quinta-feira, 30 de junho de 2011

Exposição "Art & Light" em Hesperange

"Art & Light", uma exposição de esculturas e instalações de 15 artistas luxemburguesas, está patente na galeria "Urbengsschlass", em Hesperange, a partir desta quinta-feira e até 10 de Julho, das 15h às 19h.

As obras de maior dimensão podem ser vistas no parque da localidade, entre 30 de Junho e 15 de Agosto. A inauguração acontece depois hoje, às 19h, no edifício da autarquia de Hesperange.

A partir de hoje: Denis Robert expõe na cidade do Luxemburgo

Obras do artista plástico luxemburguês Denis Robert vão estar em exposição na Galeria W (32, rue Beaumont), na capital, a partir desta quinta-feira.

Esta é a terceira exposição do artista naquele espaço.

Hoje: Esch recebe Fórum de Jovens Europeus

Esch-sur-Alzette recebe esta quinta-feira o Fórum de Jovens Cidadãos Europeus.

O encontro, em que participam os eurodeputados Robert Goebbels e Charles Goerens, além do deputado luso-descendente Félix Braz, visa promover o diálogo sobre a Europa. É a partir das 19h, no Pavilhão do Centenário, em Esch.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Corpo de Angélico Vieira cremado amanhã no cemitério do Feijó

Como a emigração-retorno pode ajudar o turismo português

Uma investigadora da Universidade de Aveiro procura emigrantes portugueses com 18 ou mais anos de idade que respondam a um questionário online , no âmbito de um estudo sobre o contributo do retorno e a fixação de emigrantes portugueses, enquanto potenciais promotores turísticos, para o desenvolvimento do turismo no seu local de origem, em Portugal.

O questionário pode ser encontrado em http://questionarios.ua.pt/index.php?sid=24619&lang=pt.

De acordo com Rossana Neves dos Santos, do Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial da Universidade de Aveiro, "o questionário é dirigido apenas a emigrantes portugueses com 18 ou mais anos de idade", é "anónimo e o seu preenchimento leva aproximadamente 20 minutos".

Rossana Neves dos Santos realiza o estudo no âmbito de um projecto de investigação de Doutoramento em Turismo, que é financiado por uma bolsa atribuída pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Os dados do estudo vão ser revelados a partir de Abril do próximo ano.

I.F.

CONTACTO: Edição de 29 de Junho de 2011

Na edição desta semana do CONTACTO olhamos para as festas de S. João em Esch que mais uma vez encheram as ruas da cidade durante todo o fim-de-semana. A organizaçao fala em seis mil pessoas. A sardinha em pão, as febras e o vinho português não faltaram, mas o ponto alto foi o folclore.

Damos ainda a notícia da morte clínica do cantor Angélico, ex-Dzrt, que foi recebida ontem por milhares de fãs consternados.

José Cesário é o novo secretário de Estado das Comunidades, um cargo que já ocupou em 2002 no governo de Durão Barroso. Na noite da vitória eleitoral de 5 de Junho o CONTACTO falou com o agora governante. Cesário garante que o novo governo vai estar mais perto dos imigrantes portugueses. Uma entrevista para ler na integra nesta edição.

Paulo Bento diz que o futebol português vive um bom momento. Em entrevista exclusiva ao CONTACTO, Bento fala do bom momento que a selecção portuguesa atravessa, da excelente época que o FC Porto e o Braga realizaram na Liga Europa e da grande qualidade que os treinadores lusos têm revelado em Portugal e por esse mundo fora. Uma entrevista para ler nas páginas de desporto do CONTACTO desta semana, o primeiro jornal de língua portuguesa no Luxemburgo.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Hoje há jackpot no Euromilhões

Ninguém acertou na chave completa do Euromilhões na sexta-feira, pelo que hoje há jackpot de 132 milhões de euros.

A última vez que houve um totalista do Euromilhões foi há um mês, a 20 de Maio.

Luxemburgo: Número de acidentes mortais é quatro vezes menos do que há 40 anos

A Segurança Rodoviária luxemburguesa (Sécurité Routière) comemorou ontem o seu 50° aniversário.

Por esta ocasião, a associação fez o balanço de meio-século de prevenção rodoviária e congratula-se que o número de vítimas mortais nas estradas luxemburguesas tenha vindo a baixar nos últimos 40 anos, para um quarto do total de mortos em 1970: de 132 em 1970 para 71 em 1990 e 32 em 2010.

Foto: Polícia Grã-Ducal

Luxemburgo: Troca de livrete termina a 30 de Junho

O prazo para trocar os antigos livretes ("cartes grises") pelos novos modelos termina nesta quinta-feira, 30 de Junho.

A partir dessa data, quem não tiver o novo livrete, constituído por duas partes destacáveis, pode ser multado.

Os condutores que ainda não efectuaram a troca podem fazê-lo numa das três estações de controlo técnico nacionais (Sandweiler, Esch-sur-Alzette e Wilwerwiltz).

Hoje: A pobreza em debate na Cinemateca, na cidade do Luxemburgo

A pobreza é hoje tema de debate na Cinemateca, na capital. A exibição do filme "Pignon sur rue", do luxemburguês Robert Biver, e uma mesa redonda compõem esta iniciativa, no âmbito da exposição "Pobre Luxemburgo", patente no Museu de

História da cidade do Luxemburgo.No evento, organizado pela Cinemateca em colaboração com o Museu de História da capital e a Cáritas luxemburguesa, vai estar presente o luxemburguês Robert Biver. "Pignon sur rue" é o nome do último filme deste realizador, que acompanha a vida na rua de quatro sem-abrigo sexagenários. O cine-debate, intitulado "O cinema dos pobres", tem início às 20h30.

Foto: Shutterstock

Mensa-Luxemburgo procura sobredotados portugueses

A secção do Luxemburgo da Mensa, a organização internacional constituída pelas pessoas mais inteligentes do mundo, teme que as crianças portuguesas sobredotadas não sejam detectadas no Grão-Ducado, por causa do meio social e familiar. "Há uma percentagem de sobredotados de 2 % a 7 % em qualquer nacionalidade, e certamente entre os portugueses também", garante Tatiana Schmit-Shpineva, da associação. Mas os sinais são difíceis de identificar, sobretudo quando os pais vêm de um meio social desfavorecido. "As crianças, contrariamente ao que se pensa, não são sempre as melhores da turma", explica.

A associação organiza testes para avaliar o Quociente Intelectual (QI) de crianças entre os seis e os nove anos, dia 3 de Julho, a partir das 10h, na Pousada da Juventude da cidade do Luxemburgo. "Já temos dois portugueses inscritos, mas esperamos que venham mais", diz a responsável. Inscrições até 1 de Julho pelo tel. 621 19 22 17.

Militante do Luxemburgo candidato a líder do PS

Um militante do PS no Luxemburgo apresentou a candidatura a secretário-geral do partido. Fernando Camaño Garcia, funcionário do Banco Europeu de Investimento, não espera vencer, mas quer suscitar a discussão interna no partido. "Não sou um político profissional", garante Camaño Garcia. "O que me move é ser um cidadão interessado e nada mais".

O militante socialista da secção do Luxemburgo apresentou a candidatura a secretário-geral do partido, mas não tem ilusões: se a candidatura for aceite, não espera vencer contra António José Seguro e Francisco Assis, até agora os únicos candidatos à liderança do PS. Mas quer suscitar o debate interno no partido. Para isso, apresentou a moção "Por um Portugal vivo", que preconiza a reforma do sistema político e judiciário e "aponta para a assunção de responsabilidades políticas" do PS, "numa fase em que o país está numa situação de enorme crise". "Não tenhamos dúvidas: o PS é co-responsável", diz.

A candidatura foi apresentada dentro do prazo, confirmou o PS à agência Lusa – quem primeiro avançou a notícia –, mas tem irregularidades que devem ser corrigidas até sexta-feira. Segundo o POINT24 conseguiu apurar, o número de assinaturas apresentadas é inferior ao mínimo regulamentar. São precisas cem assinaturas para que a candidatura seja aceite, explicou Fernando Garcia ao POINT24 , recusando avançar quantas ainda tem de reunir para validar a candidatura . O militante socialista já pediu a prorrogação do prazo para regularizar a candidatura, mas ignora se o pedido vai ser deferido. "Mesmo que não venha a ser candidato, a nossa vitória é ter conseguido mostrar que os militantes de base conseguem apresentar ideias", diz. O socialista espera que a moção seja discutida pela direcção do partido, e já enviou cópia por email a Seguro e Assis, mas não obteve qualquer resposta.

Camaño Garcia é funcionário do Banco Europeu de Investimento (BEI), sediado no Luxemburgo, onde viveu nos últimos três anos. Actualmente, está destacado na Grécia, também ao serviço do BEI, mas já viveu em Timor, onde trabalhou nas Nações Unidas, e nas ilhas Fiji, antes de vir para o Grão-Ducado.

A viver no estrangeiro "desde 1986", o militante do PS defende que os emigrantes "precisam de mais atenção e representação", um ponto que também é abordado na moção.

P.T.A (com Lusa)
Foto: Lusa

Hoje: Parlamento luxemburguês discute desigualdades salariais

As desigualdades salariais entre homens e mulheres são hoje discutidas na Câmara dos Deputados (Parlamento luxemburguês).

Em 2009, um homem, no Luxemburgo, auferia em média mais 12,5 por cento do que uma mulher no mesmo cargo. A pedido dos Verdes (Déi Gréng), os ministros do Trabalho e da Igualdade de Oportunidades vão expor o que tem sido levado a cabo para acabar com estas discrepâncias.

Ministra Assunção Cristas está hoje no Luxemburgo

Uma das ministras mais jovens de sempre em governos portugueses, Assunção Cristas estreia-se esta terça-feira, no Luxemburgo, numa reunião dos ministros da Agricultura e Pescas da União Europeia dominada por uma discussão sobre os apoios aos produtores afectados pela bactéria E. coli.

A reunião dos ministros da Ue tem lugar no Kirchberg.

Foto: Lusa

Folheto xenófobo regressa ao Luxemburgo

Pierre Peters voltou a distribuir panfletos xenófobos. Desta vez foi em Niederfeulen, na semana passada. A ASTI e a autarquia já pediram à Procuradoria para intervir.

