornal
CONTACTO
deseja a todos os seus leitores
um Santo e Feliz Natal!


Foto: Anouk Antony


WikiLeaks: Assange admite ser morto na prisão se for extraditado para EUA

O fundador da WikiLeaks, Julian Assange, admitiu existirem “fortes possibilidades” de ser morto numa prisão norte-americana se vier a ser extraditado para os Estados Unidos por espionagem.

Em declarações hoje publicadas pelo jornal londrino Guardian, Assange refere que tem fortes possibilidades de ser morto na prisão como, segundo diz, aconteceu com Jack Ruby, em 1967.

Ruby foi condenado pelo assassínio de Lee Harvey Oswald, a 24 de novembro de 1963, dois dias depois deste ter sido detido por alegado envolvimento na morte do Presidente John Kennedy.

O australiano Julian Assange, que se encontra em regime de liberdade sob fiança no Reino Unido, tem um pedido de extradição para a Suécia por “agressões sexuais”.

Por seu turno, Washington gostaria de o processar por espionagem, no seguimento da divulgação no “site” WikiLeaks de milhares de notas diplomáticas norte-americanas.

Foto: Arquivo LW

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Itália: Pacote armadilhado na embaixada da Suíça, um ferido grave

Uma pessoa ficou hoje gravemente ferida na explosão de um pacote armadilhado entregue na embaixada da Suíça em Roma, disse a agência noticiosa italiana ANSA.

O ferido foi transportado para um hospital pelos serviços de socorro, acrescentou.

Recorde-se que foi encontrado um engenho explosivo na terça-feira sob um assento numa carruagem do metropolitano de Roma, mas não estava preparado para explodir, revelou no mesmo dia o presidente da Câmara da capital italiana, Gianni Alemanno.

Foto: Arquivo LW

Portugal: Destruição de armas de fogo e armas brancas

Um forte contigente policial acompanhou a destruição dum total de 1 250 armas de fogo e 18 500 armas brancas, no âmbito do Regime Jurídico das Armas e suas Munições. As armas a destruir foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos - crime, contra-ordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela Polícia de Segurança Pública e demais autoridades policiais, a nível nacional, no decorrer da sua missão preventiva, em especial, da comissão de crimes violentos com o emprego de armas de fogo e demais ilícitos conexos. Integram ainda o referido lote as armas entregues voluntariamente ao Estado pelos seus detentores ou achadores, 22 Dezembro 2010

Lousada: Homem veste-se de Pai Natal há 13 anos e percorre as ruas distribuindo guloseimas.


Há 13 anos seguidos que Joaquim Pinto se veste de Pai Natal, deixa crescer a barba branca e percorre Lousada a distribuir guloseimas pelas crianças, na Lousada, 23 de dezembro de 2010.

Futebol: Espanha - Mourinho nega ter uma má relação com Jorge Valdano


O treinador português do Real Madrid, José Mourinho, negou na quarta-feira que tenha uma má relação com o diretor-geral daquele clube espanhol de futebol, Jorge Valdano, e adiantou que não tem “problemas com ninguém”.

Depois de ter faltado à conferência de imprensa de lançamento do encontro da primeira mão da Taça do Rei diante do Levante, Mourinho marcou presença na conferência que se seguiu ao jogo, em que o Real goleou o Levante por 8-0, com três golos do português Cristiano Ronaldo.

“Não tenho problemas pessoais com ni nguém no clube, isso é o mais importante. Num clube de futebol, como em todos os trabalhos, quando trabalha muita gente junta é normal que em alguns momentos haja diferenças de opinião”, afirmou o técnico.

No entanto, Mourinho fez questão de sublinhar que não tem uma má relação com Jorge Valdano, deixando apenas entender que as diferenças que mantêm são apenas profissionais.

O treinador português, que, além de Cristiano Ronaldo, treina ainda nos “merengues” os internacionais portugueses Ricardo Carvalho e Pepe, referiu ainda que nunca na sua carreira se preocupou com a imagem que poderia deixar nas tensas conferências de imprensa como a que protagonizou no passado domingo.

Na ocasião, Mourinho mostrou um papel em que constavam o que considerava 13 erros de arbitragem no jogo e pediu mais unidade no organigrama do conjunto maderileno.

“Nunca me preocupei com questões de imagem. Na minha carreira, as minhas equipas são grupos felizes, comprometidos, que dão tudo e são disciplinados. Profissionais, os quais o clube nunca lhes possa dizer que não são um grupo sério e que trabalha até ao limite. Os adeptos não podem criticar a atitude dos meus jogadores”, afirmou.

A finalizar, Mourinho disse ainda: “Não sou nunca uma pessoa de dizer que está sempre tudo muito bem, tenho sentido crítico e gosto das críticas que faço e das que me fazem”.


*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Cabo Verde: União Europeia aumenta apoio financeiro ao setor das pescas

A União Europeia vai aumentar em 83 por cento o apoio financeiro concedido a Cabo Verde para o desenvolvimento das pescas, disse o diretor-geral das Pescas cabo-verdiano, Adalberto Vieira.

Adalberto Vieira falava depois das negociações, que decorreram na quarta-feira, para a renovação do Acordo de Parceria no Setor das Pescas que o arquipélago mantém com a UE.

A reunião, que definiu as novas regras do Acordo de Parceria no Setor da Pescas com a UE, aumentou o apoio financeiro passou agora a ser de 435 mil euros anuais.

Adalberto Vieira, citado pelo jornal A Semana, classificou a reunião de vantajosa para Cabo Verde.

“De entre os ganhos importantes, destacamos o facto de Cabo Verde ver aumentado em 83 por cento – relativamente ao último acordo – a parte respeitante ao apoio financeiro setorial da UE para o desenvolvimento focalizado das Pescas no país”, disse.

O novo acordo, que entrará em vigor a partir de 01 de Setembro de 2011, prevê ainda o recrutamento obrigatório de um número determinado de marinheiros cabo-verdianos por parte das embarcações de pesca europeias que operam nas águas nacionais.

Adalberto Vieira chefiou a delegação de Cabo Verde nessa ronda negocial, que integrou ainda representantes do INDP (Instituto Nacional para o Desenvolvimento das Pescas) e da embaixada de Cabo Verde em Bruxelas.


*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Aventura: Português que percorre continente americano de bicicleta passa o Natal na Guatemala

Cerca de 13 mil quilómetros percorridos e cinco meses após ter iniciado no Canadá uma viagem de bicicleta que o levará ao sul da Argentina, o português Idílio Freire prepara-se agora para passar o Natal a pedalar na Guatemala.

O aventureiro de 44 anos natural de Pombal partiu de bicicleta no dia 24 de Julho de Inuvik, no Canadá, com o objectivo de percorrer 15 países do continente americano e alcançar o Sul da Argentina no final do próximo ano.

Com o Canadá, os Estados Unidos e o México para trás, Idílio leva no currículo vários pneus, raios e correntes substituídos, “mas tudo dentro do previsível”, e continua a sentir-se muito bem física e mentalmente, disse à agência Lusa.

Numa altura em que muitas pessoas pensam já na consoada, Idílio que há dois dias entrou na Guatemala, contou que não faz ideia de como será o seu Natal e que este tem sido o “último dos seus pensamentos”.

“Talvez aproveite para subir a um vulcão da Guatemala, talvez aproveite para dar algum presente a quem realmente necessita e o valorize, que é o que não falta aqui”, referiu garantindo que este será para si um “Natal inesquecível”.

Um pouco ao contrário dos primeiros passos, documentados no seu blog (www.bacalhaudebicicletacomtodos.blogspot.com), os últimos relatos parecem reflectir uma viagem menos solitária.

À Lusa, Idílio referiu que não tem andado mais depressa porque desde o México que sente “um apelo, uma curiosidade e uma atração muito maior pelas pessoas, pela vida nas cidades”, não escondendo uma admiração por San Cristobal de las Casas, um município do estado do Chiapas.

Nas últimas semanas pedalou acompanhado por outro aventureiro, que entretanto terminou a sua façanha, e a quem comprou o atrelado de bicicleta, e ao qual se adaptou bem.

A passagem de ano é outra data que não preocupa este viajante. “Vou esperar que esteja uma noite limpa, olhar as estrelas e viajar no tempo e no espaço”, disse, adiantando que como nunca sabe o que lhe vai suceder nos cinco minutos seguintes, até pode acabar a dobrar o ano “numa qualquer festa com guatemaltecos simpáticos e animados”.

Com mais certeza, Idílio Freire quer no final de 2011 chegar a Ushuaia, no sul da Argentina, “são e salvo” e montado na bicicleta e abraçar os seus familiares e amigos.

Foto: Arquivo LW

Luxemburgo: Felix Braz vai renunciar ao cargo de vereador da comuna de Esch-sur-Alzette

O político luso-descendente Felix Braz decidiu renunciar ao cargo de vereador da comuna da cidade Esch-sur-Alzette no final do próximo ano para se concentrar no seu mandato de deputado, anunciou ontem o partido que representa no Parlamento, os Verdes ("Déi Gréng").

Felix Braz não se vai apresentar às próximas eleições comunais marcadas para Outubro de 2011, pondo fim a um percurso de 16 anos de actividade municipal na metrópole do ferro. Braz entrou para a comuna de Esch-sur-Alzette em Março de 1995 aos 28 anos.

"O meu mandato de deputado será doravante a minha única prioridade", afirma o ecologista, indicando que as questões europeias o interessam particularmente.

Em 2001, o deputado dos Verdes havia feito o percurso inverso ao renunciar ao seu posto no seio do grupo parlamentar dos Verdes para se dedicar ao mandato de vereador na comuna de Esch-sur-Alzette.

Tendo já trabalhado no sector privado enquanto jornalista, Felix Braz deseja igualmente "reconstruir uma actividade profissional".

Foto: Manuel Dias

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Comunidades/França: O novo clip de Ro e Cut



Em Paris, uma dupla humorística composta pelo luso-descendente Ro (Rudolfo Ferreira Rebelo) e o franco-argelino Cut (Mohamed Bouzid) está a tornar-se um caso sério de sucesso entre a comunidade portuguesa não só em França, como na Suíça, por exemplo, e o duo tem até já fãs e fiéis seguidores aqui no Luxemburgo.

A sua fama deve-se sobretudo aos sketches nos quais caricaturam os clichés de uma certa emigração portuguesa. Famosas são já rábulas como "Partida de Férias para Portugal" e "Car Glouch". E até já lançaram a expressão "C'est ça que c'est bon!", que passou a ser uma das mais utilizadas em chats e redes como o YouTube - 0nde alguns dos seus vídeos ultrapassam um milhão de visitas - ou o Facebook.

Esta é a sua última criação, o videoclipe da canção "C ça ksé bon", no qual contaram com a cumplicidade de R-Nestinho, um rapper suíço-brasileiro, também residente em França.

Deixamos aqui um dos sketches famosos de Ro e Cut e um excerto do seu DVD:

"Vamos a Portugal"




Excertos do DVD de Ro et Cut
que pode ser encomendado no site do duo humorístico em http://www.roetcut.com/

Luxemburgo: Desemprego ultrapassa as quinze mil pessoas

Em finais de Novembro, estavam inscritas na Administração do Emprego (ADEM) 15.035 pessoas, o que constitui um aumento de 2,3% (+332 pessoas) em relação ao mês anterior. O desemprego volta, assim, a subir, e situa-se agora nos 6,2%, informou na quarta-feira o Comité de Conjuntura.

Em relação ao mês de Novembro de 2009, o número de pessoas desempregadas aumentou 4,8%, o que corresponde a 684 pessoas. Num ano, a taxa de desemprego subiu de 6,1 % em Novembro de 2009 para 6,1 %. Em finais de Novembro deste ano beneficiavam do subsídio de desemprego 6.678 desempregados residentes no Luxemburgo, o que representa uma diminuição de 5,6% em relação ao mês homólogo.

O Comité de Conjuntura diz ainda ter analisado 46 pedidos de empresas para atribuição do estatuto de desemprego parcial, 36 dos quais obtiveram parecer favorável. Assim, num universo total de 3.333 trabalhadores, 1.536 irão trabalhar em horário reduzido.

CONTACTO Especial Natal - Edição de 22 Dezembro


É Natal.....
E o CONTACTO desta semana dedica onze páginas a esta festa cristã. O segredo é a alma do negócio e o melhor é mesmo não perder a edição especial de Natal do CONTACTO.

Festas à parte, a escola portuguesa no Luxemburgo é uma ideia que morreu à nascença. Fontes contactadas pelo nosso jornal garantem que o Governo do Luxemburgo já reiterou mais uma vez aquilo que já tinha dito: escola portuguesa no Luxemburgo, não obrigado! Uma delegação portuguesa esteve no Grão-Ducado para reunir com o Ministério da Educação: para além da escola portuguesa, o ensino da língua e o insucesso escolar dos alunos portugueses foram outros temas abordados.

Nesta edição, trazemos ainda uma entrevista ao ministro da Economia. Jeannot Krecké faz o balanço da actividade económica do país em 2010 e antecipa o cenário económico para 2011.

Ainda as habituais notícias do desporto.

Tudo isto e muito mais no CONTACTO de Natal desta semana.

Ah, e já agora, um Santo Natal para os nossos leitores.


Ainda não recebe o CONTACTO em casa?


Para receber o jornal gratuitamente (exclusivamente para residentes no Grão-Ducado), inscreva-se no site oficial do jornal em www.contacto.lu ou pelo tel. 4993-9393 (Paulo Rodrigo do Departamento de Assinaturas).

Assinantes não-residentes no Luxemburgo: Como o jornal é gratuito, criámos para os residentes fora do Luxemburgo (França, Bélgica, Alemanha, Portugal e resto da Europa), uma assinatura de 52 euros/ano, que visa apenas cobrir as despesas de envio anuais, de modo a que o jornal, na prática, continue sendo um gratuito. Os interessados devem contactar o nosso do Departamento de Assinaturas (Paulo Rodrigo) pelo tel. (+ 352) 4993-9393.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Euro em crise: França e Bélgica são os novos alvos dos especuladores

Os "credit default swaps" (CDS) para a dívida a cinco anos da França e da Bélgica atingiram hoje novos máximos históricos, ao passo que os dos países periféricos - Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha -, que até agora eram o principal alvo dos especuladores, aliviam dos recordes.

Vários especialistas internacionais explicam o fenómeno como uma propagação das tensões sobre a dívida pública desses países periféricos aos seus congéneres da Europa Ocidental.

Para tal, muito contribuíram as declarações dos responsáveis da Pimco - a maior gestora do mundo de fundos de obrigações - que colocaram na segunda-feira no mesmo saco a Espanha, a Itália e a Bélgica, considerando que os três países necessitam de uma intervenção externa para conseguirem recuperar da crise.

A Bélgica está também a ser afectada pela revisão em baixa das suas perspectivas feita pelas agências de notação financeira, justificada com o clima de instabilidade política do país.

Até a França tem sido alvo de inúmeros rumores de que poderá ver reduzido a notação financeira devido ao elevado patamar em que se encontra a sua dívida pública, que pode ultrapassar os 90% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2012. Os analistas não escondem a sua preocupação com o efeito que um eventual corte de 'rating' de uma das principais economias europeias poderá ter.

Estas advertências seguem-se às declarações no início do mês do director executivo da bolsa londrina (London Stock Exchange), Xavier Rolet, que apontou a França como a próxima vítima da crise da dívida soberana na zona euro.

Portugal: Juros da dívida a 10 anos em ligeira alta depois da Moody's ameaçar corte no "rating" da dívida portuguesa

Os juros da dívida portuguesa a dez anos estão hoje a negociar em ligeira alta, no dia em que a agência de notação financeira Moody’s anunciou que rever o rating da dívida de Portugal, com vista a um possível corte de um ou dois níveis. A revisão da Moody's deverá ficar concluída até Março.