"Os moradores de Niederfeulen, estrangeiros e luxemburgueses, estão indignados, e pediram à comuna para intervir junto da Procuradoria. Recordo que distribuir folhetos com este conteúdo em caixas de correio é proibido por lei", disse ao POINT24 Laura Zuccoli, da ASTI, associação que emitiu um comunicado em que condena o folheto.

"É exactamente o mesmo folheto que [Pierre Peters] já tinha distribuído" em finais de Julho do ano passado em Kayl e Tétange, explica Zuccoli. E adianta ao POINT24 que a ASTI voltou a lembrar à Procuradoria que Peters continua impune e sem ser acusado pelos seus actos.

Recorde-se que Pierre Peters, além de distribuir panfletos de cariz xenófobo, mantinha também, até Fevereiro deste ano, um portal em que atacava os estrangeiros. Só depois de várias queixas é que a Procuradoria bloqueou o site .

Jornadas de informação sobre reformas, em língua portuguesa, até quinta-feira

A Caixa de Pensões do Luxemburgo ("Caisse Nationale d’Assurance Pension du Luxembourg", CNAP) e o Centro Nacional de Pensões de Portugal organizam as Jornadas Internacionais de Informação sobre Pensões, no Luxemburgo, a partir de hoje e até quinta-feira.

Durante três dias, vão estar presentes especialistas das duas Caixas de Pensões para dar informações e conselhos. As consultas dirigem-se sobretudo aos portugueses com mais de 50 anos que trabalhem no Luxemburgo, ou tenham uma carreira contributiva em Portugal e no Luxemburgo. O local das consultas é a CNAP, no n°1A, boulevard Prince Henri, na cidade do Luxemburgo.

As consultas realizam-se na terça-feira, 28 de Junho, das 10h às 13h e das 15h-18h; quarta-feira, 29 de Junho, das 12h-15h e das 17h-20h; e na quinta-feira, 30 de Junho, das 10h-13h e das 15h-18h. As consultas são feitas por marcação prévia. Os interessados devem contactar a CNAP pelos telefs 22 41 41 61 66 (Léon Ruppert) ou 22 41 41 61 14 (Anne Rech). Para marcar uma consulta, os interessados devem fornecer as seguintes informações pessoais: Nome e Apelido ("prénom" e "nom de famille"), data de nascimento, morada actual, número da segurança social do Luxemburgo e número da segurança social de Portugal (NISS).

José Cesário outra vez nas Comunidades

José Cesário toma hoje posse como secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. O deputado do PSD pelo círculo fora da Europa repete a experiência governativa feita no governo de Durão Barroso.

José Cesário é professor do Ensino Básico, mas há muitos anos que não exerce a profissão. Agora, aos 52 anos, prepara-se para regressar ao Palácio das Necessidades, em Lisboa, ao Ministério tutelado por Paulo Portas.

José Cesário esteve pela primeira vez nas Necessidades em 2002, no governo de Durão Barroso. Depois, com a saída do actual presidente da Comissão Europeia, Cesário foi para a Secretaria de Estado da Administração Local no governo de Santana Lopes.

Dentro do PSD, Cesário é considerado como o homem mais experiente e com mais contactos nas comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo inteiro.

Na noite da vitória eleitoral do PSD, Cesário garantiu ao CONTACTO que o novo governo vai estar mais próximo e consagrar "mais políticas para os emigrantes portugueses".

Foto: DM

segunda-feira, 27 de junho de 2011

CCPL: Duas décadas de trabalho em prol da comunidade portuguesa no Luxemburgo

Foi há 20 anos, em 1991, que um punhado de homens e mulheres criaram uma organização que se propunha defender os interesses da comunidade portuguesa na via da integração. Nascia assim a CAPL (Confederação das Associações Portuguesas no Luxemburgo), que mais tarde iria tornar-se a CCPL (Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo). Este mesmo nome manteve-se ao longo destes 20 anos, apesar de os protagonistas da CCPL, todos eles voluntários, terem mudado ao longo deste percurso.

José António Coimbra de Matos é o presidente da CCPL há mais de 10 anos. Conhece "toda, ou quase toda, a história da CCPL que, nestas duas décadas, conheceu momentos bons e menos bons”, explica. Na altura em que assume a presidência, a CCPL estava em plena efervescência interna.

“Em 2000, a CCPL estava a atravessar uma profunda mudança, pois tínhamos de encontrar os nossos objectivos relativamente àqueles do início da CCPL, que inevitavelmente mudaram ao longo dos anos”, lembra.

Na verdade, "se em 1991, a CCPL tinha quase exclusivamente objectivos de reivindicação política junto das autoridades, no sentido de facilitar a integração de uma comunidade numerosa, actualmente, apesar desses objectivos se manterem actuais, a necessidade de envolver os jovens no mundo associativo, a componente cultural, a via europeia e outros projectos, fazem hoje da CCPL uma das federações interculturais de referência no Luxemburgo", afirma Coimbra de Matos. "A CCPL tem um percurso do qual se orgulha, feito por voluntários", diz Coimbra de Matos que lamenta, no entanto, a falta de ajudas financeiras. Por exemplo, "no último ano, a confederação recebeu das autoridades luxemburguesas apenas 2.500 euros de subsídio, isto para não falar da ajuda do governo português, que é ainda menos que isto”, revela o dirigente.

Apesar das dificuldades, a CCPL deixou marcas ao longo destes 20 anos, como “avanços na inscrição de residentes estrangeiros nos cadernos eleitorais, a lei da dupla nacionalidade, ou mesmo eventos culturais como a exposição 'Entre Muros', que incluia obras de artistas da lusofonia de todo o mundo e que foi um dos pontos de destaque do Luxemburgo-Capital Europeia da Cultura em 2007”, recorda Coimbra de Matos.

A CCPL foi igualmente uma das primeiras associações no Luxemburgo a ter um voluntário, em 2001, no âmbito do Serviço Voluntário Europeu (SVE), e uma das fundadoras da “Maison des Associations”. Todos os anos, a CCPL oferece formações nas mais variadas vertentes, e recentemente desenvolveu um grupo de teatro pela mão de Sónia Tomás, que tem conhecido um sucesso considerável junto da comunidade, bem como em Portugal.

A CCPL representa cerca de 80 associações portuguesas do Luxemburgo e continuará a defender os “interesses das associações e da comunidade lusa, sendo cada vez mais a referência neste campo para todos os portugueses no Grão-Ducado”, frisa o seu presidente. Mas Coimbra conclui dizendo que lamenta a “falta de reconhecimento do bom trabalho da CCPL pelas autoridades”. Mas, ressalva convicto, "graças à juventude que actualmente participa na dinâmica da Confederação, as grandes bases do futuro da CCPL e da sua acção estão no bom caminho".

Para mais informações, contactar a CCPL pelo tel. 29 00 75 (ou ccpl@ccpl.lu ).

Texto e foto: Gualter Veríssimo

Horários dos autocarros da cidade do Luxemburgo disponíveis por SMS

Mais paragens com painéis electrónicos e informação por telemóvel sobre os horários dos autocarros são as novidades a implementar até o final deste ano na rede de transportes públicos da cidade do Luxemburgo.

A autarquia da capital investiu cinco milhões de euros nos 56 painéis já instalados nas paragens, aos quais irá agora acrescentar mais 15 até ao final deste ano. Este sistema inclui também painéis electrónicos no interior dos autocarros.

Informações sobre a situação dos autocarros da cidade do Luxemburgo serão também acessíveis através do telemóvel, usando a aplicação HotCity, da internet e por SMS, a partir de Setembro. O serviço – denominado SMS4Bus – será lançado durante a Semana da Mobilidade, de 16 a 22 de Setembro próximo, e informará os interessados sobre os horários dos autocarros em cada uma das paragens.

Foto: Á. Cruz

domingo, 26 de junho de 2011

José Manuel Amaral Dias, antigo secretário de Estado da Cultura, esteve no Instituto Camões

José Manuel Amaral Dias, ex-secretário de Estado da Cultura do governo de Durão Barroso, falou sobre o sector cultural enquanto motor da economia na apresentação que fez no Instituto Camões, na semana passada.

"A cultura não se consome nem desaparece”, afirmou José Manuel Amaral Dias, acrescentando que esta tem "uma importância económica”. A sua apresentação girou em torno de um estudo de Augusto Mateus, sobre o peso das indústrias culturais na Europa e em Portugal.

O estudo de Augusto Mateus mostra que "a cultura já tem uma importância sólida, baseada em dados estatísticos, o que a torna comparável com outros bens”. Só na Europa dos quinze, em 2003, a cultura gerou um volume de negócios de mais de 654 milhões de euros.

Para o ex-assessor do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICAM), a cultura é o factor de diferenciação numa época em que "a característica competitiva dos países deixou de existir como dantes”. Segundo Amaral Dias, a cultura é o que resta ao Homem "para se manter na linha da frente do desenvolvimento económico-social”.

"O trunfo da Europa não são as praias nem o sol, mas o património e a actividade cultural”, afirmou o ex-secretário de Estado da Cultura.

Amaral Dias recorda que, entre 2000 e 2006, a indústria cultural gerou em Portugal 8.500 postos de trabalho, o que representa um crescimento cumulativo de 4,6 %.

José Manuel Amaral Dias tem formação jurídica e estudou Direito em Lisboa. "Quando Portugal assume a presidência da União Europeia em 2000, eu por acaso sou confrontado com algumas questões sobre direito comunitário. Como na altura já estava ligado ao Estado, o Ministério da Cultura perguntou-me se eu não queria ser transferido porque precisavam de alguém que começasse na área do cinema e do audiovisual a analisar as propostas que vinham da Comissão Europeia para as enquadrar face à legislação nacional."

Tendo já na altura um vínculo ao Estado, chega a presidente da comissão de gestão do Teatro Dona Maria II, em Lisboa. Foi convidado para o cargo porque "o Ministério da Cultura precisava de um jurista que fizesse a adaptação da legislação laboral, das empresas públicas ao sector do teatro”.

José Manuel Amaral Dias continuou depois sob o governo de Durão Barroso. "Fui convidado por ele a ser secretário de Estado da Cultura, funções que cumpri até Durão Barroso abandonar o cargo de primeiro-ministro para ir para presidente da Comissão Europeia”.