Pelas 9h45 (hora portuguesa), os juros a dez anos estavam a negociar, em média, nos 6,498, ligeiramente acima dos 6,462% de segunda-feira.

O spread da dívida portuguesa face à alemã nos títulos a dez anos, ou seja, o prémio pedido pelos investidores para comprarem obrigações portuguesas em vez de alemãs, situa-se nos 373,7 pontos base. Já os juros a cinco anos negociavam nos 5,552%, abaixo dos 5,474% registados segunda-feira. O spread da dívida portuguesa face à alemã nos títulos a cinco anos fixava-se nos 382,0 pontos base.

Portugal tem actualmente um rating de A1, sendo que se materializar o corte mais agressivo, Portugal passará para A3, segundo a Moody’s. São três as preocupações que levaram a agência de notação financeira a ameaçar cortar o rating em um ou dois níveis: vitalidade da economia portuguesa, a capacidade de acesso aos mercados financeiros e a possível necessidade de apoio ao sector financeiro.

Relativamente aos objectivos fixados pelo Orçamento de Estado português para 2011, a Moody’s considera-os “muito, muito ambiciosos”.

Se Portugal recorrer à ajuda externa, a situação do país terá que ser avaliada diz a Moody's, mas este pedido não terá que ser visto “necessariamente como negativo” para o rating da dívida portuguesa.

Mau Tempo: Adiados ontem, voos Luxemburgo-Porto deverão descolar hoje

A companhia aérea luxemburguesa Luxair informa que os voos para e com destino ao Porto anulados na segunda-feira no aeroporto do Findel, devido às fortes quedas de neve que se fizeram sentir sobre as nossas regiões, estão previstos descolar hoje, nos seguintes horários:

- Voo LG 3787 Luxemburgo–Porto: partida à 13h10 - chegada às 14h20 (horas locais)
- Voo LG 3788 Porto-Luxemburgo: partida às 9h - chegada às 12h10 (h.l.)
- Voo LG 3761 Luxemburgo-Porto: partida às 19h40 - chegada às 20h50 (h.l.)
- Voo LG 3762 Porto-Luxemburgo: partida às 15h20 - chegada às 18h40 (h.l.)

Para mais informações, contactar o Call Center da Luxair, pelo tel. 2456-4242, para qualquer alteração de reserva ou informação mais precisa sobre os novos horários dos voos.

Ou no site do aeroporto do Luxemburgo em http://www.aeroport.public.lu/fr/arrivesdeparts/index.html na rubrica "Départs/Arrivés" (Partidas/Chegadas).

Foto: Guy Jallay/LW

Mau Tempo: Problemas nos aeroportos europeus devem manter-se até ao Natal

A neve e os atrasos dos voos continuam a causar problemas nos aeroportos europeus, que podem manter-se até ao Natal: dois terços das ligações programadas para segunda-feira nos principais aeroportos foram canceladas ou sofreram grandes atrasos. À semlhança do que aconteceu no Luxemburgo.

A limpeza de toneladas de neve e gelo das pistas dos aeroportos europeus não deverão ter terminado antes de quarta ou quinta-feira.

De acordo com a Organização Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol), na segunda-feira operaram na Europa cerca de 22.500 voos, e não os 26 mil previstos, sendo que a maior parte dos 3.500 voos cancelados correspondem a ligações de e para Reino Unido, França, Alemanha e Bélgica.

O Eurocontrol alerta que a situação pode complicar-se no Centro e Leste da Europa, sobretudo nos aeroportos de Berlim e Hamburgo, na Alemanha, e Praga, na República Checa.

Agravam-se os problemas dos transportes terrestres

Entretanto, agravaram-se os problemas no transporte terrestre por falta de combustível e também pelo encerramento de estradas aos veículos pesados.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Voos Luxemburgo-Porto de hoje anulados devido a intempéries

O voos Luxemburgo-Porto da Luxair previstos para hoje foram anulados devido às fortes quedas de neve que se têm feito sentir no Luxemburgo e na Europa, anunciou há momentos a companhia aérea luxemburguesa.

A Luxair adianta que não tem aviões suficientes para operar todos os voos previstos e teve assim de anular aqueles com destino à cidade do Porto para o dia de hoje.

A companhia diz estar a reprogramar os voos para amanhã, terça-feira, e pede aos passageiros para não se dirigirem ao aeroporto sem antes contactarem o Call Center, pelo tel. 2456-4242, para qualquer mudança de reserva ou informação sobre os novos horários dos voos.

Foto: Serge Waldbillig/LW

Compras de Natal na Internet batem recorde em Portugal

A internet é cada vez mais um meio escolhido pelos portugueses para fazer as suas compras. No final de 2010, dois milhões de internautas portugueses terão adquirido 3,2 mil milhões de euros em bens e serviços através do seu computador pessoal, um aumento de 23% face a 2009.

"A compra através da internet tem evoluído bastante nos últimos anos. A taxa de penetração da internet em portugal já ultrapassa os 50 por cento da população portuguesa e, destes, cerca de 20 por cento [o triplo do que o que se verificava em 2005] já utiliza regularmente as compras 'online' através do seu computador pessoal", adianta a Associação do Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva (ACEPI).

Em 2005, o número de portugueses que compravam regularmente na internet representava cerca de 7% e em 2009 era cerca de 16%. Em 2015, as vendas em linha em Portugal representarão cerca de 5,9 mil milhões de euros.

Os hábitos dos portugueses têm vindo a mudar e apesar de no top das vendas se manterem os livros, discos, informática e telemóveis, o vestuário e a alimentação têm crescido bastante, segundo presidente da ACEPI.

Foto: SHUTTERSTOCK

Saúde: Portugal é o país onde há maior dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal - estudo

Um estudo realizado em 14 países europeus revela que Portugal é o país onde há maior dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal, seguido da Espanha, Grécia e Holanda.

Em Portugal o estudo, que consistiu num inquérito on-line, decorreu entre 16 e 29 de Novembro e envolveu 500 pessoas, com idades entre 25 e 65 anos. Foi também realizado na Alemanha, Bélgica, Holanda, Áustria, República Checa, Grécia, Hungria, Itália, Portugal, Polónia, Irlanda, Eslovénia, Espanha e Reino Unido.

Em comparação com os restantes países onde o estudo foi realizado, Portugal é onde existe maior dificuldade em encontrar o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal (84%), seguido de Espanha (80%), Grécia (70%) e Irlanda (39%).

O país onde esta dificuldade menos se nota é a Áustria, com apenas 20% dos inquiridos a responder que lutam diariamente por conseguir o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, refere o estudo, a que a agência Lusa teve acesso.

Numa análise global às respostas em todos os países, conclui-se que 58% dos inquiridos sentem frequentemente cansaço ou falta de energia e a grande maioria (70%) afirma não ter tempo para fazer aquilo de que mais gosta.

O estudo refere, igualmente, que os portugueses planeiam poupar mais e ter maior equilíbrio entre trabalho e vida pessoal no próximo ano.

Sobre as metas a realizar em 2011, 57% dos inquiridos portugueses responderam que pretendem poupar mais dinheiro e 45% ter maior equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

O estudo indica, também, que 40% pretende passar mais tempo de qualidade com família e amigos, 36% dedicar mais tempo a si próprio e ao seu parceiro, 32% participar em mais actividades de lazer e 'hobbies' e cerca de 22% quer ser mais romântico e afetuoso.

O estudo foi realizado pela Braun Research e pela Pfizer Consumer Healthcare.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal do Embaixador de Portugal no Luxemburgo


Caros Concidadãos,

É com o maior gosto que, nesta quadra natalícia, saúdo todos os portugueses que vivem e trabalham no Grão-Ducado do Luxemburgo.

Tenho acompanhado com particular atenção o vosso contributo e dedicação na afirmação e valorização da Língua e da Cultura Portuguesas, bem como a vossa activa participação na sociedade luxemburguesa através do empenho e qualidade do vosso trabalho e de uma postura responsável, factores que tanto têm dignificado o prestígio e o bom nome de Portugal.

Apraz-me, igualmente, assinalar a apreciável acção levada a efeito pelo movimento associativo português, Missões Católicas, Conselheiros eleitos para o Conselho das Comunidades Portuguesas, Órgãos de Comunicação Social de língua portuguesa, Câmara do Comércio e Indústria Luso-Luxemburguesa, empresários e instituições bancárias portuguesas neste país.

O ano que agora finda parece ter marcado o início da recuperação económica no Luxemburgo, embora persistam, infelizmente, problemas de desemprego que têm afectado sobremaneira a Comunidade Portuguesa.


Estas e outras questões, como a falta de aproveitamento escolar dos luso-descendentes e a dificuldade na aprendizagem das línguas oficiais no Grão-Ducado, que contribuem para uma formação profissional incompleta, têm constituído motivo de grande preocupação das autoridades portuguesas.

Gostaria, ainda, de aproveitar esta ocasião para deixar uma palavra de sensibilização à Comunidade Portuguesa residente no Grão-Ducado para a importância da sua participação na vida cívica e política local luxemburguesa sem, naturalmente, esquecerem a respectiva identidade e as raízes culturais próprias, mantendo os laços que os unem a Portugal.

Deixo-vos por isso um apelo e uma palavra de incentivo para que procedam ao vosso recenseamento eleitoral e para que participem em elevado número nas eleições comunais (ou eleições autárquicas) que aqui terão lugar no dia 9 de Outubro de 2011.

Esta participação permitirá a promoção e a salvaguarda dos interesses da Comunidade Portuguesa em áreas tão diversas como a escolarização, o alojamento, a segurança, a vida associativa, entre outras conferindo-lhe, deste modo, uma voz mais activa na vida colectiva da sociedade luxemburguesa. Recordo que votar é um direito mas é, acima de tudo, um dever de todos os cidadãos.

Quero ainda deixar uma palavra muito especial para com todos aqueles que, por diversas razões, não poderão, nesta quadra festiva, reunir-se em família, nomeadamente, para os cidadãos portugueses que se encontram hospitalizados ou que estão presentemente detidos. Para todos vós deixo-vos o testemunho da minha solidariedade.

Não gostaria de terminar esta mensagem, sem destacar, entre os vários acontecimentos ocorridos no decurso do ano de 2010, a Visita de Estado a Portugal de SS.AA.RR. o Grão-Duque Henri e a Grã-Duquesa Maria Teresa, que decorreu de 7 a 9 de Setembro último, a qual constituiu um marco importante no reforço das já excelentes relações existentes entre os nossos dois Países e que permitiu também conferir uma visibilidade ainda maior à Comunidade Portuguesa no Grão-Ducado do Luxemburgo.

A todos desejo os meus melhores votos de um Bom Natal e Feliz Ano Novo pleno de saúde e prosperidade.

José Pessanha Viegas, embaixador

Luxemburgo, 16 de Dezembro de 2010

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Presidenciais: Mais de mil emigrantes recenseados impedidos de votar nas próximas eleições

Mais de mil emigrantes estão impedidos de eleger o próximo Presidente da República porque a lei ainda em vigor determina que pode votar apenas quem se recenseou antes das eleições presidenciais de 2005.

Fonte da Direcção-Geral da Administração Interna (DGAI) disse à Agência Lusa que em causa estão 1110 eleitores que se inscreveram nos cadernos eleitorais no estrangeiro nos últimos cinco anos.

O Parlamento aprovou a 29 de outubro alterações à lei eleitoral para a Presidência da República que acabam com as limitações ao universo eleitoral do estrangeiro, mas, como as novas disposições só entram em vigor na próxima semana e os cadernos eleitorais estão fechados desde novembro, não se aplicam a estes eleitores, segundo a mesma fonte.

"A lei ainda nem entrou em vigor, mas desde que entre após 24 de Novembro [...] não se aplica ao universo eleitoral do estrangeiro, visto que o recenseamento eleitoral se suspendeu naquele dia e com as regras da lei eleitoral vigente naquele dia", refere a Direcção-Geral da Administração Interna.

No mesmo sentido, o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições explicou à Lusa que existem eleitores no estrangeiro, até aqui sem direito de voto para o Presidente da República, que também não vão poder votar nas próximas eleições porque "a lei que lhes veio dar o direito de voto ainda não entrou em vigor".

"A lei vai entrar em vigor numa data posterior ao momento em que foi encerrado o recenseamento eleitoral [24 de Novembro] e quando essas pessoas vão passar a ter o direito de voto já não podem votar, embora estejam recenseadas, porque o recenseamento que vai ser aplicado nessas eleições não as contempla," disse Nuno Godinho de Matos.

Acrescentou que "é um problema que decorre daquilo a que se chama um fenómeno de sucessão de leis de aplicação no tempo".

Confrontado com esta questão, o deputado social-democrata eleito pela emigração Carlos Gonçalves, promotor da iniciativa de alteração à lei, lamentou que se tenha demorado tanto tempo a remeter a lei para promulgação do Presidente da República.

O parlamentar lembrou que as alterações foram apresentadas pelo seu partido em Julho e aprovadas em Outubro, mas só foram enviadas para promulgação a 22 de novembro, dois dias antes do fecho do recenseamento eleitoral.

A lei foi promulgada a 01 de Dezembro e publicada a 15, entrado em vigor na segunda-feira.

"O que se está a passar dá a imagem de um país e de uma Assembleia da República que não é sensível à participação dos emigrantes portugueses", disse, criticando os partidos que contribuíram para o prolongar do debate.

Carlos Gonçalves considera que esta é uma questão "grave demais" que deve "fazer refletir a classe política portuguesa".

Para o Partido Socialista, a nova legislação abrange todos os inscritos nos cadernos eleitorais à data da eleição.

"A minha expetativa é que os eleitores não sejam impedidos de votar porque a aprovação da lei em plenário foi feita nesse pressuposto e o próprio artigo número 1 da lei não estabelece nenhum limite temporal para a inscrição nos cadernos eleitorais, precisamente para prevenir essas possibilidades", disse Paulo Pisco à Lusa.

Nas eleições presidenciais de 23 de Janeiro podem votar 228 232 eleitores residentes no estrangeiro, dos quais 106 782 nas Américas, 95 671 na Europa, 14 966 na Ásia/Oceânia e 11 413 em África.

Foto: Manuel Dias

UE/Cimeira: Líderes europeus atribuem estatuto de país candidato a Montenegro

Os líderes europeus decidiram hoje atribuir o estatuto de país candidato à adesão à União Europeia a Montenegro, que se junta assim a Croácia, Islândia, Turquia e Macedónia na “lista de espera” para entrada na UE.

No segundo dia da cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE, os 27 decidiram responder favoravelmente ao pedido formulado em 2008 pelas autoridades montenegrinas, e a etapa seguinte é fixar uma data para a abertura formal de negociações.

Actualmente, já decorrem negociações de adesão com a Croácia, Islândia e Turquia, enquanto a Antiga República Jugoslava da Macedónia, que tem o estatuto de país candidato desde 2005, tem o processo bloqueado devido a um diferendo com a Grécia, originado pelo nome do país.

De acordo com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, o estatuto de país candidato concedido a Montenegro constitui “um sinal forte” do compromisso da UE “em favor do futuro dos países dos Balcãs”.

Foto: Arquivo LW

UE/Cimeira: Chanceler alemã diz estar impressionada com reformas em Portugal e Espanha

A chanceler alemã Angela Merkel disse hoje estar impressionada com as políticas económicas que Portugal e Espanha adotaram nos últimos meses e defendeu que a prioridade para 2011 deverá ser o aprofundamento das reformas para aumentar a competitividade.

Os primeiros-ministros de Portugal e de Espanha apresentaram na quinta-feira, primeiro dia da Cimeira Europeia, as medidas que os respetivos governos tomaram para reduzir o défice, políticas que Merkle comentou hoje, no final da cimeira.

“Estou impressionada” com as medidas, disse a chanceler alemã, em conferência de imprensa, no final do Conselho Europeu, em que os líderes dos Estados-membros discutiram a estabilidade na zona euro.