Depois de passar pela Bélgica, está desde Fevereiro deste ano no Luxemburgo como perito nacional destacado do Ministério da Cultura português junto da Comissão Europeia no Grão-Ducado.

Irina Ferreira

Foto: M. Dias

sábado, 25 de junho de 2011

Portugueses no LSAP de Echternach

Dois portugueses integram a lista de candidatos do LSAP (partido socialista luxemburguês) às eleições autárquicas em Echternach, agendadas para 9 de Outubro.

Os dois candidatos são Joni Colaço, funcionário público, de 37 anos, e Carina Ribeiro, professora, de 27.

Sarau de poesia com alunos de Ourém, sábado, em Ettelbruck

Um sarau de poesia com a participação de alunos da Escola Secundária de Ourém tem lugar no sábado, 25 de Junho, às 20h, na cidade de Ettelbruck, na sede da associação de pais dos alunos portugueses (Apelux).

O evento, que é organizado pelo curso de língua e cultura portuguesas (7° e 10° anos), conta ainda com a presença da fadista Paula Chouriço.

Rui Veloso hoje no Festival de Witz

O pai do rock português abre o Festival de Witz esta noite, às 20h45. É o regresso de Rui Veloso aos palcos do Grão-Ducado, passados seis anos sobre o concerto que levou muitos fãs portugueses à Rockhal, em Belval, no que era o primeiro dia e o primeiro concerto desta sala de música que tinha escolhido um músico português para a sua grande inauguração.

Rui Veloso começou a sua carreira com o trabalho "Ar de Rock", em 1980, quando tinha 23 anos. "Chico Fininho" foi um sucesso imediato e ouvia-se em todas as rádios.

Dez anos e cinco álbums depois, é lançado "Mingos & os Samurais", um disco duplo que tornou imortais canções como "O prometido é devido", "Não há estrelas no céu" e "A Paixão". Pelo meio ficou o trabalho homónimo de 1986. Quem não se lembra de "Porto Covo", "Beirã" e "Porto Sentido"?

Nos anos 90, integrou o grupo Rio Grande, formado por Tim, dos Xutos & Pontapés, João Gil, Jorge Palma e Vitorino, num estilo de música popular com influências alentejanas, que alcançou uma considerável popularidade. Dessa experiência resultaram dois discos, um de originais em 1996, outro ao vivo, em 1998.

Regressou aos discos de originais, em 2005, com "A Espuma das Canções".

O ano de 2010 foi definitivamente o ano da consagração total do músico: os concertos da digressão comemorativa dos 30 anos de carreira estiveram sempre esgotados por Portugal inteiro, numa celebração frutuosa e imparável que culminou com a entrega do Prémio Carlos Paião, a 8 de Dezembro de 2010. Em Novembro, Rui Veloso recebeu igualmente o Prémio Carreira nos "Prémios Os Ernestos", organizado pela rádio RFM.

I.F.

Foto: Guy Wolff

DP tem candidato português em Schuttrange

A lista de candidatos do DP (Partido Democrático) de Schuttrange inclui um português. Paulo da Cruz, de 36 anos, responsável comercial, é um dos 11 candidatos liberais às eleições comunais de 9 de Outubro naquela localidade.

Angolano DJ Kadú actua esta noite em Cessange

O angolano DJ Kadú está no Luxemburgo esta noite, trazido pela Associação de Angolanos e Guineenses no Luxemburgo.

O concerto tem lugar no Centro Cultural de Cessange, a partir das 19h.

O cantor, natural de Luanda, que reside em Portugal há mais de 10 anos, é considerado uma das referências da música angolana, tendo alcançado em 2010 o disco de ouro em Portugal com o seu álbum de estreia, "Zig Zig".

Neste mesmo trabalho, Kadú contou com as colaborações de artistas de renome a nível dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), tais como Yuri da Cunha, Matias Damásio, Daniel Nascimento, Rei Hélder e o cabo-verdiano Jonny Ramos. O disco "Zig Zig", cujas músicas abordam o dia-a-dia dos angolanos, privilegia os ritmos nacionais tais como o semba e kizomba .

Com vários prémios arrecadados ao longo da sua carreira, DJ Kadú é actualmente o responsável pela animação da discoteca "Luanda", em Lisboa.

Os bilhetes para este concerto custam 10 euros. Para mais informações, basta contactar Victor Monteiro, da Associação de Angolanos e de Guineenses do Luxemburgo, pelo tel. 691 115 291.

Gualter Veríssimo

No domingo: Futebol na "praia" de Cessange

O FC CeBra organiza neste domingo o tradicional torneio de Beach Soccer, que se realiza na "praia" improvisada de Cessange.

A competição, na qual vão estar envolvidas 16 equipas, começa pela manhã e prolonga-se até cerca das 18h de domingo, com o indispensável apoio do muito público que todos os anos ali se desloca para acompanhar o evento.

Paralelamente ao torneio de futebol de praia, haverá muita animação sem esquecer os apreciados petiscos da tradicional gastronomia portuguesa e não só.

Para mais informações consulte o site www.cebra.lu , na internet.

Marchas de São João, hoje e amanhã, em Esch/Alzette

Este fim-de-semana (25 e 26 de Junho), Esch-sur-Alzette recebe pelo 19° ano consecutivo as tradicionais Marchas de São João, numa organização do Rancho Folclórico Províncias de Portugal, sediado naquela cidade.

As Marchas de São João regressam assim à cidade que viu nascer, em 1993, uma das primeiras manifestações dos Santos Populares do Grão-Ducado, por iniciativa da Rádio Amizade (que se retirou, há seis anos, da organização). Recorde-se que a ideia surgira do presidente da rádio, Armindo Pereira, portuense ferrenho que quis assim partilhar com os seus concidadãos, em terras luxemburguesas, uma das festas mais castiças da cidade invicta.

Esta tarde há música com a Banda Paulo de Oliveira, na place de l'Hôtel de Ville. Cerca das 20h, os ranchos participantes reúnem-se na place du Brill e desfilam, pela rue de l'Alzette, alguns com arcos típicos das marchas populares, outros com as suas danças, até ao largo onde decorre a festa. Segue-se a actuação de todos os ranchos no palco montado diante do edifício da comuna, com a festa a prolongar-se pela noite dentro.


No domingo, a animação musical começa cedo com a mesma banda e Fernando Correia Marques, que é o cabeça-de-cartaz da edição deste ano, actua à tarde.

"Portugal em Festa", este fim-de-semana, em Echternach

A cidade de Echternach vai estar ao ritmo de mais uma edição do "Portugal em Festa", evento que anualmente, por esta altura do ano, pinta a cidade abacial com as cores portuguesas durante dois dias.

Hoje, às 12h, pode almoçar-se no local da festa, no parque de estacionamento du Pont, no Kack. Às 19h, actuam cinco grupos folclóricos, seguindo-se, às 20h30, a actuação do conjunto musical Real Show, vindo de Portugal, e que também já é um dos conjuntos conhecidos dos portugueses do Luxemburgo.

No domingo (dia 26), a festa começa com um concerto-aperitivo, pelas 10h. A partir do meio-dia, é servido o almoço. Às 13h30, parte o cortejo, com vários grupos folclóricos, pelas ruas da cidade, desde o pátio diante da estação ferroviária de Echternach até ao parque de estacionamento no Kack. Segue-se o festival internacional de folclore, com os ranchos que participaram no cortejo e às 18h serão atribuídas as taças da praxe.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Ante-projecto de lei em estudo: Governo luxemburguês quer decretar direitos e deveres dos doentes

O governo luxemburguês tem em mãos um ante-projecto de lei que estipula os direitos e as obrigações dos doentes.

Segundo o texto, cada paciente tem direito a cuidados de saúde de qualidade e é livre de escolher um prestador de serviço. Os doentes têm também direito a fazerem-se acompanhar de uma pessoa durante os cuidados de saúde.

O texto prevê ainda que os doentes tenham direito de receber informações claras e seguras sobre o seu estado de saúde, mas também prevê o contrário, isto é, o direito do doente recusar inteirar-se do seu estado de saúde. O ante-projecto de lei confere ao doente o direito de poder tomar decisões relacionadas com o seu estado de saúde depois de aconselhado pelo seu médico. Em casos de urgência, os médicos têm a obrigação de fazer tudo o que está ao seu alcance para curar os doentes.

O ante-projecto de lei prevê ainda a criação de uma unidade de mediação que permita a resolução de forma amigável dos litígios entre os prestadores de cuidados de saúde e os doentes.

Foto: Gerry Huberty

Novas regras a partir de Agosto: Governo luxemburguês prolonga vida do subsídio "Car-e"

O governo luxemburguês decidiu prolongar o período de vigência do subsídio CAR-e, para a compra de veículos motorizados pouco poluentes, por mais cinco meses. Uma medida que o governo justifica com os possíveis atrasos nas entregas das viaturas devido ao sismo de 11 de Março no Japão.

A vigência do subsídio estava previsto até ao fim do mês de Julho. O governo decide agora prolongá-lo, mas com novas regras. A partir do dia 1 de Agosto o subsídio vai ser entregue a quem compre um carro que emita menos de 100gr de CO2 por quilómetro, em vez dos actuais 120.

O mesmo é válido para a obtenção subsídio de 1.500 euros, que passa a ser aplicado aos veículos que emitam apenas 90 gramas por quilómetro, e não 100 gramas como actualmente.

Foto: Serge Waldbillig

Manuel Pinto, director das operações marítimas da Greenpeace: "A Greenpeace é um contrapoder importante"

Nascido em Portugal, veio aos sete anos para o Luxemburgo, mas foi na Holanda que a sua consciência ambiental despertou. Está na Greenpeace há 20 anos e já percorreu o mundo na defesa do ambiente. Manuel Pinto, director das operações marítimas da Greenpeace, acredita que a organização tem ajudado "a mudar as consciências".

"Em alguns países somos tão malvistos como a al-Qaeda", afirma o português que dirige as operações dos barcos da Greenpeace, ao CONTACTO. Manuel Pinto foi o convidado da Greenpeace-Luxemburgo para uma conferência em Esch/Alzette, que serviu para assinalar os 40 anos de existência da organização.