Na quinta-feira - após a apresentação dos chefes de Governo de Portugal e de Espanha - o presidente do Eurogrupo e primeiro ministro do Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, afirmou que os dois países adoptaram as medidas económicas necessárias.

“Acreditamos que Portugal e Espanha tomaram as decisões necessárias por agora”, disse Juncker.

Hoje, Merkel reiterou, no entanto, a necessidade dos países da União Europeia (UE) continuarem a trabalhar, uma vez que o próximo ano será “um ano de reformas para os Estados-membros”, com o objetivo de aumentar a competitividade.

“Temos que avançar juntos na Europa”, acrescentou Merkel, que frisou que “seria desejável uma maior cultura de estabilidade económica”.

No conselho que hoje terminou, os chefes de Estado e de Governo dos 27 países da UE chegaram a acordo para lançar uma revisão “simplificada” do Tratado de Lisboa, para permitir a criação de um mecanismo permanente de ajuda financeira aos países em dificuldades, a partir de 2013.

Luxemburgo: Novos carteiros deixam de ser funcionários públicos a partir de 1 de Maio de 2011

Para o próximo ano, os carteiros deixam de ser contratados como funcionários públicos. A direcção e os sindicatos da empresa de correios e de telecomunicações P&T assinaram na quarta-feira um acordo "que não acaba com a profissão de carteiro, mas que significa a contratação de novo pessoal sob o estatuto de empregados privados a partir de 1 de Maio de 2011", explicou director-geral da P&T, Marcel Gross.

Recorde-se que o sector das telecomunicações terá de se abrir completamente ao investimento privado até 2013, segundo as directivas europeias. O Luxemburgo, por causa da dimensão do seu território, e a Grécia, devido ao seu elevado número de ilhas, beneficiaram de uma derrogação. Os restantes Estados-membros da UE têm de aplicar a directiva imposta por Bruxelas já a partir de 1 de Janeiro do próximo ano.

A partir de 1 de Maio de 2011, o novo pessoal recrutado da P&T será temporariamente designado de "assistente" e vai ficar a cargo de um carteiro com experiência.

Os actuais 480 carteiros que trabalham na distribuição de correio mantêm o estatuto de funcionários públicos e ficam encarregues de dar formação ao pessoal novo.

A partir de Janeiro de 2011, serão negociados contratos colectivos para todos os assalariados que trabalhem sob o estatuto de empregado privado no seio da P&T.

O presidente do sindicato dos carteiros ("Bréifdréieschgewrkschaft"), Eugène Kirsch, admitiu ter assinado o acordo "contra a vontade e apenas com o objectivo de perenizar o futuro da empresa".

Foto: Marc Wilwert

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Sida: Médicos alemães acreditam ter curado um homem com o VIH

Uma equipa médica alemã acredita ter curado um homem infectado com o vírus da sida, após um transplante de medula óssea para tratar uma leucemia de que também sofria.

"Os nossos resultados sugerem que o paciente se curou do VIH, indicam os autores do estudo publicado na edição de Dezembro da revista científica Blood.

Timothy Ray Brown, um americano de cerca de 40 anos, também conhecido como o "paciente de Berlim", foi submetido em 2007 a um complicado tratamento para combater uma leucemia mielóide aguda, um tipo de cancro que afecta o sistema imunitário.

O tratamento incluiu um transplante de células estaminais de um doador portador de um gene hereditário pouco comum, associado à redução do risco de contrair o VIH.

Os médicos, liderados por Kristina Allers e Gero Hutter do Hospital Médico Universitário de Berlim, seleccionaram células estaminais sem o receptor CCR5, necessário para que o vírus se propague no organismo.

Antes do transplante, Brown recebeu altas doses de quimioterapia e radioterapia e deixou de tomar os anti-retrovirais contra o VIH. Treze meses mais tarde, o doente teve uma recaída de leucemia e foi submetido a um novo transplante de medula com células do mesmo doador.

O caso foi relatado pela primeira vez durante uma conferência em Boston em 2008 pelos médicos que aplicaram o tratamento proposto pelo médico Gero Huetter. Em 2009, o New England Journal of Medicine noticiava que após 20 meses sem tomar os anti-retrovirais não havia sinais do VIH e o artigo agora publicado no Blood assegura que, três anos depois do transplante, "o seu sistema imunitário recuperou uma saúde normal".

Os médicos continuam a observar a evolução do paciente, mas acreditam que este caso poderia abrir o caminho para uma cura permanente do VIH através de células estaminais geneticamente modificadas.

No entanto, especialistas advertem que se trata de uma terapia muito cara e arriscada, que não se pode aplicar a todos os pacientes e não é uma cura definitiva para a sida.

Michael Saag, da Universidade de Alabama em Birmingham, nos EUA, disse à CNN que "é uma prova interessante sobre como medidas extremas podem levar à cura do VIH". Mas considerou que "é demasiado arriscada para se converter numa terapia comum".

Recordou que as células usadas no caso de Timothy Ray Brown eram provenientes de um doador com uma mutação genética pouco frequente, pelo que seria muito difícil encontrar doadores compatíveis. Além disso, advertiu, um tratamento tão agressivo só se justifica em casos como o de Brown, que além do VIH tinha cancro.

A revista Blood é uma publicação da Sociedade Americana de Hematologia. Segundo a ONU, 33,3 milhões de pessoas em todo o mundo vivem hoje com o VIH.

Morreu jornalista Carlos Pinto Coelho

O jornalista Carlos Pinto Coelho morreu ontem, aos 66 anos, na sequência de uma intervenção cirúrgica à aorta.

Uma fonte hospitalar adiantou à Lusa que o jornalista deu ontem entrada de urgência no Hospital de São José, em Lisboa, tendo sido transferido para o Hospital de Santa Marta.

Foi submetido a uma intervenção cirúrgica ao coração, mas acabou por falecer devido a uma complicação aguda.

Carlos Pinto Coelho foi director e autor de programas, e jornalista na RTP. Ficará sobretudo associado ao magazine cultural "Acontece", na RTP2, que apresentou durante nove anos.

Foto: Lusa

Juncker quer Suíça na União Europeia

O primeiro-ministro luxemburguês, Jean-Claude Juncker, igualmente presidente do Eurogrupo (países onde circula a moeda do euro), defendeu que a Suíça deve integrar a União Europeia.

"Desejo a adesão da Suíça à UE", declarou Juncker em entrevista ao semanário alemão "Die Zeit", reconhecendo que há oposição da soberania popular.

"Só assim a UE estará completa", estima o presidente do Eurogrupo, qualificando de "absurdo geostratégico essa mancha branca no mapa da Europa".

"A Suíça está directa ou indirectamente envolvida com o que se passa sua volta", acrescenta Juncker, estimando que os suíços sabem o que é do seu interesse para o futuro".

Se permanecer fora da UE, "como é que daqui 30 anos, vai organizar a sua total autonomia com os outros e contra os outros? Isso não faz sentido", aponta, estimando que os suíços vão acabar por ficar "um dia sozinhos".

Ainda na mesma entrevista, o primeiro-ministro luxemburguês diz-se convencido de que todos os países da UE tiraram proveito da sua adesão, "tanto os grandes como os pequenos". "Grandes países como a Alemanha e França, não seriam agentes da política mundial se não fossem membros da União Europeia".

Foto: Shutterstock

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Portugal: Porto Taylor’s Scion de 1855 recebe nota máxima da Parker's, influente guia de vinhos norte-americano

O vinho do Porto Taylor’s SCION, com 155 anos, obteve a nota máxima dada pelo norte-americano Robert Parker, o crítico de vinhos mais famoso e prestigiado do mundo e editor da conhecida revista The Wine Advocate.

“O SCION é um Tawny incrível, na verdadeira aceção da palavra”, “um elixir inesquecível” e “um vinho que nos deixa de queixo caído” – estes foram alguns dos comentários de Neil Martin, o provador de vinho do Porto para Robert Parker, que atribuiu ao SCION a pontuação máxima: 100 pontos!