A política de independência da organização face "aos interesses instalados" fazem da Greenpeace um alvo a abater pelas "grandes empresas, que têm uma grande influência económica" e que não querem mudar o estado de coisas.

"Nós somos um contrapoder importante e temos contribuído para uma mudança na consciência ambiental das pessoas". Uma mudança que tem sido construída ao longo dos anos através de acções de campanha criativas e assentes numa abordagem não-violenta, a que a Greenpeace chama de media mindbombs (bombas mediáticas de alerta das consciências). "O nosso objectivo não é mudarmos de uma só vez o estado de coisas, mas sim alertar as pessoas para o que se passa".

Manuel Pinto já viajou pelo mundo inteiro. Participou em campanhas como a da Amazónia, onde esteve destacado entre 1998 e 2002. "Foi a mais arriscada de todas as acções de campanha em que participei. Andávamos em carros blindados, usávamos coletes à prova de bala e alguns colegas meus ( n.d.R.: que não pertenciam à Greenpeace ) foram mesmo assassinados".

Outra das campanhas que guarda na memória é a da Moruroa, contra os ensaios nucleares franceses naquela ilha do Pacífico Sul. "A Greenpeace reuniu apoio de particulares, que aderiram ao protesto, e que vieram com barcos juntarem-se a nós. Do outro lado estava o Estado francês com navios, submarinos, tropas e até a Legião Estrangeira".

CONTRA OS INTERESSES INSTALADOS

"O que é triste é que há maneira de fazer as coisas bem, mas a indústria não quer mudar".

Manuel Pinto insurge-se contra aquilo a que chama "os interesses instalados das grandes multinacionais" e defende que o papel da Greenpeace é lutar para que as grandes empresas cumpram os seus compromissos de preservação do ambiente. Para que a Greenpeace cumpra o seu papel tem que ser independente, acrescenta o português radicado na Holanda desde o início dos anos 90.

"É isso que põe muitos governos loucos, porque não conseguem controlar-nos". A independência face ao poder económico e político é a pedra basilar da actuação da Greenpeace, que luta muitas vezes de forma desigual contra os interesses instalados.

O despertar da consciência ambiental deste português de 46 anos, natural de Campanhã, no Porto, deu-se quando ainda frequentava a escola no Luxemburgo, mas foi nos Países-Baixos, "no ano do acidente nuclear de Chernóbil", que conheceu uma jovem que o inspirou a juntar-se à Greenpeace.

"JÁ NÃO TENHO RAÍZES NENHUMAS"

O dinheiro que levou consigo para a Holanda acabou em alguns meses, quando já trabalhava na Greenpeace como voluntário. "Fiquei na Greenpeace com um pouco de sorte", conta Manuel Pinto. Formado em electrotecnia, foi chamado para ajudar a resolver uma avaria num dos barcos da organização. A resolução do problema foi a sua porta de entrada na organização. "Nos primeiros anos, trabalhava nos navios, onde fazia a manutenção técnica". "A partir de 1994, comecei a coordenar as minhas primeiras acções de campanha. A primeira foi na Grécia". Desde então percorreu o mundo em diversas campanhas, e passou pela América Latina, Pacífico, norte de África, Rússia e Ucrânia, pelas Coreias e por diversos países europeus.

Em 2005, deixa o trabalho no terreno. "Agora sou responsável pela organização da logística das missões e sou eu quem decide que embarcação é usada, porque cada uma tem a sua especificidade".

"Já não tenho raízes nenhumas, depois de 20 anos a andar pelo mundo", lamenta. Por isso é que Manuel Pinto, embora sentindo saudades de participar activamente nas acções de campanha, fica agradecido por agora ter "mais um trabalho de secretária".

Manuel Pinto tem um filho de 21 anos, que vive no sul do Luxemburgo, e uma menina de 17 meses em Amesterdão, na Holanda, onde vive com a companheira. Os seus olhos brilham quando fala da filha. "Estou a tentar reconstruir a minha vida", confessa.

Irina Ferreira


Foto: Eric Brausch

"Portugal em Festa" em Echternach, sábado e domingo

A cidade de Echternach vai estar ao ritmo de mais uma edição do "Portugal em Festa", evento que anualmente, por esta altura do ano, pinta a cidade abacial com as cores portuguesas durante dois dias.

No sábado (25 de Junho), às 12h, pode almoçar-se no local da festa, no parque de estacionamento du Pont, no Kack. Às 19h, actuam cinco grupos folclóricos, seguindo-se, às 20h30, a actuação do conjunto musical Real Show, vindo de Portugal, e que também já é um dos conjuntos conhecidos dos portugueses do Luxemburgo.

No domingo (dia 26), a festa começa com um concerto-aperitivo, pelas 10h. A partir do meio-dia, é servido o almoço. Às 13h30, parte o cortejo, com vários grupos folclóricos, pelas ruas da cidade, desde o pátio diante da estação ferroviária de Echternach até ao parque de estacionamento no Kack. Segue-se o festival internacional de folclore, com os ranchos que participaram no cortejo e às 18h serão atribuídas as taças da praxe.

Conselho Nacional de Estrangeiros apela à inscrição nos cadernos eleitorais para as eleições comunais de 9 de Outubro

A inscrição dos estrangeiros nos cadernos eleitorais para as eleições comunais (autárquicas) de 9 de Outubro é a grande e actual batalha do Conselho Nacional para os Estrangeiros (CNE).

"Resido no Luxemburgo há 32 anos e quando participei nas eleições pela primeira vez senti-me bem. Senti-me mais luxemburguês", confia o espanhol Mario Velazquez, membro do CNE.

Henry Surpless, membro do CNE de nacionalidade americana, considera que votar é uma maneira de contribuir para uma melhor integração, enquanto a francesa Danielle Levy conta que vive no Luxemburgo desde os anos 1970 e é a terceira vez que vai votar no Grão-Ducado. "Sempre quis participar na vida da minha comuna, por isso decidi inscrever-me nos cadernos eleitorais, sem esquecer o facto de que estamos em democracia e que é nosso dever de cidadãos", afirma.

Recorde-se que o Conselho Nacional para os Estrangeiros é um órgão consultivo do governo luxemburguês encarregado de estudar os problemas que dizem respeito aos estrangeiros e à sua integração. O CNE é composto por 30 membros, luxemburgueses e não luxemburgueses.

Foto: Anouk Antony

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Google ultrapassou em Maio mil milhões de utilizadores

O Google totalizou em maio, pela primeira vez, mais de mil milhões de utilizadores em todo o mundo, superando outros gigantes da Net, revelam dados divulgados na terça-feira pela empresa de pesquisa de mercado online ComScore.

Com 1.009 milhões de visitantes, o motor de busca norte-americano e os seus portais YouTube (vídeos), Orkut (rede social) e Gmail (correio eletrónico) ultrapassam os sítios da Microsoft (905 milhões de visitantes), a rede social Facebook (713 milhões) e a página Yahoo! (689 milhões).

Apesar desta vantagem, o Google tem registado a progressão mais moderada comparatuvamente à dos três gigantes da Internet: num ano, o seu número de utilizadores aumentou 8,4 por cento, contra 30,2 por cento do Facebook, 14,75 por cento da Microsoft e 10,8 por cento da Yahoo!.

POINT24 não sai nesta sexta-feira, 24 de Junho

A edição portuguesa do bi-semanário gratuito POINT24 não sai nesta sexta-feira, 24 de Junho, por causa do feriado da Festa Nacional luxemburguesa, na quinta-feira, dia 23.

O jornal volta a ser distribuído na terça-feira, dia 28 de Junho.

Foto: Álvaro Cruz

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Peixes dos rios luxemburgueses impróprios para consumo

Os vários tipos de peixes de água doce do Luxemburgo estão contaminados com substâncias nocivas para a saúde.

A nova época de pesca já abriu e a Direcção-Geral de Saúde reitera as recomendaçãoes dos anos anteriores, desaconselhando o consumo de enguias pescadas em rios luxemburgueses.

A instituição aconselha também a limitação do consumo de peixes brancos a uma vez por mês. As crianças não devem consumir estes dois tipos de peixes.

A organização informa igualmente que os supermercados estão igualmente proibidos de comercializar as enguias. Já os peixes brancos só podem ser postos à venda se o teor máximo de substâncias nocivas à saude for respeitado.

Luxemburgo celebra festa nacional, hoje e amanhã

A festa nacional luxemburguesa celebra-se nesta quinta-feira, 23 de Junho. Mas as festividades começam logo na véspera, ou seja, hoje. Dezenas de grupos e conjuntos musicais asseguram hoje, a partir das 17h, concertos aos ar livre, desde a place d'Armes ao Knuedler (place Guillaume), ruas circundantes, mas também no Grund e na place de Paris, na capital.

Esta noite, cerca das 22h, tem lugar o tradicional recolher das tochas na qual participam sempre mais de uma centena de participantes. O cortejo de archotes parte do boulevard Roosevelt pelo boulevard Royal, rue Aldringen, Grand-rue, rue du Marché-aux-Herbes, rue de la Reine, para chegar finalmente à place Guillaume, desfilando diante do palanque oficial, onde estarão presentes os Grão-Duques Henri e Maria Teresa, membros do governo e dignitários oficiais.

Entre as 23h15 e as 23h30, é lançado o fogo-de-artifício, desde a ponte Adolphe e sobre o Vale da Pétrusse, num espectáculo de luz, cor e música a que costumam assistir milhares de pessoas.

Depois do espectáculo pirotécnico, os noctívagos podem deambular pelos concertos e bares ao ar livre que se estendem do plateau du Saint-Esprit à place d'Armes, estando presentes todos os estilos de música. Além disso, estão previstas animações musicais no bairro da Gare, onde estará um stand português do Centro de Apoio Social e Associativo (CASA), que convidou este ano para animar a festa DJ Night, o cantor José Borgas, os ranchos Mocidade Portuguesa e Estrelas do Minho e os conjuntos "Love Dance" e "Os Amigos das Concertinas". O stand do CASA estará situado na place Jean Heinisch (junto à igreja do Sacré-Coeur, na capital), e abre às 17h.

As celebrações nacionais têm lugar hoje à noite noutras cidades do país, igualmente com lançamento de fogo-de-artifício.