O Taylor’s SCION é um Porto que embora lançado recentemente tem 155 anos, o que faz dele um vinho pré-filoxérico, “notável não só pela sua raridade e importância histórica”, mas também por “estar em perfeitas condições”, segundo refere fonte da empresa.

“A Taylor’s orgulha-se de envidar todos os seus esforços naquela que é talvez a melhor Denominação de Origem a nível mundial – o Vinho do Porto”, salienta Adrian Bridge, director-geral da Taylor’s.

O responsável considera ainda que “poucas Denominações de Origem podem apresentar vinhos com século e meio de envelhecimento com características tão excecionais capazes de espantar todo o mundo”.

A companhia acrescenta que “o SCION é um dos raros sobreviventes do período pré-filoxérico e a admirável forma como enfrentou a passagem do tempo fazem dele um marco na história do vinho”, sendo, por isso, “um monumento a uma era perdida”.

A filoxera foi uma praga que atacou as vinhas do Douro em 1870, devastando-as.

Este “ extraordinário vinho” foi descoberto em 2008 por David Guimaraens, enólogo da Taylor’s, num armazém de uma distinta família do Douro, situado perto da Régua, no coração da Região Demarcada do Douro.

Com exceção de um casco, que se diz ter sido adquirido pelo antigo primeiro-ministro inglês Winston Churchill, o restante vinho foi “conservado como uma relíquia de família que o passava de geração em geração”.

A empresa anunciou que vai colocar perto de 1500 garrafas deste vinho no mercado, ao preço de 2500 euros cada.

UE: Parlamento Europeu aprova orçamento comunitário para 2011

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Estrasburgo, o orçamento comunitário para 2011, no que muitos analistas consideram uma cedência da assembleia face à pressão dos governos, em grandes dificuldades no plano orçamental.

Depois do impasse verificado nas negociações há menos de um mês, o Parlamento acabou por dar hoje “luz verde” ao orçamento da UE para o próximo ano – com 508 votos a favor, 141 contra 119 abstenções -, apesar de este contemplar uma subida das despesas muito inferior à que a assembleia reclamava e sem as contrapartidas que esta desejava.

O orçamento prevê uma subida das despesas na ordem dos 2,91 por cento (contra 5,9 por cento inicialmente defendida por Comissão Europeia e Parlamento Europeu), fixando-se nos 126,5 mil milhões de euros, mais 3,5 mil milhões que em 2009.

“Enchemos o peito e depois tivemos medo de vencer e parámos”, lamentou o líder dos Verdes, Daniel Cohn-Bendit.

Foto: Teddy Jaans

EUA: Fundador da rede social Facebook Mark Zuckerberg é o “homem do ano” da revista Time

O fundador da rede social Facebook Mark Zuckerberg, de 26 anos, foi hoje eleito “homem do ano” pela revista norte-americana Time, anunciou a publicação.

Entre os finalistas desta seleção anual dos leitores da revista, que é posteriormente validada pelos editores do título norte-americano, constavam o fundador do ‘site’ Wikileaks Julian Assange e a cantora Lady Gaga.

Assange, atualmente detido em Londres em resultado da emissão de um mandado de captura pela Suécia por alegados crimes sexuais, foi o terceiro nome da classificação, depois do movimento conservador norte-americano “Tea Party”.

Apesar de não ter sido escolhido para a capa da Time, Assange foi o nome mais votado pelos leitores da revista, numa votação «online», com um total de 382 020 votos.

Na mesma votação, o Presidente da Turquia, Recep Tayyid Ergodan, ficou em segundo lugar, com mais de 233 mil votos, seguido pela cantora Lady Gaga, com cerca de 146 mil votos. Nesta sondagem, o fundador do Facebook ficou na décima posição.

Ainda entre os mais votados pelos leitores estavam os humoristas norte-americanos Jon Stewart e Stephen Colbert (que convocaram concentrações para as vésperas das eleições norte-americanas de novembro, em reação ao movimento da direita conservadora "Tea Party"), o Presidente norte-americano Barack Obama, os mineiros chilenos e os desempregados norte-americanos.

No ano passado, o eleito da publicação foi o presidente do banco central americano Ben Bernanke.

Foto: Arquivo LW

UE: Ministro luxemburguês Jean Asselborn adverte Alemanha e França contra atitudes arrogantes

O ministro dos negócios estrangeiros do Luxemburgo advertiu hoje, em declarações ao Die Welt, a Alemanha e a França contra “atitudes de superioridade e arrogância para demonstrar poder” perante os outros países da União Europeia.

“A linha de rumo da União não pode ser ditada pelos grandes países”, advertiu Jean Asselborn.

“O que me incomoda são as atitudes teatrais que a Alemanha e a França têm adotado antes de cimeiras europeias, para depois chegarem a Bruxelas e dizerem que resolveram os problemas e fizeram a Europa avançar”, sublinhou o chefe da diplomacia luxemburguesa.

“A Alemanha tem de compreender que essas entradas em cena dos últimos meses não são proveitosas”, acrescentou Asselborn, apelando à chanceler Angela Merkel para não voltar a falar de responsabilização dos credores privados no caso de bancarrota de um país da zona euro, nem de tirar o direito de voto a um país que não cumpra o Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Asselborn disse ainda que no Conselho Europeu de quinta e sexta-feira, em Bruxelas, “são precisas decisões claras” sobre um futuro mecanismo permanente de resgate do euro, “para acalmar os mercados financeiros”.

Pano de fundo da controvérsia entre o Luxemburgo, Berlim e Paris é a proposta do chefe do governo luxemburguês, Jean Claude Juncker, para emissão de dívida pública europeia, rejeitada pela chanceler Angela merkel e pelo presidente Nicolas Sarkozy.

Asselborn lembrou na conversa com o Die Welt que os chamados eurobonds não serão tema do Conselho Europeu, acrescentando, porém, que “mais cedo ou mais tarde” serão introduzidos, para ajudar países da moeda única em dificuldades financeiras.

Lusa

Destaques da edição do jornal CONTACTO de 15 de Dezembro de 2010

Na edição desta semana, o jornal CONTACTO faz manchete com a exposição dedicada à estátua da "mulher dourada" em Bascharage. Conhecida por "Gëlle Fra" e verdadeiro símbolo nacional , a estátua acaba de regressar da China, onde esteve erigida diante do pavilhão luxemburguês durante a Exposição Universal de Xangai.

Sexta-feira é dia Interncional do Migrante. O CONTACTO falou em exclusivo com um casal português que soube superar dificuldades ao chegar ao Luxemburgo. Temos ainda o testemunho de Amílcar Monteiro, agente sócio-educativo na Caritas há 30 anos.

Nesta edição saiba ainda que o Luxemburgo tenciona investir em Moçambique. Em Maputo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, disse querer reforçar as relações de cooperação entre o Luxemburgo, Moçambique e com África em geral.

Nas páginas interiores, não perca as várias reportagens dedicadas às tradicionais Ceias de Natal no seio da comunidade portuguesa ou ainda a vinda de músicos lusófonos, como Carmen Souza, ao Luxemburgo.

No desporto, destaque para o torneio internacional de futsal que decorreu no passado domingo na Coque, em Kirchberg. O evento ficou marcado pela participação da equipa do Benfica vinda expressamente de Portugal.

Estas e outras notícias no Jornal CONTACTO, o seu semanário em língua portuguesa no Luxemburgo.


Ainda não recebe o CONTACTO em casa?

Para receber o jornal gratuitamente (exclusivamente para residentes no Grão-Ducado), inscreva-se no site oficial do jornal em www.contacto.lu ou pelo tel. 4993-9393 (Departamento de Assinaturas).

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Cinema: "The Social Network" é melhor filme do ano para Críticos de Los Angeles

"The Social Network", a história não autorizada da criação do Facebook, foi considerado o melhor filme do ano pela Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles (Califórnia).

David Fincher, que realizou o filme, conquistou também o galardão de melhor realizador, ex-aequo com Olivier Assayas por "Carlos", mas "The Social Network" mereceu ainda os prémios de melhor argumento, para Aaron Sorkin, e melhor banda sonora, para Trent Reznor e Atticus Ross, empatados com Alexandre Desplat por "The Ghostwriter".