O dia da festa nacional propriamente dito, o feriado de 23 de Junho, está reservado às manifestações oficiais. De manhã, às 9h, tem lugar a parada militar e a revista às tropas, na avenue de la Liberté, na capital, pelo Grão-Duque Henri, habitualmente acompanhado pelo seu filho mais velho, o príncipe Guillaume. Segue-se a missa do "Te Deum" (Acção de Graças) na catedral, às 11h, e os 101 tiros de canhão, desde o "Fetschenhof".

Até aos anos 1960, a festa nacional luxemburguesa era celebrada no dia do aniversário do soberano. O Grão-Duque Henri festeja o seu aniversário a 16 de Abril. O 23 de Junho foi a data escolhida para celebrar a festa nacional luxemburguesa ainda no reinado do seu pai, o Grão-Duque Jean. O pai de Henri celebra o seu aniversário a 5 de Janeiro e, o inverno não sendo no Luxemburgo propício aos festejos ao ar livre, o soberano de então resolveu mudar a data do dia nacional para a véspera do dia de São João, ou seja, o dia 23 de Junho.

Foto: Marc Wilwert

Rui Veloso actua em Wiltz no sábado

Rui Veloso abre o Festival de Wiltz no dia 25 de Junho, às 20h45.

Passados seis anos sobre o concerto que levou muitos fãs portugueses à Rockhal, em Belval, que fizeram questão de ver ao vivo a voz de canções como "Chico Fininho" ou "Porto Covo", Rui Veloso volta a actuar no Grão-Ducado.

A programação do festival é variada e nela cabe também a música clássica, representada por nomes como o conjunto Syntagma, Gülsin Onay, o organista Paul Breisch e os Solistas Europeus.

Rui Veloso, que comemorou 30 anos de carreira em 2010, actua no anfiteatro de Wiltz às 20h45. Os bilhetes custam, por categoria, 20, 35 e 40 euros.

Foto: Marc Wilwert

Destaques da edição desta semana do jornal CONTACTO

(clique na imagem para ampliar)

Em destaque nesta edição do CONTACTO, a transferência de Villas-Boas para o Chelsea. A confirmação da transferência mais cara de sempre chegou ontem a meio da manhã: Villas-Boas vai mesmo para o Chelsea, e o Futebol Clube do Porto já confirmou a rescisão do treinador. "Sem justa causa", o que vai obrigar o técnico a pagar 15 milhões de euros aos Dragões.

O novo governo português tomou ontem posse, a tempo da cimeira de Bruxelas, que arranca na quinta-feira. Passos Coelho vai ser o primeiro membro do executivo português a estrear-se nas lides europeias, numa altura em que a crise portuguesa está debaixo de olho na UE.

O director das operações marítimas da Greenpeace é português e viveu no Luxemburgo. Manuel Pinto chegou aos sete anos ao Grão-Ducado, mas foi na Holanda que a sua consciência ecológica despertou. O homem que dirige as operações nos barcos da Greenpeace regressou ao Luxemburgo a convite da secção local dos ecologistas, e o CONTACTO traça o seu perfil.

Em destaque ainda nesta edição do CONTACTO, uma história insólita. António Gonçalves, de 42 anos, pai de uma menina de sete, vive no Luxemburgo há quase quatro anos. No mês passado foi a Portugal e dirigiu-se à Caixa Geral de Depósitos para levantar dinheiro. Mas no banco, o imigrante português está dado como morto.

Estas e outras notícias para ler nesta edição do CONTACTO.

--

Ainda não recebe o jornal CONTACTO em casa?

Se ainda não é assinante, passe a receber o nosso jornal todas as semanas gratuitamente na sua caixa do correio, ligando para o 49 93 96 79, ou peça-o no portal de assinaturas do jornal.

Ao tornar-se assinante do CONTACTO, passa a receber também, de forma automática e gratuita, o bi-semanário Point24-edição portuguesa, que sai às terças e sextas-feiras.

Simulacro de avião sequestrado no aeroporto de Lisboa

O aeroporto de Lisboa palco na noite passada de um "resgate de reféns" de uma aeronave sequestrada, no âmbito de um exercício táctico-policial, organizado pela Unidade Especial de Polícia.

O simulacro, que durou cerca de três horas, pretendeu simular o sequestro e desvio de aeronave para o Aeroporto de Lisboa, obrigando a um processo de negociação com o sequestrador para libertar os reféns.

No palco das operações estiveram cerca de uma centena de agentes, entre os quais elementos do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS), da Unidade Especial de Polícia e elementos do Grupo de Operações Especiais de Macau, em Portugal no âmbito da cooperação entre Lisboa e a atual Região Administrativa Especial Chinesa.

Após o resgate dos reféns assistiu-se ainda à intervenção de uma equipa operacional cinotécnica que teve como missão detetar a possibilidade da existência de explosivos no avião.

Em declarações aos jornalistas o intendente Luís Elias, responsável operacional do COMETLIS, explicou que “o exercício pretendeu treinar os agentes para situações que envolvam suspeitos armados que possam produzir ofensas corporais graves ou provocar mesmo a morte” de civis.

“Este exercício demorou três horas, mas numa situação real poderia levar mais, ou até mesmo dias. Tratou-se de uma situação limite, que só é levada a cabo quando as negociações com o sequestrador falham”, afirmou.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Desemprego volta a descer no Luxemburgo

O desemprego voltou a descer no Luxemburgo durante o mês de Maio, segundo números provisórios divulgados na segunda-feira pelo ministro do Trabalho, Nicolas Schmit, e pelo ministro da Economia, Jeannot Krecké.

Entre Abril e Maio, a taxa de desemprego baixou de 5,9 % para 5,7 %, contando-se agora 13.918 desempregados inscritos na ADEM (Administração do Emprego). Este é o quinto mês consecutivo em que o desemprego baixa, e a segunda vez este ano que fica abaixo dos 6 %.

Infografia: Sabina Palanca/CONTACTO

Marchas de São João em Esch, sábado e domingo

No próximo fim-de-semana (25 e 26 de Junho), Esch-sur-Alzette recebe pelo 19° ano consecutivo as tradicionais Marchas de São João, numa organização do Rancho Folclórico Províncias de Portugal, sediado naquela cidade.

As Marchas de São João regressam assim à cidade que viu nascer uma das primeiras manifestações dos Santos Populares do Grão-Ducado, nos idos de 1993, por iniciativa da Rádio Amizade (que se retirou, há seis anos, da organização). Recorde-se que a ideia surgira do presidente da rádio, Armindo Pereira, portuense ferrenho que quis assim partilhar com os seus concidadãos, em terras luxemburguesas, uma das festas mais castiças da cidade invicta.

A partir de sábado (dia 25) à tarde, haverá música com a Banda Paulo de Oliveira, na place de l'Hôtel de Ville. Cerca das 20h, os ranchos participantes reúnem-se na place du Brill e desfilarão, pela rue de l'Alzette, alguns com arcos típicos das marchas populares, outros com as suas danças, até ao largo onde decorre a festa. Segue-se a actuação de todos os ranchos no palco montado diante do edifício da comuna, com a festa a prolongar-se pela noite dentro. No domingo, a animação musical começa cedo com a mesma banda e Fernando Correia Marques, que é o cabeça-de-cartaz da edição deste ano, actuará durante a tarde.

José Luís Correia

Foto: Marc Wilwert

Hoje: Republicano Jon Huntsman apresenta candidatura formal à Casa Branca

O republicano Jon Huntsman, que foi embaixador na China durante a administração de Barack Obama, deverá apresentar esta terça-feira a candidatura formal à presidência dos Estados Unidos.

Analistas referem que as fortes credenciais de política internacional de Huntsman, antigo governador do Utah, que vai financiar a sua campanha através de fundos próprios, podem ser prejudicadas pela sua postura moderada em alguns temas e por ter estado ao serviço da administração Obama, apesar de também ter servido três presidentes republicanos.

A fé na igreja Mórmon também pode condicionar as hipóteses de Huntsman, pois de acordo com uma sondagem divulgada segunda-feira, um em cada cinco norte-americanos disse que não votaria no candidato do seu partido para presidente, se este fosse um mórmon.

Esta crença religiosa pode ser também um problema para o candidato republicano Mitt Romney, antigo governador de Massachusetts, que também enfrenta críticas das bases do partido por apoiar, nesse estado, um sistema de saúde similar ao defendido por Barack Obama a nível nacional, projeto que os conservadores são veementemente contra.

Embora Romney seja visto como o líder dos Republicanos, a disputa, na ala conservadora, pela corrida à presidência dos Estados Unidos pode ainda incluir outros nomes como Sarah Palin, antiga governadora do Alaska, ex-candidata à vice-presidência e figura proeminente do Tea Party, e Rick Perry, governador do Texas que sucedeu a George W. Bush.

São ainda apontados como possíveis candidatos Ron Paul, representante do Texas e apoiado pela ala mais liberal do partido Republicano, e Michele Bachmann, representante do Minnesota, que conta com o apoio do Tea Party e social-conservadores.

Huntsman concentra o maior apoio na questão do aborto e direito de armas, mas tem posições mais liberais no que respeita às alterações climáticas e uniões civis do mesmo sexo.

Hunstman seria forte oponente a Obama

Apesar das dificuldades em angariar apoios da base conservadora do Partido Republicano, o candidato pode ser um forte oponente a Barack Obama se conseguir passar a nomeação, atraindo os moderados e independentes.

Qualquer nomeado republicano vai ter de enfrentar um Obama que continua popular nas sondagens e que poderá angariar até mil milhões de dólares americanos (698,17 milhões de euros) na campanha de reeleição.

Depois do anúncio de hoje, Huntsman vai viajar para New Hampshire, estado onde decorrem as primeiras eleições primárias da campanha, e para a Florida, estado anfitrião da convenção do partido em 2012, Utah e Nevada.

Foto: United States Department of State (public domain)

Igualdade na sucessão ao trono chega finalmente ao Luxemburgo

O Grão-Duque Henri (à direita) acompanhado pela sua filha Foto: Francis Verquin

O anúncio foi feito a meio da tarde de ontem. Por ordem do Grão-Duque Henri, as regras de sucessão ao trono foram alteradas de forma a respeitar a igualdade entre homens e mulheres.