Colin Firth venceu o prémio de melhor actor pelo papel em "The King's Speech", e Kim Hye-ja conseguiu a estatueta de melhor actriz por "Mother". Os finalistas nessas categorias foram o venezuelano Édgar Ramírez, por "Carlos", e Jennifer Lawrence, por "Winter's Bone", respectivamente.

"Carlos", um filme com mais de cinco horas, conquistou ainda o troféu de melhor filme estrangeiro e foi finalista na categoria de melhor filme.

Como melhores actores secundários foram escolhidos Niels Arestrup, por "The Prophet", e Jacki Weaver por "Animal Kingdom", tendo sido finalistas Geoffrey Russh ("The King´s Speech") e Olivia Williams ("The Ghostwriter").

Entre os restantes prémios atribuídos, Matthew Libatique venceu na categoria de melhor fotografia por "Black Swan"; Guy Hendrix pelo design de produção de "A Origem"; Lixin Fan pelo melhor documentário por "Last Train Home"; e o melhor filme de animação é "Toy Story 3".

A gala de entrega dos prémios decorre nesta quarta-feira, 15 de Janeiro.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Luxemburgo: Um em cada quatro ou cinco sem-abrigo é português, diz deputado do PSD

O deputado do PSD pela Europa Carlos Gonçalves disse na segunda-feira que há mais portugueses no Luxemburgo em dificuldades, mas considera que isso não se traduz num aumento dos emigrantes sem-abrigo.

“Há o sentimento entre a comunidade que as pessoas em dificuldade estão a aumentar, também por conta dos portugueses que estão a chegar”, afirmou.

Carlos Gonçalves falava à Lusa na sequência de uma visita que realizou ao Luxemburgo no fim-de-semana.

Sublinhando que a “solidariedade da comunidade portuguesa” consegue atenuar muitas das dificuldades que alguns portugueses enfrentam, o deputado disse ainda que o número dos sem-abrigo não aumentou.

“Um em cada quatro ou cinco sem-abrigo é português. São números que estão dentro da média tendo em conta a representatividade portuguesa no Luxemburgo”, indicou.

Carlos Gonçalves defendeu também que as “autoridades portuguesas têm de articular a sua atividade com instituições e entidades direcionadas para o apoio social, porque podem ajudar no contacto com as pessoas, porque muitas não falam as línguas locais, e podem estabelecer contacto com as famílias”.

O deputado ressalvou ainda que continuam a chegar muitos portugueses ao Luxemburgo, mas alertou que a crise também chegou aos outros países e que “a crise toca em primeiro lugar às comunidades imigrantes”.

Os portugueses residentes naquele país transmitiram ao deputado social-democrata a sua preocupação relativamente ao ensino.

“A sua principal preocupação mantém-se: os números não muito positivos do aproveitamento escolar da comunidade portuguesa”, disse.

Foto: Gerry Huberty

Portugal/Voos CIA: Ministério Público está a analisar documentos da WikiLeaks

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a analisar os documentos que estão a ser tornados públicos pela organização Wikileaks e pelos jornais sobre voos da CIA que alegadamente passaram por Portugal.

A informação foi dada hoje pela directora do DCIAP, Cândida Almeida, a propósito de uma notícia que refere que os EUA envolveram o primeiro-ministro, José Sócrates, e o Presidente da República, Cavaco Silva, nos voos da CIA e que a base das Lajes foi usada para repatriar detidos de Guantánamo.

Recentemente, a Procuradoria-Geral da República (PGR) explicou que o inquérito ao caso dos “voos da CIA” que alegadamente passaram por Portugal só poderá ser reaberto se surgirem “factos novos, credíveis e relevantes” que indiciem ilícitos criminais, "o que ainda não aconteceu".

A 7 de Dezembro, o ministro dos Negócios Estrangeiros Luís Amado assegurou no Parlamento que não houve qualquer sobrevoo ou escala de repatriamento de detidos de Guantánamo sobre território português nem qualquer pedido formal dos Estados Unidos, mas apenas diligências diplomáticas confidenciais, ao contrário do que se lê em telegramas secretos alegadamente provenientes da Embaixada norte-americana em Lisboa e que a WikiLeaks publicou.

O dobro dos comboios entre Luxemburgo e Rodange, a partir de hoje

A cadência de comboios na linha 60, Luxemburgo-Esch/Alzette-Rodange, que serve mais de 80 mil utentes, duplica a partir de hoje.

Os comboios passam a circular de 15 em 15 minutos, de segunda a sábado, entre as 6h00 e as 20h00.

As duas ligações suplementares por hora são asseguradas por comboios semi-directos (RE) que servem as estações de Bettembourg, Schifflange, Esch/Alzette, Belval-Université, Differdange, Pétange e Rodange. O que significa que os comboios não param em todas as estações, o que permite ganhar algum tempo. Os comboios RB já existentes continuam a servir todas as estações e apeadeiros.

Para mais informações consulte o sítio internet www.cfl.lu ou ligue para o tel. 24892489.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Luxemburgo: Festa de Natal da Associação Católica Portuguesa de Dudelange, este domingo

Esta tarde, a Associação Católica Portuguesa de Dudelange organiza esta tarde uma festa de Natal no salão paroquial da cidade, a partir das 15h.

A tarde é animada pelo conjunto Nova Geração e conta ainda com a actuação do Rancho Terras da Maia, as crianças da catequese e o Pai Natal também passará pela festa.

Há comes e bebes à portuguesa e doces tradicionais.

Eusébio participa hoje no Luxemburgo em torneio internacional de futsal: SLBenfica e Sporting de Paris também presentes

A lenda do futebol português, Eusébio da Silva Ferreira acompanha a equipa de futsal do Sport Lisboa e Benfica, actual campeã da Europa da modalidade, ao Grão-Ducado, para participar esta tarde num torneio de futsal.

No torneio participam também o Sporting Club de Paris, vencedor da taça de França, e as formações do RM Hamm Benfica (Liga BGL) e o Mühlenbach/Lusitanos (da primeira divisão do campeonato da Federação Luxemburguesa de Futebol (FLF).

O torneio, organizado pela Events Address, disputa-se no complexo desportivo da Coque, em Kirchberg, e tem o seu início previsto para as 15h com o jogo entre o Hamm Benfica e o Mühlenbach/Lusitanos.

No intervalo deste primeiro encontro vai decorrer um espectáculo de dança, que se repetirá também no intervalo do encontro de gala entre o SL Benfica e o Sporting de Paris.

No final do encontro, os troféus serão entregues por Eusébio e Patrícia Brandão, Miss Portugal no Luxemburgo, seguindo-se uma curta sessão de autógrafos na qual estarão presentes os jogadores do Benfica e o "King".

Luxemburgo: Próxima jornada do campeonato de futsal, hoje em Dudelange

Neste domingo, 12 de Dezembro, o campeonato de futsal vai jogar-se apenas no complexo desportivo de Dudelange, onde as equipas da zona sul disputarão a sétima jornada, igualando no mesmo número de rondas as formações do zona norte.

A excepção vai para o jogo grande entre o Estrela da Amadora e a ALSS, que foi anulado no passado sábado.

Hoje, em Dudelange, o jogo entre o Núcleo Sportinguista e a União Desportiva Leonina abre as hostilidades, seguindo-se os seguintes encontros: Sporting Etoile du Sud - Futsal Club de Esch, Lavaredas Action Wear - Sporting de Esch e Platifer/AXA Michel Simões - Benfica de Esch.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Há portugueses no Luxemburgo que nem têm dinheiro para comer neste Natal

Para muitos portugueses residentes no Luxemburgo, a crise económica significa apenas não passar o Natal em Portugal, mas para outros traduz-se em carências e em ter de pedir ajuda para comer.

“Cada vez chegam mais compatriotas, que não conseguem emprego e ficam sem-abrigo. Calcula-se que estejam nesta situação 160 portugueses, o que é muito num país como o Luxemburgo, e com probabilidade de aumentar”, disse à Agência Lusa o presidente da Associação Cultural da Bairrada no Luxemburgo.