Até aqui, era o filho varão do grão-duque reinante que acedia ao trono. Na prática, as mulheres só podiam reinar se não houvesse filhos do sexo masculino. Com as novas regras, passa a ser o primeiro filho, homem ou mulher, a aceder ao trono.

Se a nova disposição estivesse já em vigor nos anos 1950, a irmã do actual grão-duque, Marie-Astrid (a primogénita da família), seria hoje Grã-Duquesa.

Português do Luxemburgo vai ao casting da Casa dos Segredos

Fernando Ferreira, a viver em Esch-sur-Alzette, vai estar no casting para a segunda edição da "Casa dos Segredos", o reality show da TVI.

O imigrante português de 21 anos soube na sexta-feira que tinha sido apurado para as provas de selecção, agendadas para 12 de Agosto, em Lisboa. O jovem vai disputar um dos 16 lugares disponíveis entre 150 concorrentes, e o seu móbil é a fama.

"Quero ser famoso para poder ter as portas abertas para outras coisas: ser actor ou modelo", disse ao nosso jornal o vendedor de profissão.

Há três anos, fez um casting para os "Morangos com Açúcar", mas não foi seleccionado.

Nas pisadas de Daniela

A edição anterior do programa contou com uma portuguesa do Luxemburgo, Daniela Martins, actualmente a participar no reality show francês "Les anges de la télé-réalité 2", gravado em Miami e que que pode ser visto às segundas-feiras no canal NRJ12.

Este é o terceiro reality show em que a ex-Miss Top Model Belgium participa, depois de "Secret Story", na televisão francesa, e da "Casa dos Segredos" da TVI.

Fernando Ferreira quer seguir as pisadas de Daniela Martins.

20 mil manifestantes invadem hoje Luxemburgo em mega-manifestação

Cerca de 20 mil pessoas são hoje esperadas no Luxemburgo para a manifestação europeia contra as medidas de austeridade e as políticas económicas da UE.

Convocada pela Confederação Europeia de Sindicatos, a "euro-manifestação" arranca às 15h e promete complicar o trânsito na capital.

"A governação económica europeia precisa de uma mudança de rumo", é o mote do protesto convocado pela Confederação Europeia de Sindicatos (CES) para esta terça-feira. "Se a estratégia imposta pela União Europeia for em frente, voltarão a ser os trabalhadores a pagar a
factura de uma situação que não provocaram", acusa o CES em comunicado.

A manifestação tem lugar um dia depois do Conselho de Ministros das Finanças da UE, também no Luxemburgo.

O protesto marca o descontentamento dos sindicatos com as decisões que vão ser debatidas na cimeira de líderes europeus, que se realiza nos dias 23 e 24 de Junho em Bruxelas, e no Parlamento Europeu, no final do mês.

Apesar do enorme número de manifestantes esperados durante o dia de hoje, a polícia luxemburguesa não prevê distúrbios.

"Segundo os organizadores e os seus parceiros luxemburgueses da OGB-L e do LCGB, a manifestação vai ser pacífica. Não temos qualquer outra informação em contrário", avança a polícia grã-ducal.

Os manifestantes vão chegar ao Luxemburgo de comboio ou autocarro, a maioria vindos da Bélgica, Alemanha e França. Pelo menos 200 autocarros vão chegar à zona da Gare à hora de almoço, escoltados pela polícia grã-ducal a partir da fronteira.

A polícia já balizou o percurso dos manifestantes, que vão circular entre a Gare e a place de la Constitution, e vai fechar algumas ruas ao trânsito (ver caixa).

O protesto arranca a partir das 14h, com partida da avenue de la Liberté em direcção à ponte Adolphe, para terminar na place de la Constitution (onde fica a estátua da "Gëlle Fra", ou mulher dourada).

A chegada dos manifestantes àquela praça no centro da cidade deverá acontecer por volta das 15h.

O regresso aos autocarros está previsto para as 17h.

Trânsito proibido durante o protesto

Durante a tarde de hoje, os carros não vão poder circular nas principais artérias que ligam a Gare à place de la Constitution, e há ruas onde não se pode estacionar.

A partir das 8h, é proibido estacionar nas ruas de Hollerich, Mercier, Commerce, Fort Wedell, rue de Strasbourg (parcialmente), rue Joseph Junck, rue de Reims, rue d’Épernay, avenue de la Liberté, na place de la Constitution e no boulevard Roosevelt.

A partir das 14h, o trajecto onde são esperados os manifestantes vai estar fechado ao trânsito: os carros não podem circular entre a margem direita da Pétrusse e a Rocade de Bonnevoie, nem no boulevard Roosevelt, entre a rue de la Congrégation e a place de Bruxelles. O parque de estacionamento e o túnel do Saint-Esprit continuam acessíveis.

Novo ministro das Finanças português reúne-se na terça-feira com troika

O novo ministro das Finanças português, Vítor Gaspar, e o novo secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, reúnem-se esta terça-feira com os representantes da troika, disse fonte do futuro governo.

Foto: Lusa

Cimeira da UE está a ser preparada no Luxemburgo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE estão desde ontem no Luxemburgo para preparar a cimeira de líderes europeus de quinta e sexta-feira em Bruxelas.

Com o Conselho Europeu no horizonte, os chefes de diplomacia vão concentrar-se na agenda do encontro, que será dominado por três temas: política económica, migração e processo de adesão da Croácia.

Ontem, no primeiro dia de trabalhos, os ministros dos 27 concentraram-se em assuntos de política externa, com destaque para a vizinhança a sul, à luz dos mais recentes acontecimentos na Síria, Líbia e Iémen.

Hoje, terça-feira, os chefes de diplomacia vão ultimar os preparativos para a cimeira de Bruxelas, que assinala a estreia na "alta-roda" europeia do novo primeiro-ministro português, Passos Coelho.

Como a reunião do Luxemburgo acontece em pleno período de transição entre o governo cessante e o futuro executivo, que toma posse hoje, Portugal não está representado por membros do executivo.

A delegação lusa é encabeçada pelo embaixador português junto da UE, Manuel Lobo Antunes, tanto no encontro de ministros dos Negócios Estrangeiros como na reunião de ministros das Finanças, que decorreu domingo e segunda-feira também na capital luxemburguesa.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Portugal: Nobre desiste de candidatura a presidente da Assembleia da República, depois de dois chumbos

O independente eleito pelo PSD Fernando Nobre anunciou hoje que decidiu desistir da sua candidatura a presidente da Assembleia da República, depois de duas votações falhadas, e que ficará no Parlamento como deputado.

"Analisados os resultados das duas votações em plenário para a eleição de presidente da Assembleia da República, entendo não reunir as condições para me submeter a uma terceira votação", declarou Fernando Nobre aos jornalistas, no Parlamento.

Numa declaração de um minuto feita nos Passos Perdidos, Fernando Nobre acrescentou: "Continuarei a exercer as funções de deputado enquanto entender que a minha participação é útil ao país".

Eleição de novo presidente do Parlamento marcada para terça-feira às 16h

A eleição do futuro Presidente da Assembleia da República foi hoje marcada para terça-feira às 16h, agendou a conferência de líderes.

Foto: Lusa

Grécia é diferente de Portugal e Irlanda mas pode haver "contágio", avisam Juncker e Olli Rehn

O presidente do Eurogrupo e primeiro-ministro luxemburguês, Jean-Claude Juncker, e o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, sublinharam hoje no Luxemburgo a diferença entre o caso da Grécia e a situação de Portugal e Irlanda, mas advertiram para o risco de “contágio”.

No final de uma reunião do Eurogrupo dedicada sobretudo à complexa situação da Grécia, Juncker disse que de Portugal e Irlanda se falou “pouco” – acrescentando que “tanto melhor” assim -, mas Rehn, que também elogiou as reformas conduzidas por Lisboa e Dublin, repetiu o alerta deixado à chegada à reunião sobre o “risco de contágio” da situação grega a estes dois países.

O comissário europeu sublinhou a importância de a Grécia ultrapassar os atuais problemas e clarificar as suas perspetivas financeiras e futuro a médio prazo, não só no seu interesse, mas também para “dar clareza aos mercados e ajudar a conter riscos de contágio a economias vulneráveis na UE que estão a levar a cabo reformas profundas, na área orçamental e estrutural”, casos de Portugal e Irlanda.

Relativamente a Portugal, disse que “os partidos que vão partilhar o poder e formar Governo” (PSD e CDS-PP) “estão totalmente comprometidos em implementar o programa (de assistência financeira) UE/FMI a partir do primeiro dia em funções”, ou seja, terça-feira, dia da tomada de posse.

Por seu turno, Juncker apontou que os ministros do Eurogrupo estimam “todos” que “os programas de ajustamento da Irlanda e de Portugal avancem bem, tanto em matéria de reforma orçamental como em matéria de reformas estruturais”, e estão “satisfeitos com os desempenhos recentes dos dois países”.

O presidente do Eurogrupo disse que os países da Zona Euro também se congratularam com “o sucesso da recente emissão obrigatória do fundo europeu de estabilização financeira (FEEF), para uma primeira tranche para Portugal”, referindo-se à emissão de 5 mil milhões de euros realizada na semana passada.

Sublinhando que, quanto a Portugal e Irlanda, não se levantam para já preocupações, os dois responsáveis admitiram mesmo que a grande preocupação de momento é a Grécia, que viu na última madrugada os ministros das Finanças da Zona Euro falharem um acordo sobre o desembolso da próxima tranche do programa de resgate, de 12 mil milhões de euros, que condicionaram à aprovação pelo parlamento grego da estratégia orçamental de médio prazo e do programa de privatização até final de junho.

Juncker anunciou, de resto, a convocação de uma reunião extraordinária do Eurogrupo para 03 de julho, data em que acredita ser já possível fechar um acordo, uma vez que o parlamento grego se tenha pronunciado.

O agendamento desta reunião deverá antecipar a “estreia europeia” do novo ministro das Finanças português, Vítor Gaspar, que estava prevista para a reunião do Eurogrupo de 11 de julho.

Foto: SIP

Walferdange: DP tem candidato português

Arlindo Rodrigues, de 54 anos, é um dos candidatos do Partido Democrático (DP) à autarquia de Walferdange. Carpinteiro de profissão, o português é um dos 13 candidatos do DP às eleições comunais.

LSAP tem mais um candidato português em Ettelbruck

A lista apresentada pelos socialistas de Ettelbruck às eleições comunais de 9 de Outubro tem um candidato português. Martinho Freitas da Cunha, reformado de 57 anos, faz parte dos candidatos do LSAP àquela autarquia do norte do país. Em comunicado enviado a esta redacção, Martinho Freitas da Cunha apela aos portugueses e cabo-verdianos para que se inscrevam nos cadernos eleitorais.

ASTI/Debate: Integração de estrangeiros nos partidos

A Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI) organiza nesta segunda-feira, 20 de Junho, um debate dedicado ao tema "A integração de estrangeiros nos partidos políticos", às 20h.

Alex Bodry, presidente do LSAP, Isabel Wiseler-Santos Lima, do CSV, David Wagner e Christian Kmiotek, do Déi Gréng e Guy Daleiden, do DP, participam na mesa-redonda, que decorre na sede da ASTI (10, rue Laval, em Luxembourg-Eich).

Luxemburguesa prepara tese de doutoramento sobre imigrantes portugueses

Aline Schiltz vive há sete anos em Lisboa e é ali que se sente em casa. A geógrafa luxemburguesa terminou a licenciatura com um estudo sobre o Fiolhoso, "a aldeia mais luxemburguesa de Portugal", e prepara agora uma tese de doutoramento sobre a emigração portuguesa no Luxemburgo. "Uma coisa que me motiva muito neste trabalho é dar voz aos portugueses", diz.

Para escrever a tese que deverá apresentar na Universidade do Luxemburgo, Aline Schiltz está a fazer inquéritos aos portugueses no Grão-Ducado. Os questionários podem ser pedidos por correio electrónico (alineschiltz@gmail.com).

Yasmine Lima eleita Miss Global Cabo Verde e Vânia Pereira "Miss United Nations"

Yasmine Lima (foto, à esquerda) foi eleita Miss Global Cabo Verde 2011 e Miss Simpatia, e Vânia Pereira (foto infra, à direita), "Miss United Nations". Uma sampadjuda (oriunda da ilha de Santo Antão) e uma badia (da ilha de Santiago) vão representar Cabo Verde na Jamaica e na Tanzânia, em concursos de beleza.

Passavam das 2h da manhã quando, no sábado, no Tube Club, em Diekirch, o júri anunciou que haveria não uma, mas duas vencedoras no concurso "Miss Global Cabo Verde 2011". A surpresa foi geral. Foi entre sorrisos e lágrimas que, entre 14 concorrentes, Yasmine Lima foi eleita Miss Global Cabo Verde 2011 e Miss Simpatia, e Vânia Pereira, "Miss United Nations".

Para Yasmine Lima, de 22 anos, nascida no Luxemburgo e filha de imigrantes de Santo Antão, "o prémio maior é poder representar Cabo Verde na Jamaica". No futuro, esta estudante de cabeleireira pretende "abrir uma cadeia de salões de beleza, não só no Luxemburgo, como também em Cabo Verde."

A segunda vencedora, Vânia Pereira, de 18 anos, nascida em Portugal, vive no Luxemburgo desde os 11 anos de idade e é filha de imigrantes da ilha de Santiago. O prémio para Vânia "significou muito" e foi com bastante surpresa que ouviu o seu nome ser anunciado. A eleita considerou o prémio como "o realizar de um sonho" e diz que "será muito gratificante" representar o país na Tanzânia.

Foi ainda eleita a "Miss Popularidade", cuja votação foi feita através da rede social Facebook. Cinthia da Moura, de 20 anos e estudante de enfermagem, foi a vencedora.

A organizadora do evento, Natascha Bintz (na foto ao lado), fez um balanço positivo do acontecimento. Explicou que a eleição das duas misses resultou da proposta feita pelas organizações dos concursos internacionais da Jamaica e da Tanzânia.

Aleida Vieira
Fotos: Manuel Dias

domingo, 19 de junho de 2011

Finalista de reality-show da TVI: Ana Isabel da "Casa dos Segredos" encontra-se com fãs no Luxemburgo


Ana Isabel, uma das três finalistas do concurso "A Casa dos Segredos", esteve três dias no Grão-Ducado, entre sexta e domingo, em resposta ao convite dirigido por Celeste Rodrigues, proprietária do café "Chez Celeste", na cidade do Luxemburgo.

A ex-concorrente do reality show da TVI – no qual ficou em segundo lugar, atrás de António Queirós – tinha uma agenda bastante preenchida, mas submeteu-se sempre com um sorriso aos pedidos dos inúmeros fãs, que com ela queriam fazer fotografias, pedir autógrafos ou simplesmente conversar.

Na sexta-feira à noite, a ex-concorrente esteve no "Chez Celeste", seguindo depois para a discoteca Byblos, também, na capital. No sábado e no domingo visitou a festa dos santos populares do Hamm Benfica, em Kockelscheuer, onde apadrinhou a nova equipa sénior para a época 2010/11. Isto, apesar de a vimaranense de 25 anos se confessar adepta do clube da sua terra, o Vitória de Guimarães, e de ter "uma costela azul e branca, do FC Porto". E em jeito de brincadeira, diz que pode até ter ficado em segundo lugar na Casa dos Segredos, "mas o FC Porto ganhou tudo este ano e deu-me grandes alegrias."

Ao CONTACTO, Ana Isabel confiou estar surpreendida com a sua popularidade junto da comunidade portuguesa do Luxemburgo. "Sinto-me como se estivesse em casa", confessou Ana.

Quanto à responsável por esta primeira visita de Ana Isabel ao Grão-Ducado, Celeste Rodrigues confiava, por seu lado, ao Contacto que é fã de Ana Isabel "desde a primeira hora".

"Gosto de pessoas simples e honestas, que demonstram realmente aquilo que são". Na opinião de Celeste, "foi uma enorme injustiça aquilo que lhe fizeram na 'casa' e foi por isso que resolvi convidá-la para vir ao Luxemburgo".

Do concurso da TVI, Ana Isabel guarda alguns episódios, alguns bons, outros menos bons. "Era um jogo e estava lá para jogar. Na vida 'extra casa' ( dixit ), não guardo rancores a ninguém. Foi uma pena o Hugo não se ter aguentado até à final, senão teria ganho", recorda Ana. Uma das "rivais" dentro da casa era a luso-descendente residente no Luxemburgo, Daniela Martins, mas quanto a isso, Ana Isabel faz questão de explicar que teve oportunidade de "conhecer melhor" a sua ex-rival e que hoje "está tudo bem e esclarecido".

Ana diz gostar do mundo da música e da moda, mas não os vê futuro para a sua carreira profissional, embora não feche a porta se surgirem convites para spots publicitários ou desfiles. Considera-os como um hobby . Neste momento, encontra-se a gravar uma minissérie para a TVI, com a qual ainda está ligada por contrato.

Desde que saiu da casa, Ana enveredou também pelo teatro, integrando o elenco da peça "Duas vidas" (de Fábio Moreira), que tem estado em digressão por Portugal e que, por exemplo, a 9 e 10 de Julho chega ao Teatro Sá da Bandeira, no Porto. Haverá uma pausa no Verão, mas as representações recomeçam na rentrée . Quanto ao curso de Direito que Ana estava a seguir na Universidade do Porto, este fica por enquanto em standby .

E a participação em outros reality shows ? Peremptória, afirma-nos: "Não!", e acrescenta que nem aconselha a experiência a ninguém.

Na bagagem de regresso a Portugal, Ana leva a recordação de uma boa recepção por parte dos portugueses no Luxemburgo. "As pessoas são simpáticas, o povo português é hospitaleiro em qualquer parte do Mundo. Do pouco que conheci da cidade [do Luxemburgo] é bonita e espero voltar em breve ao Luxemburgo".

Texto e fotos: Ricardo Raminhos

Ceejay Correia: Um rapper que gosta de Fernando Pessoa

No sábado 11 de Junho teve lugar no Café Central em Rumelange a Festa da Juventude, uma iniciativa de dois amigos, Paulo Rodrigues e Lara Barradas, em benefício de todos os jovens de Rumelange e dos arredores. O objectivo foi propor-lhes uma ocasião de se divertir num bom ambiente, com boa música e ficando perto das suas casas.

O evento contou com a participação de vários artistas, com destaque especial para Ceejay Correia, jovem cantor de Hip Hop/Rap, cujo sucesso tem vindo a afirmar-se desde há alguns anos na cena luxemburguesa e além-fronteiras. Ceejay acaba de lançar o clip "Acontece", realizado por Filipe Silva, e está actualmente na fase final da produção de seu primeiro álbum profissional "O Eco Da Minha Alma'', com a produtora One Blood Productions, em Paris. Um álbum no qual participa também o "irmão da alma" de Ceejay: Gerson Pinto, aka Jezz.

Nascido, crescido e radicado no Luxemburgo, Ceejay descobriu uma verdadeira paixão pela língua portuguesa quando tinha apenas 13 anos.

"Foi o disco de Boss AC 'Rimar Contra a Maré' que em 2004 despertou em mim esse fogo", comentou ao CONTACTO o jovem rapper." A partir dessa altura comecei a compor e a cantar canções em português. Em paralelo, melhorei os meus conhecimentos da língua materna. Interessei-me sobretudo pela poesia portuguesa, lendo muitos autores mesmo através de Internet. Os textos de Fernando Pessoa em particular foram uma autêntica revelação para mim".

De que falam as letras compostas por Ceejay?

"Falam de nós, os portugueses emigrantes, da nossa forma de ser, falam também de Portugal, de Lisboa. São músicas animadas, mexidas, que também têm como propósito despertar as mentes e os espíritos." Quais as perspectivas para Ceejay?

"Gostava de ir para Portugal e fazer o máximo para lançar-me numa carreira musical. Mas claro, primeiro é preciso terminar os meus estudos e aguardar o lançamento do disco. Tenho confiança. Os produtores de Paris planeiam uma boa cobertura para o álbum em Portugal. Tenho confiança de que o nosso trabalho vai ser bem acolhido."

O clip "Acontece" pode ser visto no YouTube e na página Facebook www.facebook.com/Ceejaylx

Jorge Rodrigues

Musical "Jesus Christ Superstar" procura cantores: Audições nos dias 9 e 10 de Julho em Mamer

O musical Jesus Christ Superstar, que sobe ao palco do Centro Cultural Kinneskbond de Mamer em Janeiro do próximo ano, procura cantores que saibam inglês.