De acordo com Rogério de Oliveira, no ano passado existiam 127 portugueses na situação de sem-abrigo.

Criada oficialmente há 14 anos, aquela associação dedica-se a recolher fundos para ajudar os portugueses mais carenciados da comunidade e, pontualmente, também ajuda pessoas necessitadas em Portugal.

“Chegam-nos todos os dias pedidos de Portugal”, afirma Oliveira.

Durante o ano, a ACBL tenta ajudar os mais necessitados da comunidade a procurar emprego e a dar-lhes alimentos.

A sua acção culmina com a tradicional Ceia de Natal para os Sem-Abrigo, que se realiza no dia 18 de Dezembro.

Também o presidente do Centro de Apoio Social e Associativo (CASA) não tem dúvidas ao afirmar que a crise está a atingir os portugueses no Luxemburgo.

“Há miséria e crise, claro que sim”, afirmou o presidente José Ferreira Trindade, acrescentando que esta é uma situação “que se tem agravado nos últimos tempos”.

“Há mais pessoas a pedir. Muitos portugueses estão a ir para parques de estacionamento como arrumadores de carros”, disse ainda.

Este ano, o CASA foi contactado e prestou ajuda a cerca de seis mil pessoas, portugueses e falantes de língua portuguesa.

Entre os pedidos mais frequentes estão um emprego, casa, colchões, mobílias e roupas.

“Todo o trabalho que a nossa instituição tem feito é cada vez mais difícil, porque os recursos são cada vez menos e a miséria aumenta”, lamentou Trindade.

“Há famílias inteiras a viver dentro de carros”, afirmou, ressalvando que “há muita gente a chegar” ao Luxemburgo.

A CASA dedica-se também a fazer sopa para distribuir e a visitar deficientes e reclusos portugueses.

Esta é uma situação que atinge uma minoria da comunidade portuguesa, que na sua maioria está a conseguir fazer face à crise.

Por isso mesmo, muitos optaram este ano por não passar o Natal em Portugal.

Contactado pela Lusa, um responsável da agência de viagens “Taki-Talá” admitiu que “este ano está um pouco calmo”.

“Os portugueses têm por hábito ir à última da hora, mas até agora está mais calmo do que nos anos anteriores”, afirmou Marco Marques.

Texto: Lusa
Foto: Shutterstock

Luxemburgo continua a ser um dos destinos principais da emigração portuguesa

Luxemburgo, Suíça, Reino Unido e França são os principais destinos da actual vaga de emigração portuguesa, embora seja difícil quantificar devido à não inscrição dos emigrantes nos consulados.

A crise internacional está a causar uma desaceleração dos fluxos migratórios desde 2008, com os tradicionais destinos da emigração a enfrentarem problemas de emprego e dificuldades em absorver trabalhadores portugueses, que continuam porém a encarar o estrangeiro como solução.

É neste sentido que apontam os dados mais recentes do Observatório da Emigração, que antes desta data indicavam a saída de 70 a 80 mil portugueses por ano.

Rui Pena Pires, coordenador do Observatório em declarações recentes à agência Lusa, lembrou que não há contudo dados fiáveis já que as saídas do país não são controladas.

O boletim de estatísticas demográficas do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicado em novembro, estima que em 2009 tenham deixado Portugal 16 899 pessoas, contra as 20 357, em 2008.

Destas, 10.409 teriam como destino outro país da União Europeia e 6.490 um país terceiro.

"Com excepção de Angola”, tem havido “uma quebra” desde 2008, porque “os destinos prioritários de emigração portuguesa” - Espanha e Reino Unido - registaram um aumento do desemprego e deixaram de ter capacidade para “absorver emigrantes portugueses ao ritmo que estavam a ser absorvidos”, explicou o sociólogo.

Rui Pena Pires rejeitou a ideia de que a crise esteja a gerar uma onda de emigração semelhante à dos anos sessenta, sublinhando que o "crescimento para números próximos dessa década é anterior à crise e não consequência da crise. A crise veio travar este movimento".

A contrastar com esta leitura, o diretor da Obra Católica Portuguesa de Migrações, Frei Francisco Sales Diniz, disse, durante um encontro de sacerdotes, que continuam a ir muitos emigrantes portugueses para a Europa, a maioria jovens qualificados sem oportunidades profissionais em Portugal.

Também Álvaro Santos Pereira, investigador da universidade canadiana Simon Fraser, sustenta que há uma nova vaga de emigração portuguesa.

Santos Pereira apoia-se em indicadores preliminares que revelam que a emigração continuou a evoluir em 2009, perante a crise económica e financeira e o elevado desemprego.

Como exemplo apontou o caso de Angola, em que o número de vistos para portugueses mais do duplicou de 2008 para 2009, passando de cerca de 20 mil para 46 mil.

Por seu lado, Jorge Arroteia, coordenador da Academia Virtual da Emigração - Emigrateca, acredita que a situação atual do país gerará "um acréscimo dos fluxos emigratórios, a menos que a situação na Europa e noutros destinos de emigração, o não venha a permitir”.

Engrácia Leandro, da Universidade do Minho, considera que no contexto atual "a emigração pode afigurar-se um recurso muito plausível".

A catedrática de Sociologia alerta para o facto de estarmos longe do período dourado da emigração portuguesa.

"Não vivemos hoje em "anos gloriosos" como acontecia nos anos 1960 e 1970 em que se fazia insistentemente apelo à emigração (…), o que não é o caso atualmente, em que se procura por todos os meios fechar as portas".

Ainda assim, acredita que não será por isso que os desempregados portugueses "deixarão de estar à espreita (…) das melhores oportunidades".

Luxemburgo: CASA convida reformados para uma Ceia de Natal, este sábado

Este sábado, dia 11, o Centro de Apoio Social e Associativo (CASA) organiza a oitava Ceia de Natal para Reformados, na sua sede no n°15, Montée de Clausen, na capital, a partir das 19h.

Mais informações e reservas (até 4 de Dezembro) pelo tel. 43 27 49, 621 152 104 ou 621 291 845 (e-mail: infocasa@pt.lu).

Luxemburgo: Festa dos 25 anos do Departamento Imigrantes da OGB-L em Esch, este sábado à noite

A Secção Esch/Rumelange do Departamento Imigrantes do sindicato OGB-L organiza esta noite uma festa para assinalar os 25 anos daquele departamento na Maison du Peuple (Rest. Bairrada, 62, bld J.F. Kennedy) em Esch/Alzette.

O espectáculo conta com os cantores italianos Moreno Pizzonina (canções de Eros Ramazzoti e Andrea Bocelli) e Astrid Mastrangelo (canções de Laura Pausini), a cantora albanesa Maria e o clube de danças das instituições europeias.

Para mais informações, tel. 621172886 (josé) ou 549882 (Claude).

A entrada é livre.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Pousadas de juventude do Luxemburgo entre as melhores do mundo

Segundo um inquérito feito a 77 mil hóspedes de pousadas de juventude em todo o mundo, as melhores encontram-se no Luxemburgo, na Tailândia, nos Estados Unidos, na Austrália e no Japão.

A classificação foi tornada pública na quarta-feira pela rede mundial de associações de Pousadas da Juventude, Hostelling International (HI), no âmbito dos "Prémios 2010 das melhores pousadas HI".

Os prémios são atribuídos a partir de avaliações feitas pelos hóspedes no portal www.hihostels.com, na internet.

O Luxemburgo foi laureado com o prémio de "melhor país" pela quarta vez.

A associação luxemburguesa das Pousadas de Juventude é uma rede de dez estabelecimentos, cuja larga maioria obteve nota acima da média.

As pousadas estão situadas nas mais belas zonas do país (Beaufort, Bourglinster, Echternach, Hollenfels, Larochette, Lutzhausen, cidade do Luxemburgo, Remerschen, Vianden e Wiltz), cujas instalações são chalés modernos, antigas fábricas de cerveja e ou castelos.

Foto: Youth Hostels Luxembourg