As audições, que estão englobadas num workshop conduzido por Camille Kerger e por Serge Schonkert, decorrem no sábado, dia 9 de Julho, entre as 10h e as 18h, e no domingo, dia 10, entre as 10h e as 12h.

O espectáculo é levado à cena nos dias 13, 14 e 15 de Janeiro de 2010.

Jesus Christ Superstar é uma comédia musical de Andrew Lloyd Webber e de Tim Rice, que estreou na Broadway, em Nova Iorque, em 1971. O musical retrata a última semana da vida de Jesus, começando com a chegada em Jerusalém e terminando com a crucificação. Grande parte do enredo é focado na personagem de Judas, que é retratado como uma figura trágica, realista e angustiada, que não está satisfeito com a aparente falta de estratégia política e manifestações da divindade de Jesus.

Inscrições e informações adicionais pelo tel. 691 801 923 (de segunda a sexta, entre as 18h e as 20h) ou por correio electrónico ( jcs@hgm.lu ).

"Indignados", protestos hoje em Madrid, Lisboa, Porto... e no Luxemburgo

Os jovens do movimento espontâneo inspirado na "acampada" espanhola vão realizar hoje uma manifestação, em Lisboa e no Porto, para passarem a mensagem de que é necessária uma democracia melhor.

A última iniciativa ocorreu a 28 de Maio, com uma manifestação entre a Avenida da Liberdade e o Rossio, em Lisboa, sob o lema "Democracia Verdadeira, Já".

A "acampada", que contesta o atual sistema político, inspirou-se nos contestatários em Espanha que criticam, nomeadamente, o desemprego.

Para esta manifestação de hoje os participantes não esperam qualquer violência policial. "Mas também não a esperávamos da primeira vez", dizem.

A manifestação portuguesa inspirou-se no movimento internacional, que chegou a realizar "acampadas" em cerca de 800 cidades no mundo.

A situação concreta de alteração política no executivo português não muda nada nos propósitos dos jovens participantes, explicou à agência Lusa Nuno, um dos participantes.

"Não altera nada porque a democracia que se vive em Portugal não é recente", diz.

Segundo aquele ativista, o objetivo é "estimular o debate público sobre política".

Os jovens defendem "uma cidadania mais ativa" e pretendem com estas iniciativas apelar aos cidadãos para participarem mais.

Os jovens dizem-se "desgostosos com o sistema atual" e defendem que "uma democracia mais verdadeira é possível".

A comparação com os protestos em Espanha não podem fazer-se, diz Nuno, porque a situação dos dois países é muito diferente: "Por estarmos a trabalhar reduz-nos a disponibilidade de participação, enquanto em Espanha, com 40% de desemprego nos jovens abaixo dos 25 anos, é diferente, nós felizmente não estamos tão mal".

Revolta juvenil chega ao Luxemburgo

Solidários com o movimento dos "Indignados" em Espanha, um grupo de jovens do Luxemburgo convocou uma manifestação para este domingo, na place d'Armes, na cidade do Luxemburgo. O protesto arranca a partir das 19h.

Hoje no Luxemburgo: Ministros das Finanças europeus examinam assistência a Portugal

Os ministros das Finanças da zona euro, reunidos hoje no Luxemburgo, vão fazer o ponto da situação do programa de assistência financeira a Portugal num encontro que será dominado pela crise na Grécia.

O embaixador português junto das instituições europeias será o representante português na reunião depois de o ministro das Finanças do Governo de gestão, Fernando Teixeira dos Santos, já se ter despedido dos congéneres europeus numa reunião que teve lugar na última terça-feira em Bruxelas.

Manuel Lobo Antunes deverá dar conta aos responsáveis pelas Finanças dos 17 países da zona euro dos últimos desenvolvimentos relacionados com a formação do novo Governo português liderado por Pedro Passos Coelho, de acordo com fonte comunitária.

Por seu lado, o comissário europeu dos Assuntos Económicos e Monetários, Olli Rehn, deverá reafirmar que Lisboa tomou “as medidas prévias necessárias” que permitiram o envio das primeiras parcelas (‘tranches’) previstas no memorando de entendimento assinado entre Lisboa e a "troika" internacional.

O Estado português negociou com a "troika", constituída pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia, uma ajuda externa ao país no valor de 78 mil milhões de euros.

Segundo uma outra fonte, Olli Rehn deverá insistir que o sucesso do programa português “depende da sua rápida execução” e que Bruxelas aguarda com expetativa o momento em que vai começar a trabalhar de perto com o novo Governo português, resultante da maioria PSD/CDS-PP resultante das eleições legislativas antecipadas de 05 de junho.

Na reunião, que se prolonga até amanhã, segunda-feira, os ministros das Finanças da zona euro também deverão chegar a acordo para libertar em Julho a quinta parcela do programa de assistência à Grécia no valor de 8,7 mil milhões de euros.

sábado, 18 de junho de 2011

Este domingo: Revolta juvenil chega ao Luxemburgo

Solidários com o movimento dos "Indignados" em Espanha, um grupo de jovens do Luxemburgo convocou uma manifestação para este domingo, na place de Armes. O protesto arranca a partir das 19h.

Eurogrupo reúne-se no domingo no Luxemburgo

Os ministros do Eurogrupo reúnem-se domingo no Luxemburgo para discutir um segundo plano financeiro de ajuda à Grécia, após a falta de acordo durante o encontro extraordinário de segunda-feira em Bruxelas.

Luxemburgo/Eleições Comunais: Hoje é Dia Nacional da Inscrição nos cadernos eleitorais

Algumas comunas luxemburguesas vão estar abertas hoje, sábado, para facilitar a inscrição dos estrangeiros nos cadernos eleitorais.

A data, baptizada "Jornada Nacional de Inscrição", foi proposta a todas as autarquias pelos Ministérios da Família e do Interior. Mas a um dia da acção, ninguém sabe quantas aderiram.

Na circular enviada em Março às 116 comunas do país, os dois Ministérios propõem que as autarquias abram hoje, "a fim de facilitar a inscrição dos residentes não-luxemburgueses". Mas abrir ou não é uma decisão que cabe exclusivamente às comunas, e a um dia da acção, ninguém sabe quantas responderam ao apelo.

Fonte do Gabinete Luxemburguês de Acolhimento e Integração (OLAI), responsável por coordenar a campanha para promover as inscrições de estrangeiros nos cadernos eleitorais, disse ao nosso jornal que não tem uma lista das autarquias que vão aderir à iniciativa.

"Sabemos que há muitas comunas que o vão fazer, porque nos contactaram a pedir material de informação, mas não temos nenhuma lista completa. E não temos como as obrigar a fornecer-nos essa informação, por causa da autonomia comunal".

O nosso jornal contactou algumas autarquias no país, e sabe que pelo menos Bertrange, Differdange, Dudelange, Esch-sur-Alzette, Ettelbruck e a comuna da cidade do Luxemburgo vão estar abertas no sábado, a maioria entre as 9h e as 12h.

Na cidade do Luxemburgo, o "Bierger-center" (Loja do Cidadão) está aberto das 9h às 14h. Esch-sur-Alzette tem um gabinete aberto das 10h às 12h e das 14h às 18h. Na segunda maior cidade do país, a Comissão Consultiva de Integração tem também um stand em frente ao edifício da comuna com informações sobre as eleições, que regressa à place de l'Hôtel de Ville também no dia 25 de Junho e a 2 e 9 de Julho, sempre das 14h às 18.

Em Differdange, a abertura da Loja do Cidadão aos sábados já é a norma, por isso este sábado não vai ser diferente: o "Biergeramt" está aberto das 9h às 11h.

Além das autarquias referidas, vão estar também abertos os gabinetes das comunas de Dippach, Bettembourg, Schifflange, Hesperange, Koerich, Steinfort, Remich, Frisange, Medernach, Kopstal, Boevange-Attert, Grosbous, Hobscheid e Eischen, segundo informações divulgadas no portal da Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI). Aquela associação lamentou na semana passada "a falta de coordenação" da iniciativa.

Foto: Guy Wolff

sexta-feira, 17 de junho de 2011

China fecha Tibete a turistas

A China fechou o Tibete aos turistas até ao fim de Julho, anunciaram agentes de viagens na região. A medida está a ser vista como uma tentativa por parte de Pequim de prevenir detenções no âmbito das celebrações dos 90 anos do Partido Comunista chinês que se realizam no dia 1 de Julho.

Para visitar a região do Tibete (classificada como autónoma por Pequim), todos os turistas estrangeiros precisam de ter permissões especiais, mas periodicamente as autoridades chinesas vão mais longe e impedem totalmente o acesso à região, invocando razões de segurança.

Preocupado com a instabilidade ou qualquer outra ameaça ao Partido Comunista, o Governo chinês receia a presença de estrangeiros em áreas de fronteira povoadas por minorias (designadas de regiões autónomas). O facto de se aproximar um aniversário político faz aumentar este receio.

"É uma nova regra por causa do 90º aniversário", disse um agente de viagens de um grande hotel em Lhasa à Reuters, sob anonimato. "Mesmo que seja uma viagem de grupo, os estrangeiros não podem entrar", acrescentou.

Outra agência de viagens sediada em Pequim disse ter sido notificada há vários meses de que os estrangeiros não poderiam entrar no Tibete durante o mês de Julho, mas que tinha esperança que as restrições fossem aliviadas a tempo de importantes festivais que decorrem em Agosto. "Tivemos de fazer vários cancelamentos, mas não sabemos as razões por trás disso. Talvez tenha qualquer coisa a ver com política", declarou a agência de viagens à Reuters.

Agência de viagens contactadas pelo PÚBLICO confirmaram não estar a efectuar marcações entre 25 de Junho e 25 de Julho para o Tibete, mas adiantaram não ter sofrido prejuízos, até ao momento, com a medida tomada pelo Governo chinês.

Em 2008, o Tibete foi palco de violentos protestos contra a China, no aniversário do levantamento contra a ocupação chinesa, a 10 de Março de 1959. Segundo os números oficiais, o conflito provocou duas dezenas de mortos, mas outras fontes apontam para 200.